Como Declarar Sua Conta Bancária Para Restituição de IR

Como Declarar Sua Conta Bancária Para Restituição de IR

O início do ano sempre traz consigo uma boa leva de obrigações para os cidadãos. E uma dessas obrigações é a Declaração do Imposto de Renda. O ideal é sempre organizar a documentação necessária antes da data. Assim, o contribuinte será restituído mais rapidamente. 

É muito comum surgirem dúvidas no momento de criar a declaração e também quanto à sua restituição. Uma das dúvidas mais comuns é como funciona a restituição do imposto de renda, como ela é feita. 

No post de hoje, daremos mais detalhes sobre essas questões. Continue lendo. 

Como Declarar a Conta Bancária Para Receber a Restituição do Imposto de Renda? 

A restituição do IR é creditada na conta do contribuinte. Mas muitos não sabem como informar a sua conta. O contribuinte deve informar corretamente os dados da sua conta, como o número do banco, o nome, os números da conta e da agência, nos campos destinados para esse fim.  

O titular da conta deve ser o próprio contribuinte. Essa é uma informação muito importante. Não é permitido indicar a conta de outra pessoa para receber a restituição por você, a menos que seja uma conta conjunta. Nesse caso, ambos os titulares poderão informá-la para a receber o valor. Antes de pagar os valores da restituição, a Receita Federal faz uma espécie de cruzamento das informações bancárias informadas com o número do CPF do contribuinte. No caso de alguma divergência, o valor não será creditado. 

Onde encontrar o campo para informar os dados bancários? 

Ao abrir a sua declaração, no menu à esquerda, vá em “Resumo da Declaração”. Depois, clique em “Cálculo do Imposto”. Caso exista algum valor a ser restituído, aparecerá uma janela informando qual esse valor e o campo destinado às informações bancárias. 

Eu Consigo Alterar a Conta Informada Para Recebimento da Restituição? 

Uma situação bem comum de acontecer é o contribuinte precisa alterar a conta informada na declaração. Seja por não ter mais aquela conta, ou por outro motivo qualquer. Nesse caso, é sim possível alterar a conta informada, desde que ainda não esteja incluso em algum lote de restituição. Para alterar, é preciso que o contribuinte envie uma declaração retificadora com a alteração da conta, dentro do prazo.  

Eu Consigo Receber a Restituição Mesmo Sem Indicar a Conta Bancária? 

Essa é outra questão que costuma causar dúvidas entre os contribuintes. E a resposta é sim, é possível receber a restituição mesmo sem informar a conta, embora seja mais indicado ter uma conta corrente, poupança ou conjunta. No caso das pessoas que não têm uma conta, elas devem esperar até o Banco do Brasil abra o canal de atendimento que trata exclusivamente de assuntos relacionados ao Imposto de Renda. Isso possibilita que esses contribuintes possam receber o valor diretamente em uma agência do Banco do Brasil. 

Porém, a situação mais recomendada é a abertura da conta, sempre que possível. 

Como Fica a Situação de Contribuinte Brasileiro Que Mora no Exterior e Não Tem Conta no Brasil? 

Outra situação é quando o contribuinte mora no exterior. Se ele tiver conta no Brasil, basta fazer a declaração normalmente e informar os seus dados bancários. 

Agora, se ele não tiver conta bancária no Brasil, será preciso informar um procurador para receber o seu dinheiro. De posse da procuração, a pessoa irá à uma agência do Banco do Brasil e informará uma conta no seu nome para o depósito da restituição. Seja qual for o banco. 

Lembre-se sempre de não deixar para entregar a declaração na última hora, para evitar atraso e pagamento de multa. Também é importante ficar atento às informações prestadas, para não cair na malha fina.

Como Movimentar ou Encerrar Uma Conta Conjunta? Precisa de Todos os Titulares? 

Como Movimentar ou Encerrar Uma Conta Conjunta? Precisa de Todos os Titulares? 

Uma conta conjunta é uma única conta em que duas ou mais pessoas são titulares. A abertura segue os mesmos procedimentos de uma conta corrente individual e a documentação a ser apresentada é a mesma. Porém, para a assinatura do contrato, é preciso que todos os titulares estejam presentes. 

Normalmente, os documentos solicitados são: comprovante de renda, documento de identificação (RG, CNH, e etc.) e um comprovante de residência atualizado. 

Uma conta conjunta pode ser aberta por qualquer pessoa maior de 18 anos, com quem desejar, mesmo que não sejam parentes. 

Uma conta conjunta pode ser somente conta poupança, somente conta corrente ou as duas juntas. 

Como Movimentar Uma Conta Conjunta? 

Existem, basicamente, das modalidades de conta conjunta: a solidária e a não-solidária. 

A movimentação de uma conta solidária pode ser feita por qualquer um dos titulares individualmente. Imagine que você tenha uma conta conjunta com alguém com um saldo de R$ 5.000,00. Se você quiser sacar o valor total ou parcial sem a presença do outro titular, você poderá sacar. E vice-versa. 

No caso da conta não-solidária, para movimentá-la, é preciso da concordância de ambas os titulares. Qualquer saque que for feito na conta deverá ser autorizado por todos os titulares. A sua movimentação é por meio de cheque, onde todos os titulares precisam assinar para que o documento tenha validade. 

Quem tem uma conta individual pode, a qualquer momento, transformá-la em conta conjunta. 

A movimentação de uma conta conjunta solidária poderá ser feita por qualquer titular de forma individual, pelo uso de cartões, caixas eletrônicos, cheques, internet e outros. 

Já a movimentação da conta conjunta não-solidária será um pouco diferente, pois precisa da autorização de todos os titulares. As movimentações podem ser feitas mediante cheque assinado por todos os titulares, assinatura de todos na boca do caixa das agências, acesso pelo internet banking mediante a assinatura digital de todos os titulares, e etc. 

