Como Entender a Fatura do Cartão? Principais Dicas

Como Entender a Fatura do Cartão? Principais Dicas

Na fatura do cartão de crédito, estão todas as informações importantes sobre as compras feitas, limites, data de vencimento, fechamento da fatura, parcelamento, e muito mais. A questão é que muita gente não sabe como interpretar a maioria das informações. Por isso, daremos mais detalhes de como entender a fatura do cartão e algumas dicas que podem ser muito úteis. Acompanhe abaixo.  

O Que é a Fatura do Cartão? 

A fatura do cartão de crédito é um documento que possui todas as informações sobre as compras feitas em certo período. Lá, é possível conferir o valor das compras, onde o cartão foi usado, a quantidade de parcelas, a cotação do dólar no dia do fechamento da fatura, custos adicionais (IOF para compras em dólar), multa, opções de parcelamento, taxas de juros, melhor dia de compra, data de fechamento da fatura, promoções, pontos acumulados em programas de recompensa, e muito mais. 

Tanto os bancos, quanto as instituições financeiras disponibilizam a fatura online, para que o cliente possa acompanhar os seus gastos sempre que for preciso. 

Limite de Crédito e Limite Disponível do Cartão 

O limite de crédito corresponde ao valor máximo que o titular tem no cartão. Ou seja, é o total que ele pode gastar em compras. 

Já o limite disponível é o valor que ainda resta no cartão para compras e pagamentos. Ou seja, o valor que ainda tem após já ter feito alguma compra com o cartão de crédito. Imagine que o seu limite de crédito total seja de R$ 1.000,00. Ao realizar uma compra no valor de R$ 400,00, o valor do limite disponível será de R$ 600,00. O seu limite de crédito continua sendo de R$ 1.000,00, mas você só tem mais R$ 600,00 para gastar, que é o limite disponível. 

À medida que for pagamento o valor que já gastou, o limite total do seu cartão vai aumentando novamente, até chegar aos R$ 1.000,00 novamente, caso não efetue mais nenhuma compra com o cartão. 

Limite de Saque 

Outra facilidade que os usuários de cartões de crédito têm é o saque de dinheiro, que funciona como uma espécie de empréstimo. Esse limite é bem menor que o limite disponibilizado para compras. No entanto, os juros cobrados são extremamente altos. Por isso, essa opção de empréstimo deve ser evitada a todo custo. Os valores dos juros cobrados costumam ser até o dobro do valor cobrado em empréstimos feitos diretamente no banco. 

Posso Pagar Contas no Cartão de Crédito? 

Sim, é possível pagar contas usando o cartão de crédito. Porém, os bancos cobram uma taxa muito alta pelo serviço. Também é uma alternativa que deve ser evitada. Os juros cobrados não compensam. 

Fatura em Atraso, Parcelamento e Juros 

O consumidor pode optar por pagar o valor integral da sua fatura, o valor mínimo (crédito rotativa) ou um valor maior que o mínimo e menor que o total (parcelamento). O pagamento do valor total dentro do prazo não acarreta nenhuma cobrança de multa e juros. Agora, se optar por pagar o valor mínimo ou o parcelamento, o consumidor terá que arcar com altas taxas de juros, as mais altas do mercado. Por isso, nunca atrase, não pague o mínimo e nem parcele a sua fatura. 

Dicas de Como Usar o Cartão de Crédito 

Listamos abaixo algumas dicas muitos úteis para ajudá-los a usar o cartão de crédito da melhor forma: 

• Evite solicitar um cartão com anuidade; 

• Nunca pague o valor mínimo do cartão; 

• Pague sempre o valor integral da fatura; 

• Evite pagar contas de luz, água e de telefone no cartão; 

• Jamais parcele a sua fatura; 

• Evite andar com o seu cartão na bolsa o tempo todo. Só leve quando for precisar de fato. Assim, você evita cair em tentação e comprar o que não precisa; 

• Antes de comprar algo, certifique-se de que realmente precisa, ou se está apenas aproveitando uma promoção e a facilidade de dividir no cartão; 

• Não empreste a ninguém o seu cartão de crédito; 

• Acompanhe sempre os seus gastos; 

• Faça um planejamento financeiro para saber o quanto pode gastar no cartão, 

• Participe dos programas de recompensas oferecidos pelos cartões. 

Como Funciona Um Cartão de Crédito: Entenda Tudo Antes de Começar Usar

Como Funciona Um Cartão de Crédito: Entenda Tudo Antes de Começar Usar

Embora o uso do cartão de crédito esteja cada vez mais comum entre os consumidores, que esteja se tornando a melhor opção de pagamento da maioria das pessoas, ainda tem gente que não usa e não sabe como funciona o dinheiro de “plástico”. 

Por isso, no post de hoje, daremos todos os detalhes de como funciona um cartão de crédito para quem deseja solicitar um. 

O cartão de crédito é uma forma de pagamento eletrônico de todo tipo de compra, pagamento de compras, seja no Brasil ou fora dele. 