Como é a Cobrança de Tarifas em uma Conta Conjunta? 

Seja qual for a quantidade de titulares, será cobrada a tarifa de uma conta apenas. No caso de conta poupança, não há cobrança de tarifas, assim como acontece com a conta poupança individual. 

Como Encerrar Uma Conta Conjunta? 

O primeiro passo para encerrar uma conta conjunta é zerando o saldo da mesma. Depois, todos os titulares terão que comparecer à agência para o encerramento. Alguns bancos permitem que apenas um titular possa comparecer no dia do encerramento. É preciso verificar antes como funciona no seu banco. 

Como Retirar Um dos Titulares da Conta Conjunta? 

Para retirar algum dos titulares de uma conta conjunta, é preciso que todos assinem o contrato. Pode acontecer de não ser possível excluir um titular. Nesse caso, o procedimento é encerrar a conta existente e abrir uma nova conta, retirando o titular. 

Como Fica se Um dos Titulares da Conta Falecer? 

No caso de falecimento de um dos titulares, o banco precisa ser informado para que possa tomar as medidas necessárias. No caso da conta conjunta simples, ela não poderá ser movimentada, pois todos os membros devem concordar com as transações realizadas. A conta deverá, então, ser encerrada. E o saldo será redistribuído conforme e legislação brasileira. 

Já no caso de conta conjunta solidária, como todos os titulares pode movimentar a conta sem a autorização de ninguém, a situação pode ser um pouco mais delicada. Conforme a situação, o saldo da conta deverá ser inventariado. E, dependendo das movimentações,elas poderão ser consideradas ilegais. 

Vantagens e Desvantagens de Uma Conta Conjunta 

Seguem abaixo algumas vantagens em se ter uma conta conjunta: 

• Mais facilidade na hora de organizar as despesas do casal; 

• Fica mais barato investir de dois, 

• Mais claridade nos planos de médio e longo prazo, pois se tem uma melhor visão da dimensão dos gastos no caso de um casal. 

Agora, confira as desvantagens: 

• Não à independência financeira, 

• Quanto mais transparência, mais cobrança.

Como Encontrar Uma Lotérica Próximo a Mim

Como Encontrar Uma Lotérica Próximo a Mim

As casas lotéricas são a nossa salvação para uma grande variedade de serviços bancários no dia a dia. Se você está em algum local que não conhece bem e precisa ir a uma lotérica, não precisa mais ficar desesperado. Uma novidade vem ganhando espaço entre os adeptos da tecnologia. Trata-se de um aplicativo gratuito da Caixa, chamado Loterias Caixa, disponível para Android ou iOS (iPhone).  

Por meio desse software, o usuário consegue encontrar a lotérica mais próxima de sua localização estando apenas conectado à internet. Nem precisa digitar nada. O recurso “Perto de mim”, usa o sistema de localização do próprio smartphone para mostrar os endereços e indicar no mapa como chegar ao local. 

O aplicativo ainda possui a opção “Meus Jogos”, em “Ajude sua fezinha”, onde o usuário que não sabe em quais números jugar pode usar a Numerologia e os Aleatórios. Eles irão sortear as combinações. E, na opção “Mais Sorteados”, é possível verificar os números que foram sorteados com uma maior frequência. Após criar um perfil e uma senha, o usuário consegue armazenar os jogos realizados para novas apostas. 

Além de apresentar os números, o aplicativo ainda apresenta o calendário dos próximos sorteios, os resultados e as premiações (que apresenta o valor dos prêmios que saíram) e o histórico de resultados (para as pessoas que não conseguiram conferir o resultado do concurso anterior). 

Problemas do Aplicativo 

Embora o aplicativo da Caixa possua vários recursos interessantes, a interface apresenta alguns problemas para funcionar. Um exemplo é a versão para iPhone, que fica bem lenta em determinados momentos. Além do mais, ele possui alguns ícones muito pequenos, que dificulta para o usuário clicar e até visualizar. 

Quais Serviços Bancários Estão Disponíveis em Casas Lotéricas? 

Como os bancos funcionam em um horário mais reduzido, a saída é ir à uma casa lotérica para realizar os principais serviços bancários do dia a dia. Além do mais, é bem mais fácil encontrar uma casa lotérica do que uma agência bancária. Seguem abaixo alguns dos principais serviços que podem ser realizados em casas lotéricas. Confira abaixo: 

• Pagamento de contas de água, luz, telefone e gás (convênio); 

• Fatura de cartão de crédito de até R$ 2.000,00 em dinheiro, ou R$ 1.000,00 em cheque; 

• Fatura de cartão de crédito emitido pela Caixa, sem que seja preciso apresentar o boleto, no valor máximo de R$ 2.000,00; 

• Pagamento de parcelas de financiamento imobiliário da Caixa no valor de R$ 2.000,00 em dinheiro ou no cheque; 

• Contribuição para sindicatos, limitada a R$ 2.000,00; 

• FGTS, GRRF, GRF e GRDE; 

• Pagamento de INSS ou GPS; 

• Saque de seguro desemprego e PIS, desde que seja apresentado o cartão do Cidadão; 

• Saque de benefícios do INSS, total ou parcial, de quem recebe pela Caixa Econômica Federal; 

• Até três saques de conta poupança ou corrente, mediante a apresentação do cartão e do documento de identidade, limitado a R$ 1.500,00 por dia; 

• Saque do benefício do Bolsa Família, no valor total ou parcial, mediante a apresentação do cartão magnético; 

• Consulta de saldo e extrato do Cartão do Cidadão; 

• Abertura de Conta Fácil; 

• Realizar depósito em uma conta poupança ou conta corrente da Caixa; 

• Saque do FGTS, no valor máximo de R$ 1.500,00; 

• Realizar recargas de celulares de diferentes operadoras; 

• Solicitar a concessão de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS, 

• Solicitar cartão de crédito da Caixa. 

É importante lembrar que não são todas as casas lotéricas que oferecem esses serviços. Por isso, é sempre bom se informar antes para ir à unidade lotérica que poderá ser mais útil para a sua situação. 

As casas lotéricas costumam funcionar durante a semana em horário comercial, e aos sábados, conforme o horário do comércio local.

Lista de Motivos Para Devolução de DOC

Lista de Motivos Para Devolução de DOC

Já falamos o que é um DOC em outros posts, que é o Documento de Ordem de Crédito. Hoje, nós tiraremos algumas dúvidas sobre os principais motivos que levam à devolução do DOC. 

Quando vamos realizar esse tipo de transferência, se não ficarmos bem atentos ao que estamos digitando, corremos o risco de inserir alguma informação errada e a transferência não ser concluída. Porém, ainda que não seja feita, o banco cobrará a tarifa de transferência normalmente. 

Para realizar um DOC, é preciso que seja feito entre bancos comerciais ou entre bancos múltiplos, além da Caixa. Também é preciso que os bancos façam integrem o COMPE, ou sistema de compensação, e que seja aprovado pelo Banco Central do Brasil. 

Informações Necessárias Para a Realização de Um DOC 

Para realizar essa transação, é preciso informar os seguintes dados: 

• Os códigos da agência do remetente e da agência do beneficiário; 

• CPF/CNPJ do cliente que está realizando a transação e também do cliente beneficiário; 

• Os códigos do banco remetente e destinatário da transferência; 

• Finalidade da transferência; 

• Nome completo do remetente e do beneficiário; 

• Valor a ser transferido, 

• O número da conta corrente do remetente, no caso de correntista, e o número da conta corrente do beneficiário. 

Quais os Motivos Para Devolução do DOC? 

Existem algumas situações que impedem que o DOC possa ser feito. Listamos abaixo as principais causas de devolução. Confira: 
• Divergência no valor recebido – código 51; 

• Recebimento efetuado fora do prazo – código 52; 

• Apresentação indevida – código 53; 

• Transferência insuficiente para a finalidade indicada – código 56; 

• Divergência ou não preenchimento de informação obrigatória – código 57; 

• Depósito em conta de poupança recusado – código 58; 

•  Ausência da expressão “Transferência internacional em reais – Natureza da operação”. Aplicado aos DOCs destinados à transferência internacional de recursos em moeda nacional, emitidos sem consignar, de forma clara e destacada, a expressão “Transferência internacional em reais – Natureza da operação” – código 59; 

• Ausência ou divergência na indicação do número do CPF/CNPJ – código 62; 

• DOC D de conta individual (único CPF) para conta conjunta (dois CPF) e vice-versa – código 66, 

• DOC D sem a indicação do tipo de conta debitada ou creditada – código 67. 

É Possível Consertar Um DOC Errado? 

Ao realizar um DOC errado, e perceber logo em seguida, a gente logo se pergunta se dá tempo de resolver. E o que fazer para isso. 

A compensação do DOC acontece, geralmente, no próximo dia útil após a transação. Por isso, fica mais fácil consertar quando algo sai errado. No caso do DOC, a gente tem tempo suficiente para cancelar a transferência. O mesmo não acontece com a TED, cuja compensação é quase que no mesmo instante. Nesse caso, fica bem mais delicado conseguir consertar. Um cuidado muito importante a se tomar é para que o dinheiro não seja transferido para a conta da pessoa errada. 

No caso de o valor transferido ser devolvido para a conta do emitente, será preciso entrar em contato com o beneficiário e solicitar que ele confira todas as informações passadas, para tentarem corrigir o que estiver errado. 

O ideal é sempre ficar atendo à todas as informações digitadas, e conferir quantas vezes for preciso. Na dúvida, não siga com a transação. Ligue para o beneficiário e verifique as informações novamente. Ainda que demore um pouco mais para seguir com a transferência, você terá mais certeza de que está tudo bem. 

Fraudes 

Ao realizar algum tipo de negociação cujo recebimento seja via DOC ou TED, não entregue a mercadoria sem antes conferir se o dinheiro caiu na conta. O comprovante não confirma se a transferência já ocorreu de fato.

Como Entender a Fatura do Cartão? Principais Dicas

Como Entender a Fatura do Cartão? Principais Dicas

Na fatura do cartão de crédito, estão todas as informações importantes sobre as compras feitas, limites, data de vencimento, fechamento da fatura, parcelamento, e muito mais. A questão é que muita gente não sabe como interpretar a maioria das informações. Por isso, daremos mais detalhes de como entender a fatura do cartão e algumas dicas que podem ser muito úteis. Acompanhe abaixo.  

O Que é a Fatura do Cartão? 

A fatura do cartão de crédito é um documento que possui todas as informações sobre as compras feitas em certo período. Lá, é possível conferir o valor das compras, onde o cartão foi usado, a quantidade de parcelas, a cotação do dólar no dia do fechamento da fatura, custos adicionais (IOF para compras em dólar), multa, opções de parcelamento, taxas de juros, melhor dia de compra, data de fechamento da fatura, promoções, pontos acumulados em programas de recompensa, e muito mais. 

Tanto os bancos, quanto as instituições financeiras disponibilizam a fatura online, para que o cliente possa acompanhar os seus gastos sempre que for preciso. 

Limite de Crédito e Limite Disponível do Cartão 

O limite de crédito corresponde ao valor máximo que o titular tem no cartão. Ou seja, é o total que ele pode gastar em compras. 