Como Funciona o Cartão de Crédito 

Todos os cartões de crédito possuem um limite de crédito pré-aprovado no momento da solicitação. Para usá-lo, basta se dirigir a um estabelecimento credenciado e pagar no lugar do dinheiro. A grande parte dos estabelecimentos comerciais aceita cartão de crédito hoje em dia, até mesmo vendedores ambulantes já estão aceitando essa forma de pagamento, que é bem mais cômoda e segura para ambas as partes. 

Para determinar o limite do cartão, os bancos e as instituições financeiras se baseiam na renda do consumidor e na sua relação com o mercado, de acordo com a sua pontuação no score de crédito. Ao realizar as compras, o consumidor pode usar o valor que desejar do seu limite.  

Alguns bancos liberam a função de crédito e débito em apenas um cartão. Assim, você só precisa levar um cartão nas compras. 

Compras Parceladas no Cartão 

Como dissemos, o consumidor tem a opção de usar o saldo parcial seu limite, ou pode usar o limite total, em várias compras ou em apenas uma única compra. Pode comprar à vista ou parcelado. 

As compras à vista virão em apenas uma fatura, no próximo mês. Já as compras parcelas virão em várias faturas, conforme a quantidade de vezes que a compra foi dividida. 

As compras parceladas no cartão de crédito comprometem o limite total, conforme o valor gasto. O limite é liberado à medida que as parcelas forem pagas por meio das faturas mensais. 

Opções de Pagamento do Cartão de Crédito 

O consumidor possui algumas alternativas na hora de pagar a fatura do cartão de crédito, conforme abaixo: 

• Pagamento do valor total da fatura; 

• Pagamento do valor mínimo, que vem expresso na fatura. Também chamado de crédito rotativo e que equivale a cerca de 20% do valor total da fatura. É uma espécie de financiamento, e que cobra juros elevadíssimos.  

• Pagamento do valor maior que o mínimo e menor que o valor da fatura. Nesse caso, o valor a ser pago será acrescido de juros e encargos, cobrados na próxima fatura. 

Os juros cobrados pelo pagamento em atraso, pagamento mínimo e maior que o mínimo são muito altos. Aa melhor opção é o pagamento do valor integral da fatura. As demais opções devem ser evitadas a todo custo. A maioria das pessoas que se endividam com cartão de crédito caem na armadilha do crédito rotativo. E acabam se vendo numa “bola de neve”, e não conseguem mais quitar a dívida, que fica muito alta. 

Como Solicitar Um Cartão de Crédito 

Existem várias opções para quem deseja solicitar um cartão de crédito. Seguem abaixo: 

• Solicitar no banco onde tem conta corrente; 

• Solicitar em lojas como Lojas Americanas, Carrefour, Pernambucanas, Saraiva, e muito mais. Em algumas situações, é possível solicitar pela internet ou indo pessoalmente até a loja; 

• Cartões de crédito da própria instituição financeira, como a Losango, por exemplo, 

• Cartões pré-pagos. Esses cartões podem ser usados para compras da mesma forma que um cartão de crédito convencional. A diferença é que eles não permitem parcelar as compras e você é quem deposita o valor que deseja ter disponível no cartão. 

Alguns cartões de crédito cobram anuidade, que é um valor paga para se ter o cartão. Porém, a maioria das instituições disponibilizam cartões sem anuidade. Por isso, antes de solicitar um cartão, confira ele exige ou não o pagamento dessa taxa. Os cartões sem anuidade possuem as mesmas funções que os demais. Por isso, pagar anuidade é coisa do passado. 

Vantagens do Cartão de Crédito 

• Maior segurança para consumidor e lojista, pois não necessita de dinheiro em espécie para pagamento das compras; 

• Permite o parcelamento das compras em várias vezes se juros; 

• É aceito na maioria dos estabelecimentos comerciais do país; 

• É prático, 

• Permite solicitar cartão adicional para dependentes. Mas, nesse caso, o limite total é compartilhado entre o titular e o dependente.

Cartões Losango: Como Consultar a Fatura e Extrato Online

Cartões Losango: Como Consultar a Fatura e Extrato Online

A Losango oferece muitos produtos e serviços financeiros, e um deles é o cartão de crédito. Quem desejar ter um, pode solicitar por meio dos parceiros, como Colombo, Hering StoreRicardo Eletro,Fácil e outros. Os cartões podem ser emitidos nas bandeiras Visa e Mastercard. 

O fechamento da fatura acontece com cerca de 10 dias de antecedência, antes do vencimento. E é enviada para o endereço do titular. 

Porém, caso a pessoa não receba a fatura até a data de vencimento, ela poderá consultar e imprimir diretamente pelo site da administradora. Para quem não sabe como fazer, falaremos sobre isso no post de hoje. Continue lendo. 

Como Consultar e Imprimir a Fatura do Cartão Losango Pelo Site 

Acessando o site da Losango https://www2.losango.com.br/autosservico/segunda-via, é possível consultar, de forma bem prática e rápida, a fatura do cartão. Para isso, clique em “Fazer Login” e informe o número do seu CPF. Depois, é só clicar em continuar. No primeiro acesso, é preciso criar uma senha para ter acesso à plataforma da Losango. 