Já o limite disponível é o valor que ainda resta no cartão para compras e pagamentos. Ou seja, o valor que ainda tem após já ter feito alguma compra com o cartão de crédito. Imagine que o seu limite de crédito total seja de R$ 1.000,00. Ao realizar uma compra no valor de R$ 400,00, o valor do limite disponível será de R$ 600,00. O seu limite de crédito continua sendo de R$ 1.000,00, mas você só tem mais R$ 600,00 para gastar, que é o limite disponível. 

À medida que for pagamento o valor que já gastou, o limite total do seu cartão vai aumentando novamente, até chegar aos R$ 1.000,00 novamente, caso não efetue mais nenhuma compra com o cartão. 

Limite de Saque 

Outra facilidade que os usuários de cartões de crédito têm é o saque de dinheiro, que funciona como uma espécie de empréstimo. Esse limite é bem menor que o limite disponibilizado para compras. No entanto, os juros cobrados são extremamente altos. Por isso, essa opção de empréstimo deve ser evitada a todo custo. Os valores dos juros cobrados costumam ser até o dobro do valor cobrado em empréstimos feitos diretamente no banco. 

Posso Pagar Contas no Cartão de Crédito? 

Sim, é possível pagar contas usando o cartão de crédito. Porém, os bancos cobram uma taxa muito alta pelo serviço. Também é uma alternativa que deve ser evitada. Os juros cobrados não compensam. 

Fatura em Atraso, Parcelamento e Juros 

O consumidor pode optar por pagar o valor integral da sua fatura, o valor mínimo (crédito rotativa) ou um valor maior que o mínimo e menor que o total (parcelamento). O pagamento do valor total dentro do prazo não acarreta nenhuma cobrança de multa e juros. Agora, se optar por pagar o valor mínimo ou o parcelamento, o consumidor terá que arcar com altas taxas de juros, as mais altas do mercado. Por isso, nunca atrase, não pague o mínimo e nem parcele a sua fatura. 

Dicas de Como Usar o Cartão de Crédito 

Listamos abaixo algumas dicas muitos úteis para ajudá-los a usar o cartão de crédito da melhor forma: 

• Evite solicitar um cartão com anuidade; 

• Nunca pague o valor mínimo do cartão; 

• Pague sempre o valor integral da fatura; 

• Evite pagar contas de luz, água e de telefone no cartão; 

• Jamais parcele a sua fatura; 

• Evite andar com o seu cartão na bolsa o tempo todo. Só leve quando for precisar de fato. Assim, você evita cair em tentação e comprar o que não precisa; 

• Antes de comprar algo, certifique-se de que realmente precisa, ou se está apenas aproveitando uma promoção e a facilidade de dividir no cartão; 

• Não empreste a ninguém o seu cartão de crédito; 

• Acompanhe sempre os seus gastos; 

• Faça um planejamento financeiro para saber o quanto pode gastar no cartão, 

• Participe dos programas de recompensas oferecidos pelos cartões. 

Quais São os Bancos Com Códigos 001, 033, 104, 237 e 341?

Quais São os Bancos Com Códigos 001, 033, 104, 237 e 341?

É comum a gente precisar do número do banco ou da instituição financeira para concluir alguma operação, como transferência via DOC ou TED. É preciso informar esse dado, pois ele serve para evitar que o valor seja enviado para outro banco. É, geralmente, usado em transferências bancárias entre bancos diferentes. Cada banco, no Brasil, possui um código chamado “código de compensação”. 

Esse número é diferente do número da agência bancária. É importante não os confundir. Cada um traz consigo uma informação diferente. 

Em alguns bancos, é possível visualizar uma lista contendo os números dos bancos. Mas não são todos que oferecem essa facilidade. Por isso, antes de realizar a transferência, solicite ao beneficiário que verifique o número correto do banco para você. 

No post de hoje, separamos os números dos principais bancos. Confira abaixo: 

Qual o Banco Com Código 001? 

O código 001 é do Banco do Brasil, um banco público. Possui boas taxas de crédito e vários serviços bancários. Além do mais, o internetbanking e o seu aplicativo de celular são agradam aos clientes. O site do banco é www.bb.com.br. 

Qual o Banco Com Código 033? 

Esse é o código do banco Santander. É um dos maiores bancos do Brasil. O sistema do banco para consultas pela internet e pelo smartphone são bem simples. O Santander oferece cartões de crédito com muitas vantagens no que se refere aos prazos e às tarifas. Site:www.santander.com.br. 

Qual o Banco Com Código 104? 

A Caixa é um dos gigantes bancos públicos. E o seu número é 104. A Caixa Econômica Federal oferece o melhor custo benefício para os seus clientes. Tem as melhores taxas para quem é correntista, além de oferecer as melhores opções em empréstimos, financiamentos e linhas de crédito. O site da Caixa é www.caixa.gov.br. 

Qual o Banco Com Código 237? 

O banco Bradesco é o banco de código 237. Após comprar o HSBC, o Bradesco quase que se equipara ao Itaú no quesito número de clientes. E já figura entre os maiores bancos privados do Brasil. No Bradesco, os clientes têm acesso a linhas de crédito, cartões, opções de investimentos e muito mais. O site é https://banco.bradesco/. 

Qual o Banco Com Código 341? 

Esse é o código do Itaú. O maior entre os bancos particulares. Oferece uma enorme variedade de cartões de crédito e conta com uma vasta carteira de clientes. O Itaú, após várias pesquisas, é considerado o banco que oferece o melhor atendimento, devido à melhor organização das suas agências, que conseguem atender melhor aos clientes. Acesso o site www.itau.com.br. 

Quando Precisamos Usar o Código dos Bancos? 

É comum precisarmos do código do banco em transações interbancárias, que acontecem entre bancos diferentes. Como exemplo, temos as transferências via TED e DOC. 

O número do banco é importante para que possamos concluir a transação de forma adequada. 

Lista dos Demais Bancos 

Confira abaixo a lista com os números de vários outros bancos brasileiros: 

  • Banco ABC Brasil S.A. – 246 

  • Banco Alfa S.A. – 025 

  • Banco Alvorada S.A. – 641 

  • Banco Banerj S.A. – 029 

  • Banco Banestado S.A. – 038 

  • Banco Bankpar S.A. – 000 

  • Banco Barclays S.A. – 740 

  • Banco BBM S.A. – 107 

  • Banco Beg S.A. – 031 

  • Banco BM&F de Serviços de Liquidação e Custódia S.A – 096 

  • Banco BMG S.A. – 318 

  • Banco BNP Paribas Brasil S.A. – 752 

  • Banco Boavista Interatlântico S.A. – 248 

  • Banco Bradesco BBI S.A. – 036 

  • Banco Bradesco Cartões S.A. – 204 

  • Banco Brascan S.A. – 225 

  • Banco BVA S.A. – 044 

  • Banco Cacique S.A. – 263 

  • Banco Caixa Geral – Brasil S.A. – 473 

  • Banco Calyon Brasil S.A. – 222 

  • Banco Cargill S.A. – 040 

  • Banco Citicard S.A. – M08 

  • Banco CNH Capital S.A. – M19 

  • Banco Comercial e de Investimento Sudameris S.A. – 215 

  • Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB – 756 

  • Banco Cooperativo Sicredi S.A. – 748 

  • Banco Credit Suisse (Brasil) S.A. – 505 

  • Banco Cruzeiro do Sul S.A. – 229 

  • Banco da Amazônia S.A. – 003 

  • Banco da China Brasil S.A. – 083-3 

  • Banco Daycoval S.A. – 707 

  • Banco de Lage Landen Brasil S.A. – M06 

  • Banco de Pernambuco S.A. – BANDEPE – 024 

  • Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S.A. – 456 

  • Banco Dibens S.A. – 214 

  • Banco do Estado de Sergipe S.A. – 047 

  • Banco do Estado do Pará S.A. – 037 

  • Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. – 041 

  • Banco do Nordeste do Brasil S.A. – 004 

  • Banco Fator S.A. – 265 

  • Banco Fiat S.A. – M03 

  • Banco Fibra S.A. – 224 

  • Banco Ficsa S.A. – 626 

  • Banco Finasa BMC S.A. – 394 

  • Banco Ford S.A. – M18 

  • Banco GE Capital S.A. – 233 

  • Banco Gerdau S.A. – 734 

  • Banco GMAC S.A. – M07 

  • Banco Guanabara S.A. – 612 
  • Banco Honda S.A. – M22 
  • Banco Ibi S.A. Banco Múltiplo – 063 
  • Banco IBM S.A. – M11 
  • Banco Industrial do Brasil S.A. – 604 
  • Banco Industrial e Comercial S.A. – 320 
  • Banco Indusval S.A. – 653 
  • Banco Intercap S.A. – 630 
  • Banco Investcred Unibanco S.A. – 249 
  • Banco Itaú BBA S.A. – 184 
  • Banco ItaúBank S.A – 479 
  • Banco Itaucred Financiamentos S.A. – M09 
  • Banco J. P. Morgan S.A. – 376 
  • Banco J. Safra S.A. – 074 
  • Banco John Deere S.A. – 217 
  • Banco Lemon S.A. – 065 
  • Banco Luso Brasileiro S.A. – 600 
  • Banco Merrill Lynch de Investimentos S.A. – 755 
  • Banco Modal S.A. – 746 
  • Banco Nossa Caixa S.A. – 151 
  • Banco Opportunity S.A. – 045
  • Banco Panamericano S.A. – 623 
  • Banco Paulista S.A. – 611 
  • Banco Pine S.A. – 643 
  • Banco Prosper S.A. – 638 
  • Banco Rabobank International Brasil S.A. – 747 
  • Banco Rodobens S.A. – M16 
  • Banco Rural Mais S.A. – 072 
  • Banco Schahin S.A. – 250 
  • Banco Simples S.A. – 749 
  • Banco Société Générale Brasil S.A. – 366 
  • Banco Sofisa S.A. – 637 
  • Banco Sumitomo Mitsui Brasileiro S.A. – 464 
  • Banco Topázio S.A. – 082-5 
  • Banco Toyota do Brasil S.A. – M20 
  • Banco Triângulo S.A. – 634 
  • Banco UBS Pactual S.A. – 208 
  • Banco Volkswagen S.A. – M14 
  • Banco Votorantim S.A. – 655 
  • Banco VR S.A. – 610 
  • Banco WestLB do Brasil S.A. – 370 
  • BANESTES S.A. Banco do Estado do Espírito Santo – 021 
  • Banif-Banco Internacional do Funchal (Brasil)S.A. – 719 
  • BB Banco Popular do Brasil S.A. – 073 
  • BES Investimento do Brasil S.A.-Banco de Investimento – 078 
  • BPN Brasil Banco Múltiplo S.A. – 069 
  • BRB – Banco de Brasília S.A. – 070 
  • Citibank N.A. – 477 
  • Concórdia Banco S.A. – 081-7 
  • Deutsche Bank S.A. – Banco Alemão – 487 
  • Dresdner Bank Brasil S.A. – Banco Múltiplo – 751 
  • Hipercard Banco Múltiplo S.A. – 062 
  • ING Bank N.V. – 492 
  • JPMorgan Chase Bank – 488 
  • UNIBANCO – União de Bancos Brasileiros S.A. – 409 
  • Unicard Banco Múltiplo S.A. – 230 

É importante conferir antes, pois essa lista sofre atualização com frequência. Vários bancos falem, outros são criados. Por isso, alguns dos códigos podem nem estar mais sendo utilizados. 