Caso queira imprimir a segunda via do boleto, é ainda mais simples. Não precisa nem cadastrar uma senha. Basta acessar o site da Losango, informar os dados solicitados, como CPF, número do seu cartão e data de nascimento. Depois, informe os caracteres da imagem que aparecerá e, depois, clique em “solicitar”. 

Como Consultar e Imprimir a Fatura do Cartão Losango Pelo Aplicativo 

Para aqueles que preferem usar smartphones, é possível acessar o aplicativo “Cartões Losango” e conferir os seguintes serviços: 
• Consultar o limite disponível e qual a melhor data para compras; 

• Acompanhar os lançamentos no cartão em tempo real; 

• Verificar as faturas do cartão anteriores e atrasadas; 

• Reenviar a fatura digital por e-mail; 

• Bloquear o cartão devido à perda ou roubo; 

• Verificar a linha digitável do código de barras, 

• Consultar opções de parcelamento da fatura. 

Esse aplicativo está disponível apenas para Android. Não possui versão para iOS.  

Como Imprimir a Segunda Via do Boleto do Crediário ou Empréstimo Pessoal Pelo Site 

Pelo site da Losango, também é possível imprimir a segunda via do boleto do crediário ou empréstimo pessoal. Acesse o site da Losango, clique em “Minha Conta” e informe o seu CPF. Depois, clique em “Continuar”. No caso do primeiro acesso, será preciso gerar uma senha para ter acesso à plataforma da Losango. 

Como Solicitar a Segunda Via da Fatura Losango Pelo Telefone 

Quem quiser, ainda pode usar o telefone para solicitar a segunda via da sua fatura. É só ligar na Central de Atendimento da Losango, no número que fica impresso na parte traseira do cartão. E pedir ao atendente que envie para você o boleto por e-mail. Você pode também solicitar que ele lhe informe os números do código de barras para que possa realizar o pagamento pelo caixa eletrônico ou internet banking. Seguem abaixo os números dos telefones para entrar em contato com a Losango: 

• Central de Relacionamento: 4004-4252 (capitais e regiões metropolitanas), e 0800-721-4252 (demais localidades), 

• Cartões Losango: 4004-5757 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-723-5757 (demais localidades). 

O usuário pode pagar a fatura do seu cartão de crédito Losango em casas lotéricas, nas agências bancárias e também nas filiais da Losango, desde que o documento ainda não tenha vencido. 

Caso esteja atraso, será preciso entrar em contato com a Losango e verificar a melhor alternativa para pagar a sua dívida. 

Lembre-se que os juros dos cartões de crédito são altíssimos. Por isso, evite o atraso sempre que possível. E evite também o parcelamento da fatura e o pagamento do valor mínimo. O ideal é pagar sempre o valor total, e antes do vencimento.

Quais os Melhores Cartões Para Empresas?

Quais os Melhores Cartões Para Empresas?

Não são apenas pessoas físicas que podem obter vantagens com o acúmulo de pontos nos cartões de crédito. As pequenas e grandes empresas também podem, por meio dos cartões empresariais. 

No post de hoje, fizemos uma seleção com 6 dos principais cartões empresariais, que servem para acumular milhas. Confira abaixo: 

• Santander Negócios & Empresas Platinum: cada US$ 1,00 gasto em compras na função de crédito, permite o acúmulo de 1,3 pontos, no programa Esfera. Por ano, existe um limite de acúmulo de 180 mil pontos. Os pontos acumulados possuem validade de 36 meses. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 300,00. No entanto, se as despesas mensais ultrapassarem R$ 4.500,00, a anuidade não será cobrada.  

Os pontos acumulados nos cartões de empresa poderão ser trocados por produtos e serviços na conta empresarial, ou transferidos para conta SuperBônus pessoa física. 

• American Express Business: cada US$ 1,00 gasto na função de crédito dá direito a 1 ponto na Livelo. É possível trocar os pontos por produtos e serviços, comprar passagens ou ainda transferir para programas de fidelidade de companhias aéreas nacionais. O valor da anuidade é R$ 250,00. 

O cartão oferece também assistência empresarial e seguro de acidente em viagem, para extravio de bagagem e aluguel de automóvel. 

• Cartão Itaú Business: cada 1US$ gasto no crédito dá direito a 1 ponto. O acúmulo de pontos é por meio do Programa Sempre Presente Business. Se desejar, o titular do cartão pode transferir os pontos acumulados para o Programa Sempre Presente pessoa física. Para transferir pontos para companhias aéreas, é preciso ter um saldo de, no mínimo, 20 mil pontos no programa. Os pontos têm validade de 36 meses. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 246,00 (bandeira Visa) e R$ 225,00 (bandeira Mastercard). Inclusa nesses valores está uma taxa anual de participação no programa de recompensas cobrada anualmente. 