Como Funciona Um Cartão de Crédito: Entenda Tudo Antes de Começar Usar

Como Funciona Um Cartão de Crédito: Entenda Tudo Antes de Começar Usar

Embora o uso do cartão de crédito esteja cada vez mais comum entre os consumidores, que esteja se tornando a melhor opção de pagamento da maioria das pessoas, ainda tem gente que não usa e não sabe como funciona o dinheiro de “plástico”. 

Por isso, no post de hoje, daremos todos os detalhes de como funciona um cartão de crédito para quem deseja solicitar um. 

O cartão de crédito é uma forma de pagamento eletrônico de todo tipo de compra, pagamento de compras, seja no Brasil ou fora dele. 

Como Funciona o Cartão de Crédito 

Todos os cartões de crédito possuem um limite de crédito pré-aprovado no momento da solicitação. Para usá-lo, basta se dirigir a um estabelecimento credenciado e pagar no lugar do dinheiro. A grande parte dos estabelecimentos comerciais aceita cartão de crédito hoje em dia, até mesmo vendedores ambulantes já estão aceitando essa forma de pagamento, que é bem mais cômoda e segura para ambas as partes. 

Para determinar o limite do cartão, os bancos e as instituições financeiras se baseiam na renda do consumidor e na sua relação com o mercado, de acordo com a sua pontuação no score de crédito. Ao realizar as compras, o consumidor pode usar o valor que desejar do seu limite.  

Alguns bancos liberam a função de crédito e débito em apenas um cartão. Assim, você só precisa levar um cartão nas compras. 

Compras Parceladas no Cartão 

Como dissemos, o consumidor tem a opção de usar o saldo parcial seu limite, ou pode usar o limite total, em várias compras ou em apenas uma única compra. Pode comprar à vista ou parcelado. 

As compras à vista virão em apenas uma fatura, no próximo mês. Já as compras parcelas virão em várias faturas, conforme a quantidade de vezes que a compra foi dividida. 

As compras parceladas no cartão de crédito comprometem o limite total, conforme o valor gasto. O limite é liberado à medida que as parcelas forem pagas por meio das faturas mensais. 

Opções de Pagamento do Cartão de Crédito 

O consumidor possui algumas alternativas na hora de pagar a fatura do cartão de crédito, conforme abaixo: 

• Pagamento do valor total da fatura; 

• Pagamento do valor mínimo, que vem expresso na fatura. Também chamado de crédito rotativo e que equivale a cerca de 20% do valor total da fatura. É uma espécie de financiamento, e que cobra juros elevadíssimos.  

• Pagamento do valor maior que o mínimo e menor que o valor da fatura. Nesse caso, o valor a ser pago será acrescido de juros e encargos, cobrados na próxima fatura. 

Os juros cobrados pelo pagamento em atraso, pagamento mínimo e maior que o mínimo são muito altos. Aa melhor opção é o pagamento do valor integral da fatura. As demais opções devem ser evitadas a todo custo. A maioria das pessoas que se endividam com cartão de crédito caem na armadilha do crédito rotativo. E acabam se vendo numa “bola de neve”, e não conseguem mais quitar a dívida, que fica muito alta. 

Como Solicitar Um Cartão de Crédito 

Existem várias opções para quem deseja solicitar um cartão de crédito. Seguem abaixo: 

• Solicitar no banco onde tem conta corrente; 

• Solicitar em lojas como Lojas Americanas, Carrefour, Pernambucanas, Saraiva, e muito mais. Em algumas situações, é possível solicitar pela internet ou indo pessoalmente até a loja; 

• Cartões de crédito da própria instituição financeira, como a Losango, por exemplo, 

• Cartões pré-pagos. Esses cartões podem ser usados para compras da mesma forma que um cartão de crédito convencional. A diferença é que eles não permitem parcelar as compras e você é quem deposita o valor que deseja ter disponível no cartão. 

Alguns cartões de crédito cobram anuidade, que é um valor paga para se ter o cartão. Porém, a maioria das instituições disponibilizam cartões sem anuidade. Por isso, antes de solicitar um cartão, confira ele exige ou não o pagamento dessa taxa. Os cartões sem anuidade possuem as mesmas funções que os demais. Por isso, pagar anuidade é coisa do passado. 

Vantagens do Cartão de Crédito 

• Maior segurança para consumidor e lojista, pois não necessita de dinheiro em espécie para pagamento das compras; 

• Permite o parcelamento das compras em várias vezes se juros; 

• É aceito na maioria dos estabelecimentos comerciais do país; 

• É prático, 

• Permite solicitar cartão adicional para dependentes. Mas, nesse caso, o limite total é compartilhado entre o titular e o dependente.

Cartões Losango: Como Consultar a Fatura e Extrato Online

Cartões Losango: Como Consultar a Fatura e Extrato Online

A Losango oferece muitos produtos e serviços financeiros, e um deles é o cartão de crédito. Quem desejar ter um, pode solicitar por meio dos parceiros, como Colombo, Hering StoreRicardo Eletro,Fácil e outros. Os cartões podem ser emitidos nas bandeiras Visa e Mastercard. 

O fechamento da fatura acontece com cerca de 10 dias de antecedência, antes do vencimento. E é enviada para o endereço do titular. 

Porém, caso a pessoa não receba a fatura até a data de vencimento, ela poderá consultar e imprimir diretamente pelo site da administradora. Para quem não sabe como fazer, falaremos sobre isso no post de hoje. Continue lendo. 