 Ourocard Empresarial Elo: com esse cartão, é possível acumular 2,2 pontos a cada US$ 1,00 gasto em compras feitas na função de crédito. Se procurar, você verá que esse é o único cartão que oferece 1 ponto por cada US$ 2,00 que forem gastos na função de débito. Aderir ou não ao programa de pontos é opcional. E o cliente por fazê-lo pelo gerenciador financeiro ou pela agência de relacionamento. Ao acumular pontos para a empresa, esses poderão ser convertidos para o Programa de Pontos pessoa física. 

Os pontos acumulados têm validade de 12 meses. Para converter os pontos, é preciso que a primeira transferência tenha 5 mil pontos, no mínimo. Para as próximas conversões, a quantidade de pontos precisa ser múltipla de 1.000. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 144,00. Além do mais, é cobrada uma tarifa de R$ 5,00 pela adesão ao Programa de Pontos pessoa jurídica. E também uma mensalidade de R$ 3,00 por cada cartão. 

• Cartão Caixa Empresarial Visa ou Mastercard: cada US$ 1,00 gasto nesse cartão na função de crédito, dá direito a 1 ponto. Os pontos acumulados vão para o programa de pontos empresarial da Caixa. Se desejar, o titular pode transferi-los para pessoa física. O cartão possui uma anuidade de R$ 200,00 e a validade dos pontos acumulados é de 24 meses. 

• Ourocard Empresarial Visa ou Mastercard: é acumulado 1 ponto a cada US$ 1,00 gasto na função de crédito. Além de 1 ponto a cada US$ 1,00 gasto no débito. O acúmulo de pontos é feito no Programa Ponto Pra Sua Empresa. E também poderão ser convertidos, caso queira, para o Programa Ponto Pra Você pessoa física. O cliente tem a opção de aderir ao programa ou não. E a adesão pode ser feita por meio de uma agência de relacionamento ou gerenciador financeiro. 

O cartão possui uma anuidade de R$ 170,00 (bandeira Visa) e R$ 150,00 (bandeira Mastercard). É cobrada uma taxa de R$ 5,00 pela adesão ao Programa Ponto Pra Sua Empresa, e uma mensalidade adicional no valor de R$ 3,00 por cartão. Os pontos acumulados têm validade de 12 meses. 

A primeira conversão de pontos só pode ser feita após o acúmulo de, no mínimo, 5 mil pontos. E as próximas conversões, em múltiplos de 1 mil. 

Quais os Melhores Cartões Para Autônomos?

Quais os Melhores Cartões Para Autônomos?

Ter um cartão de crédito nem sempre é uma questão simples. Pois, em muitos casos, é preciso comprovar renda para que a instituição libere, pois elas precisam de informações financeiras dos clientes para concluir a análise de crédito e também saberem quanto disponibilizar de limite para o cliente. 

A grande questão dos autônomos é como comprovar renda, uma vez que o documento aceito com mais frequência é o contracheque, e eles não possuem. 

Sendo assim, como um autônomo pode comprovar renda para poder solicitar um cartão de crédito? 

Existem outras maneiras que ajudam na hora de solicitar um cartão ou mesmo de obter outras formas de crédito. Algumas opções são: 

• DECORE (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos), que somente um contador pode emitir: a grande maioria das transações financeiras aceitam esse documento como comprovante de renda. 

• O extrato bancário: esse documento é aceito com mais facilidade no banco em que o consumidor tem conta. Geralmente, os bancos liberam cartão nesse caso, a menos que a movimentação financeira seja muito baixa. Já no caso das instituições em que o usuário não tem conta, geralmente é mais difícil aceitarem esse documento. 

• Declaração do imposto de renda do ano anterior: vários bancos e instituições financeiras aceitam esse documento como comprovante de renda. 

• Histórico positivo de crédito: o score de crédito tem sido cada vez mais usado pelos bancos e instituições financeiras para decidir se liberam ou não cartão e demais linhas de crédito para o consumidor. O score de crédito é uma pontuação que aumenta conforme o bom relacionamento que o cliente tem com o mercado financeiro. Ou seja, se a pessoa paga as suas contas em dia, empréstimos e financiamentos, a sua pontuação aumentará. E os bancos podem consultar essa pontuação quando se fizer necessário. O consumidor também pode consultar a quantidade de pontos que possui no site da SERASA.  

Mesmo que usemos outra forma de comprovar a renda, o score de crédito sempre será usado na hora de um banco ou instituição financeira decidir se libera ou não um limite de crédito para o consumidor. 

Quais os Melhores Cartões Para Autônomos? 

O autônomo que possui conta corrente pode solicitar um cartão no mesmo banco da conta. Isso facilita a concessão, pois o banco possui o seu histórico financeiro. A melhor opção é procurar o gerente pessoalmente. Assim, fica mais fácil argumentar sobre os valores que você movimenta a conta, o limite e até as taxas do cartão. 

Conheça abaixo as principais alternativas de cartões para autônomos: 

• O cartão AVISTA é uma boa opção, pois não exige comprovação de renda, embora possua um limite mais reduzido. No decorrer do tempo, a administradora do cartão pode aumentar o limite; 

• Como dissemos acima, correntistas têm grande chance de conseguirem um cartão de crédito direto no banco, além de também poder negociar melhores taxas; 

• Os cartões com aumentos de limite baseados no uso mensal também são boas opções; 

• Outra boa alternativa é o cartão Nubank, que não exige nenhuma comprovação de renda e o limite pode aumentar conforme o seu uso, 

• Agora, para quem deseja encontrar um cartão sem anuidade, a melhor alternativa são os cartões oferecidos pelas lojas. Além do mais, eles são bem mais flexíveis no que se refere à comprovação de renda. 

Ao conceder um cartão de crédito para uma pessoa autônoma irão basear as taxas e os juros cobrados do cartão de acordo com o risco a quem estarão sujeitos. Dessa forma, se eles considerarem que o comprovante de renda é um tanto “suspeito”, ou não é bom o suficiente, o banco e as instituições dificultarão a concessão, assim como a liberação de um bom limite, e poderão cobrar juros mais elevados também.

Dá Para Comprar Um Carro Parcelado no Cartão?

Dá Para Comprar Um Carro Parcelado no Cartão?

Quem usa cartão de crédito, sabe que é possível comprar praticamente tudo com ele, desde que você tenha limite suficiente. 

O cartão facilita muito a vida dos consumidores. O seu uso evita que a pessoa precise andar pelas ruas com dinheiro em espécie. Além do mais, é possível parcelar as compras feitas, sem ter que pagar juros, na grande parte dos estabelecimentos.  

O que as pessoas mais compram com o cartão de crédito são os produtos mais caros, como eletrodomésticos, roupas, sapatos e aparelhos eletrônicos. Normalmente, para aproveitar as ofertas, os consumidores optam por parcelar as compras no cartão, ao invés de pagar à vista. 

Posso Parcelar Um Carro no Cartão? 

Agora, uma dúvida que algumas pessoas têm é se é possível comprar um carro parcelado no cartão de crédito. 

A resposta é sim. É possível! Mas é preciso que o valor do cartão seja suficiente, principalmente se o valor do veículo for totalmente parcelado. 

Além do mais, ao parcelar o valor de um carro no cartão, geralmente, o número de parcelas não ultrapassará 12. Já os valores financiados pelos bancos contam com um número maior de parcelas, Embora tenha acréscimo de juros em cada uma delas. 

Antes de comprar um carro parcelado no cartão, calcule o valor das parcelas e veja se cabem corretamente no seu orçamento. Caso atrase o pagamento, os juros cobrados serão enormes, aumentando muito as chances de você se enrolar em dívidas. 

É Possível Parcelar Somente a Entrada? 

Algumas concessionárias aceitam o parcelamento da entrada do valor do carro no cartão. E o restante financiado. Porém, essa é outra situação que merece muita atenção. É importante lembrar que, ao mesmo tempo que você paga o parcelamento no cartão, também estará pagando o financiamento do veículo. É necessário pensar bem se o valor das duas dívidas cabe no seu orçamento. 

Vantagens em Parcelar no Cartão 

Caso o valor do parcelamento caiba perfeitamente no seu orçamento e você consiga administrar bem as suas fianças, seja uma pessoa organizada e controlada, o parcelamento pode sim ser uma boa opção. 

Existem, basicamente, duas grandes vantagens no parcelamento no cartão. Confira abaixo: 

• O carro passa a ser seu no momento em que você parcela a compra. E não será mais do banco, como acontece no caso dos financiamentos. 

• A outra vantagem é com relação aos pontos que você ganha no programa de relacionamento do cartão. Compras em valores mais elevados somam muitos pontos. 

Dessa forma, cada pessoa precisa analisar bem a sua situação para se certificar de que consegue arcar com uma dívida desse tamanho no cartão de crédito. 

Cuidados ao Usar o Cartão de Crédito 

Todo mundo sabe que o uso do cartão de crédito deve ser moderado. Ele ajuda muito, mas também pode se tornar um grande pesadelo na sua vida. As dívidas com cartão de crédito são as mais comuns, e o principal motivo de as pessoas terem o nome negativado hoje em dia. Por isso: 

• Procure pagar o valor das faturas integral e em dia. 

• Não compre de forma compulsiva.  

• Evite o uso sempre que possível. 

• Evite o pagamento do valor mínimo da fatura e o parcelamento. Pois os juros cobrados pelos cartões de crédito são os maiores do mercado. 

• Ao sair de casa, se não tem a intenção de usar o cartão, evite levá-lo. 

• Não empreste o seu cartão de crédito a ninguém e nem fornece a sua senha. 

• Ao comprar pela internet, certifique-se de que o site é confiável. 

• Confira a sua fatura com muita atenção todos os meses. Em caso de suspeita de fraude, ligueimediatamente na Central de Atendimento. Bem como em casos de roubo ou extravio do cartão também.