Como Consultar e Imprimir a Fatura do Cartão Losango Pelo Site 

Acessando o site da Losango https://www2.losango.com.br/autosservico/segunda-via, é possível consultar, de forma bem prática e rápida, a fatura do cartão. Para isso, clique em “Fazer Login” e informe o número do seu CPF. Depois, é só clicar em continuar. No primeiro acesso, é preciso criar uma senha para ter acesso à plataforma da Losango. 

Caso queira imprimir a segunda via do boleto, é ainda mais simples. Não precisa nem cadastrar uma senha. Basta acessar o site da Losango, informar os dados solicitados, como CPF, número do seu cartão e data de nascimento. Depois, informe os caracteres da imagem que aparecerá e, depois, clique em “solicitar”. 

Como Consultar e Imprimir a Fatura do Cartão Losango Pelo Aplicativo 

Para aqueles que preferem usar smartphones, é possível acessar o aplicativo “Cartões Losango” e conferir os seguintes serviços: 
• Consultar o limite disponível e qual a melhor data para compras; 

• Acompanhar os lançamentos no cartão em tempo real; 

• Verificar as faturas do cartão anteriores e atrasadas; 

• Reenviar a fatura digital por e-mail; 

• Bloquear o cartão devido à perda ou roubo; 

• Verificar a linha digitável do código de barras, 

• Consultar opções de parcelamento da fatura. 

Esse aplicativo está disponível apenas para Android. Não possui versão para iOS.  

Como Imprimir a Segunda Via do Boleto do Crediário ou Empréstimo Pessoal Pelo Site 

Pelo site da Losango, também é possível imprimir a segunda via do boleto do crediário ou empréstimo pessoal. Acesse o site da Losango, clique em “Minha Conta” e informe o seu CPF. Depois, clique em “Continuar”. No caso do primeiro acesso, será preciso gerar uma senha para ter acesso à plataforma da Losango. 

Como Solicitar a Segunda Via da Fatura Losango Pelo Telefone 

Quem quiser, ainda pode usar o telefone para solicitar a segunda via da sua fatura. É só ligar na Central de Atendimento da Losango, no número que fica impresso na parte traseira do cartão. E pedir ao atendente que envie para você o boleto por e-mail. Você pode também solicitar que ele lhe informe os números do código de barras para que possa realizar o pagamento pelo caixa eletrônico ou internet banking. Seguem abaixo os números dos telefones para entrar em contato com a Losango: 

• Central de Relacionamento: 4004-4252 (capitais e regiões metropolitanas), e 0800-721-4252 (demais localidades), 

• Cartões Losango: 4004-5757 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-723-5757 (demais localidades). 

O usuário pode pagar a fatura do seu cartão de crédito Losango em casas lotéricas, nas agências bancárias e também nas filiais da Losango, desde que o documento ainda não tenha vencido. 

Caso esteja atraso, será preciso entrar em contato com a Losango e verificar a melhor alternativa para pagar a sua dívida. 

Lembre-se que os juros dos cartões de crédito são altíssimos. Por isso, evite o atraso sempre que possível. E evite também o parcelamento da fatura e o pagamento do valor mínimo. O ideal é pagar sempre o valor total, e antes do vencimento.

É Possível Ter Duas Contas Correntes no Mesmo Banco? E na Mesma Agência?

É Possível Ter Duas Contas Correntes no Mesmo Banco? E na Mesma Agência? 

Alguns correntistas costumam se perguntar se é possível ser titular de duas contas correntes no mesmo banco. A questão é que não existe nenhuma lei que proíba essa prática. Porém, o usuário deve avaliar se é realmente necessário possuir dois contratos com a mesma instituição bancária. 

Existem algumas situações que podem levar uma pessoa a querer abrir mais uma conta corrente no mesmo banco, como a necessidade de precisar ter uma conta empresarial, realização de investimentos, abertura de conta salário pela empresa em que trabalha, e etc. 

Uma pessoa que possui apenas a conta salário no banco pode precisar abrir uma outra conta corrente, pois a primeira não permite nenhum tipo de movimentação. Só aceita transferências feitas pela empresa. Caso contrário, ela perderia a sua principal característica de conta salário. Nesse caso, se a pessoa pretende continuar aproveitando das vantagens que aquele banco oferece, pode optar por abrir uma conta corrente comum no mesmo banco. 

Ao procurar pelo gerente, ele dará mais informações sobre os procedimentos necessários, pois cada banco tem as suas próprias regras para a contratação. 

No caso da abertura da conta salário, o empregado deve ir ao banco, levando consigo um documento fornecido pela empresa, que possibilitará a abertura da conta. 

Quem já possui uma conta como pessoa física, pode também abrir outra conta como pessoa jurídica. Ou vice-versa. Nesse caso, também é preciso consultar o banco para saber quais os documentos necessários. Quando a pessoa já possui cadastro no banco, o processo é mais simples. 

Tarifas de Uma Conta Corrente 

Antes de abrir uma conta corrente, a pessoa precisa verificar a necessidade e a viabilidade. O banco cobra várias tarifas para a manutenção da conta e disponibilização de serviços. Por isso, é preciso comparar os valores praticados por cada banco e a frequência com que irá utilizar os serviços. 

Para quem não sabe, todos os bancos são obrigados a oferecer o pacote de serviços essenciais a todos os clientes que desejam abrir uma conta corrente. Esse pacote possui os serviços básicos que uma pessoa usa e não cobra nenhuma tarifa pelos mesmos. 

O mais indicado é ter apenas uma conta corrente pessoa física. Dessa forma, fica mais fácil para manter um controle financeiro. Além do mais, o cliente também evita o pagamento de mais de um pacote de serviços.  