Como Consultar o Limite do Cartão: Fatura, SAC e Aplicativo

Como Consultar o Limite do Cartão: Fatura, SAC e Aplicativo

Cada dia que passa, o cartão de crédito, cada vez mais, tem se tornado a forma de pagamento mais comum usada pelas pessoas. Podemos usá-lo para comprar qualquer coisa. Até mesmo viagens podem ser pagas no cartão de crédito. 

Porém, algumas pessoas ainda têm dúvidas quando o assunto é o limite do cartão. É muito comum as pessoas confundirem a questão do limite e não saberem muito bem como usar.  

Veja abaixo como funciona, na prática, o limite do cartão: 

Suponhamos que, ao receber um cartão, sejamos informados que o seu limite é de R$ 1.000,00. Sendo assim, compramos algo parcelado no valor total do nosso limite, ou seja, algo que custa R$ 1.000,00, e dividimos o pagamento em 5 vezes de R$ 200,00. Sendo assim, você já usou o limite disponível e não tem mais nenhum valor no cartão. No próximo mês, quando você pagar a primeira parcela no valor de R$ 200,00. Nesse caso, você, ao quitar a primeira parcela, passa a ter seguinte situação: o limite total do cartão será de R$ 1.000,00. O limite usado do cartão será de R$ 800,00. E o limite disponível para compras será de R$ 200,00 (valor que foi liberado após o pagamento). Viu como é simples? 

Como Faço Para Descobrir o Limite do Meu Cartão? 

Existem várias formas de descobrir qual o limite do cartão de crédito. Confira abaixo: 

 Consultando a fatura: na fatura do cartão, você terá todas as informações referentes ao seu cartão. Nela, você encontra tudo o que precisa saber sobre as suas compras, de forma que consegue manter um bom controle dos seus gastos; você sabe o melhor dia para compra; visualiza o limite total e o limite disponível para compras; a data de vencimento, e muito mais. 

• Cartão vinculado à uma conta corrente: nesse caso, é possível ter todas as informações referentes ao seu cartão acessando o internet banking. Ao acessar a área do cliente, basta procurar pela opção “Cartão de Crédito – Limites”. Também é possível verificar o limite ligando no atendimento ou usando os caixas eletrônicos. Use também aplicativos de celular para realizar a consulta. 

• Central de Atendimento do cartão: outra opção é ligar na Central de Atendimento. O número vem impresso no verso do cartão. Além do limite, também é possível ter todas as informações que precisar. Até mesmo solicitar o aumento do seu limite. 

Como Conseguir Aumentar o Limite do Cartão 

Seguem abaixo algumas dicas muito úteis para quem deseja solicitar o aumento do limite do cartão. Acompanhe: 

• É muito importante manter a sua renda sempre atualizada junto ao banco. Isso facilita muito na hora de pedir o aumento do limite. 

• Procure sempre pagar o valor total da sua fatura, e sempre no prazo. Evite atrasos. 

• Compre mais no cartão. Quando usamos mais, também temos mais chances de conseguir um aumento, pois mostra que estamos realmente precisando. 

• Evite atrasar o pagamento das suas demais contas. Ainda que sejam de outros bancos, a nossa vida financeira estará sendo monitorada. Se tivermos alguma restrição no nome, isso pode impactar negativamente e impedir o aumento do limite do cartão. 

O Que é a Análise Emergencial de Crédito? 

Em alguns casos, mesmo que tenhamos estourado o limite, a compra costuma passar normalmente no cartão. Isso se deve ao fato de o banco analisar a situação do cliente e autorizar a compra. Mas esse serviço não é gratuito. No próximo mês, será cobrada uma taxa extra pela análise emergencial de crédito. 

Para evitar de ter que pagar a mais, sempre confira o limite disponível no seu cartão. Se for realmente precisar, tente solicitar o aumento do limite com antecedência.  

Em geral, se o banco libera a compra, ainda que o limite esteja estourado, é porque não terá problema em liberar o aumento do limite também. 

Poupança Dá Direito a Cartão de Crédito? Como Fazer?

Poupança Dá Direito a Cartão de Crédito? Como Fazer? 

Quando comparamos uma conta poupança com uma conta corrente, percebemos que a grande maioria das pessoas prefere a primeira opção. Além de ser isenta da cobrança de taxas de manutenção, a conta poupança ainda rende juros mensais. Dessa forma, o usuário tem a sua quantia aumentada. 

Enquanto que na conta corrente, além de ter de pagar a taxa d manutenção da conta e algumas outras tarifas, o dinheiro depositado não rende nenhum valor. 

No entanto, quando comparamos os serviços oferecidos por ambos os tipos de contas, percebemos que existem muitas diferenças entre elas. E uma dela é o fato de a conta corrente disponibilizar um cartão de crédito para o titular, enquanto a conta corrente oferece um cartão de débito. Inclusive, essa é uma dúvida bem comum entre as pessoas, se uma conta poupança oferece cartão de crédito. 

Na verdade, é possível sim ter um cartão de crédito tendo apenas uma conta poupança, se o seu banco oferecer essa opção. 

Como os cartões de crédito, geralmente, possuem um limite, o saldo da conta poupança pode ser usado para calcular esse limite. Além do mais, se o banco quiser, pode também solicitar um comprovante de renda que poder liberar o cartão. 

Quando abrimos uma conta poupança, a grande parte dos bancos oferece um cartão múltiplo para que o cliente possa movimentar a sua conta e também realizar pagamentos na modalidade de débito, onde o valor é descontado diretamente no saldo da conta. Se desejar, o cliente tem a possibilidade de habilitar a modalidade de crédito também, conforme a bandeira do seu cartão e também das normas que o seu banco segue. 

Não são todas as contas poupanças que disponibilizam cartão de crédito. Se realmente desejar ter um, o cliente pode verificar a possibilidade de o banco liberar sem que tenha vínculo com a conta poupança. 

Alguns bancos oferecem cartões de crédito, ainda que a pessoa não seja um correntista. 

Se, ainda assim, não conseguir, existem várias lojas que também disponibilizam cartões de crédito de várias bandeiras, sem que a necessidade de a pessoa ter uma conta corrente.  

Uma das vantagens dos cartões oferecidos pelas lojas é que a aprovação, geralmente, é bem mais rápida do que os cartões de bancos. Além de outras vantagens, como: 

• Ausência de anuidade: geralmente, os cartões de lojas não cobram anuidade. Ou cobram de uma de forma mais disfarçada, que é um valor a cada boleto emitido. É preciso ficar atento a isso. 

• Limite do cartão: em geral, o limite é definido de acordo com as mesmas regras usadas para os demais cartões. Porém, quando usamos o cartão para comprar na sua própria loja, é comum ganharmos descontos bem atrativos. 

• Planos: algumas lojas costumam firmar convênios com empresas de financiamentos. Nesse caso, o consumidor que possui o cartão desse tipo de loja costuma ter a sua disposição planos bem vantajosos ao realizar compras maiores, ao renegociar uma dívida do cartão, ao solicitar um empréstimo, ao parcelar a fatura, e muito mais. 

Algumas das principais lojas e empresas que oferecem o cartão próprio são: Carrefour, Prezunic,Walmart, Riachuelo, Renner, Leader Magazine, C&A, Petrobrás, Marisa, Magazine Luiza, Pernambucanas, Ipiranga, Americanas, Saraiva, e etc. 

Para as lojas, a grande vantagem em disponibilizar um cartão para o cliente é a sua fidelização. Ainda mais quando oferecem descontos para quem tiver o cartão da loja. A outra vantagem é que as lojas precisam pagar por transações feitas pelos cartões de crédito e débito. Porém, quando elas oferecem o cartão da instituição, elas acabam ganhando vantagens no momento de negociar os seus custos. 

Para adquirir um cartão de uma loja, é bem simples, basta acessar o site da mesma ou se dirigir pessoalmente a uma loja física.

Onde Usar o Crediário do Cartão de Crédito?

Onde Usar o Crediário do Cartão de Crédito?

Hoje em dia, temos à nossa disposição uma série de formas de financiamentos. Na hora de escolhermos a melhor, fica até difícil, pois cada uma apresenta um custo benefício. É preciso verificar, dentre várias coisas, as taxas de juros praticadas por cada uma. 

Uma modalidade de financiamento bem comum e usada a muito tempo é o crediário. Antes, era por meio de carnê, onde dividíamos as compras em várias prestações. Cada loja possuía os seus próprios critérios na hora de conceder ou não crediário a um cliente. 

Hoje, porém, como tudo na vida, a tendência é outra. Essa forma de financiamento mudou e se modernizou. Agora, ela vem debitada diretamente na fatura do cartão de crédito. 

Com o crescente uso do cartão, os consumidores passaram a contar com inúmeros benefícios. Dentre os quais estão inclusos limites maiores de crediários, e o fato de o lojista não ter mais como definir um limite de acordo com o perfil de cada cliente, que pode comprar conforme o limite disponível no seu cartão. 

O Que é o Crediário? 

O crediário é uma maneira de financiarmos as compras a prazo bem longos. Até bem pouco tempo atrás, era feito somente com o uso de carnê. Quando comprávamos algo, saíamos da loja com um carnê contendo todas as prestações já impressas. 

Hoje, no entanto, a grande maioria das pessoas usa o cartão de crédito para dividir as compras. Algumas bandeiras dividem de até 48 vezes, dependendo do valor. 

Com isso, as vendas tomaram um novo fôlego, pois o pagamento por meio de cartão de crédito é a forma mais usada nos dias de hoje. E um lojista que não aceita cartão corre o risco de sucumbir ao mercado, perdendo muitas vendas. 

Como Usar o Crediário do Cartão de Crédito? 

Quando compramos algo e parcelamos no cartão de crédito, estamos usando o crediário. É preciso que o lojista aceite essa forma de pagamento. Já o parcelamento é feito de forma direta com a operadora do cartão. E é ela também que será a responsável por cobrar o valor devido ao cliente. 