Uma restrição para a abertura de conta corrente é para quem tem uma conta digital. Nesse caso, não é possível ter mais de uma conta na mesma instituição bancária em que possui a conta digital. 

Lado Poupança da Conta Corrente 

Grande parte dos bancos tradicionais disponibilizam uma conta poupança contendo o mesmo número da conta corrente. E o bom é que não é cobrada nenhuma tarifa de manutenção pela conta poupança. Embora o número seja o mesmo, as transações são separadas. A maioria das pessoas desconhece o lado poupança da conta corrente.  

Os principais bancos, como Caixa Econômica Federal, o Itaú, o Santander, Banco do Brasil, e outros, sempre oferecem a conta poupança vinculada à conta corrente. Dessa forma, o cliente tem a possibilidade de realizar aplicações. 

Uma recomendação é não abrir mais que uma conta em uma mesma agência. O ideal é procurar outra agência, para que você tenha argumentos. Por exemplo: se você tem uma conta corrente perto de casa, procure outra que seja próxima ao seu trabalho. E você ainda não fica preso a apenas uma agência, pois terá mais alternativas, caso precise ir a alguma delas. 

Bom, em resumo, é sim possível abrir mais de uma conta corrente no mesmo banco e na mesma agência, mas é preciso se atentar para os custos e para a real necessidade.

Quais os Melhores Cartões Para Empresas?

Quais os Melhores Cartões Para Empresas?

Não são apenas pessoas físicas que podem obter vantagens com o acúmulo de pontos nos cartões de crédito. As pequenas e grandes empresas também podem, por meio dos cartões empresariais. 

No post de hoje, fizemos uma seleção com 6 dos principais cartões empresariais, que servem para acumular milhas. Confira abaixo: 

• Santander Negócios & Empresas Platinum: cada US$ 1,00 gasto em compras na função de crédito, permite o acúmulo de 1,3 pontos, no programa Esfera. Por ano, existe um limite de acúmulo de 180 mil pontos. Os pontos acumulados possuem validade de 36 meses. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 300,00. No entanto, se as despesas mensais ultrapassarem R$ 4.500,00, a anuidade não será cobrada.  

Os pontos acumulados nos cartões de empresa poderão ser trocados por produtos e serviços na conta empresarial, ou transferidos para conta SuperBônus pessoa física. 

• American Express Business: cada US$ 1,00 gasto na função de crédito dá direito a 1 ponto na Livelo. É possível trocar os pontos por produtos e serviços, comprar passagens ou ainda transferir para programas de fidelidade de companhias aéreas nacionais. O valor da anuidade é R$ 250,00. 

O cartão oferece também assistência empresarial e seguro de acidente em viagem, para extravio de bagagem e aluguel de automóvel. 

• Cartão Itaú Business: cada 1US$ gasto no crédito dá direito a 1 ponto. O acúmulo de pontos é por meio do Programa Sempre Presente Business. Se desejar, o titular do cartão pode transferir os pontos acumulados para o Programa Sempre Presente pessoa física. Para transferir pontos para companhias aéreas, é preciso ter um saldo de, no mínimo, 20 mil pontos no programa. Os pontos têm validade de 36 meses. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 246,00 (bandeira Visa) e R$ 225,00 (bandeira Mastercard). Inclusa nesses valores está uma taxa anual de participação no programa de recompensas cobrada anualmente. 

 Ourocard Empresarial Elo: com esse cartão, é possível acumular 2,2 pontos a cada US$ 1,00 gasto em compras feitas na função de crédito. Se procurar, você verá que esse é o único cartão que oferece 1 ponto por cada US$ 2,00 que forem gastos na função de débito. Aderir ou não ao programa de pontos é opcional. E o cliente por fazê-lo pelo gerenciador financeiro ou pela agência de relacionamento. Ao acumular pontos para a empresa, esses poderão ser convertidos para o Programa de Pontos pessoa física. 

Os pontos acumulados têm validade de 12 meses. Para converter os pontos, é preciso que a primeira transferência tenha 5 mil pontos, no mínimo. Para as próximas conversões, a quantidade de pontos precisa ser múltipla de 1.000. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 144,00. Além do mais, é cobrada uma tarifa de R$ 5,00 pela adesão ao Programa de Pontos pessoa jurídica. E também uma mensalidade de R$ 3,00 por cada cartão. 

• Cartão Caixa Empresarial Visa ou Mastercard: cada US$ 1,00 gasto nesse cartão na função de crédito, dá direito a 1 ponto. Os pontos acumulados vão para o programa de pontos empresarial da Caixa. Se desejar, o titular pode transferi-los para pessoa física. O cartão possui uma anuidade de R$ 200,00 e a validade dos pontos acumulados é de 24 meses. 

• Ourocard Empresarial Visa ou Mastercard: é acumulado 1 ponto a cada US$ 1,00 gasto na função de crédito. Além de 1 ponto a cada US$ 1,00 gasto no débito. O acúmulo de pontos é feito no Programa Ponto Pra Sua Empresa. E também poderão ser convertidos, caso queira, para o Programa Ponto Pra Você pessoa física. O cliente tem a opção de aderir ao programa ou não. E a adesão pode ser feita por meio de uma agência de relacionamento ou gerenciador financeiro. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 170,00 (bandeira Visa) e R$ 150,00 (bandeira Mastercard). É cobrada uma taxa de R$ 5,00 pela adesão ao Programa Ponto Pra Sua Empresa, e uma mensalidade adicional no valor de R$ 3,00 por cartão. Os pontos acumulados têm validade de 12 meses. 

A primeira conversão de pontos só pode ser feita após o acúmulo de, no mínimo, 5 mil pontos. E as próximas conversões, em múltiplos de 1 mil.