Quando decide parcelar as compras, o consumidor tem a chance de simular os valores de cada parcela, assim como a quantidade de vezes que deseja dividir e também os juros que serão cobrados. 

É importante lembrar que o limite de crediário é diferente do limite do cartão. 

O limite de crediário é um valor que alguns bancos liberam para que o consumidor possa dividir as compras em um número maior de parcelas. É um limite pré-aprovado e que a pessoa pode usar em determinadas lojas parceiras que aceitam o crediário do cartão. 

Já o limite do cartão é um valor que a administradora do cartão concede ao cliente para que ele possa fazer compras e realizar alguns outros pagamentos. 

Vantagens do Crediário 

O crediário oferece uma série de benefícios não só para o consumidor, mas também para o lojista. Listamos abaixo as principais vantagens. Confira: 

• Parcelamentos mais longos: compras na modalidade de crediário possuem parcelamentos bem mais longos que as outras formas de parcelamentos convencionais. 

• Fidelização de clientes: os lojistas podem aproveitar o uso do crediário para fidelizar o cliente, oferecendo vantagens a cada nova compra realizada. 

• Aumento das vendas: com o crediário, as pessoas passam a ter um poder de compras mais elevado, aquecendo as vendas para o lojista. 

• Permite que o consumidor negocie com o vendedor: é possível tentar uma negociação para reduzir os juros em cada parcela, de acordo com o histórico de compras e de pagamentos. 

O crediário do cartão pode ser uma boa opção na hora de escolher uma forma de parcelamento. No entanto, é importante ficar sempre atento às taxas de juros cobradas.

O Que é CVV, CVC, CCV, Etc? Como Descobrir o Seu?

O Que é CVV, CVC, CCV, Etc? Como Descobrir o Seu?

Quem é usuário de cartão de crédito e costuma fazer compras pela internet, com certeza já precisou informar o número do CVV, do CVC ou do CCV do seu cartão para concluir a compra. Geralmente, as lojas online indicam onde encontrar esse código no seu cartão. Ele fica no verso do mesmo e serve para indicar que a pessoa que está comprando com ele o tenha em mãos no momento de efetuar a compra. É uma maneira de aumentar a segurança do titular do cartão e tentar diminuir as fraudes. É, na verdade, um procedimento de autenticação que as empresas exigem. 

Cada operadora de cartão costuma usar uma sigla para esse código, que é mais conhecido como “Código de Segurança do Cartão”. 

O CVV é usado pela Visa, empresa de cartões. E significa Card Verification Value, ou Valor de Verificação do Cartão. A sigla CVC é usada pela empresa Mastercard, e significa Card Validation Code, ou Codigo de Validação do Cartão. Há também outras siglas para esse código, como CCV, que significa Card Code Verification; CVVC (Card Verification Value Code), CVD (Card Verification Data), CID (Identificação do Cartão) e V-Code ou V Code, que significa Verification Code. 

Onde Está Localizado o Código de Segurança do Cartão? 

Em geral, a grande maioria das bandeiras usam o código de segurança composto por 3 dígitos, e que se localiza na parte de trás do cartão de crédito.  

No caso dos cartões da American Expressa, mais conhecidos como Amex, o Código de Segurança localiza-se na parte da frente do cartão, no canto direito e conta com 4 dígitos. 

Para Que Servem o CVV, CVC, CCV, Etc.? 

A principal função dos códigos de segurança do cartão, como o próprio nome diz, é garantir mais segurança para o titular do cartão. É uma maneira de se certificar de que a compra está sendo feita pelo titular com o cartão em mãos. É exatamente por esse motivo que esse código é solicitado, geralmente, nas compras online. 

Quando compramos algo pela internet, precisamos informar vários dados, como o nome do titular do cartão exatamente como está escrito no mesmo, a data de vencimento e o número do cartão e, por último, o CVV. Se esse número não for informado, a compra não será concluída. 

Como Funcionam os Códigos de Segurança dos Cartões? 

Para compor o número do código de segurança, que possui 3 ou 4 dígitos, é feito um cálculo usando algoritmo que se baseia em chaves criptográficas. Elas usam os dados do cartão, como o número e o vencimento para dar origem ao código. De forma que, após gerado, o cliente tenha um código seguro e exclusivo. 

CVV, CVC, CCV, Etc. São Seguros? 

Somente a pessoa que está portando o cartão tem a informação do seu código. Além do mais, ele não aparece em nenhum recibo após a realização da compra, o código também não é escrito e armazenado em nenhum outro local que não seja o próprio cartão e também está escrito de forma discreta, e não é impresso em relevo, como o número do cartão. 

Ainda assim, para garantir total segurança, é importante que o titular do cartão faça a sua parte. Ao realizar compras online, certifique-se de que o site possui certificado SSL, que é o cadeado que fica na barra de status da página, que garante que aquela página é segura. Também é importante não usar computadores públicos ou de outras pessoas para realizar compras. E troque a senha com frequência, evitando aquelas mais óbvias, como datas de nascimento, por exemplo. Dessa forma, você ajuda a garantir que a função do código seja cumprida.