O Que é Adiantamento ao Depositante?

O Que é Adiantamento ao Depositante?

O adiantamento a depositante é um serviço oferecido para que os clientes possam realizar uma transação quando estiverem sem saldo em sua conta. Ou no caso de já terem usado o limite do cheque especial, também conhecido como LIS. Trata-se de um serviço de conveniência. Um crédito que o banco concede ao cliente para cobrir saldos devedores na conta corrente em casos de urgência. Trata-se de um valor fixo que será definido pelo banco ou pela instituição onde a pessoa tenha sua conta. O valor varia, geralmente, de R$ 10,00 a R$ 120,00. 

Quando o cliente se depara com um valor em sua conta, ainda que o seu saldo esteja negativo ou bloqueado, ele terá a tarifa denominada de Adiantamento a Depositante. O valor cobrado por esse adiantamento será fico, e o banco irá cobrar no mês seguinte. Pode haver diferenças entre as tarifas de um banco para o outro. Os valores deverão estar informados na Tabela Geral de Tarifas do banco. 

A cobrança dessa taxa será feita após 30 dias da retirada. Sendo que a cobrança será única, ou seja, será debitada apenas uma vez da conta. Se o correntista não tiver saldo disponível na data do débito, este ser reagendado para uma data posterior. Porém, isso poderá causar o acúmulo da dívida.   

Vantagens do Adiantamento a Depositante 

Confira abaixo as principais vantagens que esse serviço tem para oferecer: 

• Poderá evitar que uma compra seja recusada no cartão de débito; 

 Evita a devolução de cheque por não ter fundos para cobri-lo; 

 Não precisa deixar de realizar pagamentos e transações importantes, 

 Em uma situação de emergência, conseguirá sacar o dinheiro para resolver, ainda que sua conta estivesse negativa ou bloqueada. 

É Legal a Cobrança de Adiantamento a Depositantes? 

Muitas pessoas entram com ação na justiça contra o banco ou a instituição alegando que a cobrança dessa tarifa é ilegal. A justiça, por sua vez, tem entendido que essa cobrança é abusiva e também incompatível com o Código de Defesa do Consumidor. Para se precaver de uma cobrança ilegal, o mais correto a se fazer nessas situações é verificar no contrato se consta ou não a cobrança do Adiantamento a Depositantes e em que situações essa tarifa poderá ser cobrada. Se ela não estiver descrita em seu contrato, então a sua cobrança será mesmo ilegal. E o correntista poderá buscar os seus direitos na justiça. 

Para evitar a cobrança da tarifa de Adiantamento a Depositantes, o ideal é sempre agendar o pagamento das suas contas para uma data posterior à data do seu pagamento. E sempre deixar um valor mínimo na sua conta para eventuais necessidades. Assim, você evita ter que usar esse artifício em um momento de urgência. 

Cancelamento do Adiantamento a Depositantes 

A cobrança dessa tarifa é motivo de muitas reclamações contra o banco. Se o consumidor desejar, poderá solicitar o cancelamento dessa tarifa. Dessa forma, todas as vezes que o cliente for realizar algum débito além do limite que ele tem na conta, será recusado automaticamente.  

Esse adiantamento era cobrado apenas para “adiantar o pagamento de cheque” se o correntista não tivesse fundo na data em que o mesmo fosse depositado. Hoje em dia, porém, ela também está sendo cobrada por vários outros motivos, como débito em cartão, pagamento de conta, tarifa bancária, cheque especial, e etc. 

Para proceder com o cancelamento dessa tarifa, será preciso cancelar também o cheque especial. Pois a conta não poderá aceitar nenhum tipo de débito sem que haja saldo na conta do cliente. Todas as transações feitas além do limite disponível serão recusadas. 

O cancelamento pode ser feito ligando no SAC (Serviço de Apoio ao Cliente), diretamente no banco, ou pela Central de Atendimento ao Cliente. 

Quais as Diferenças de Conta Corrente e Conta de Pagamento?

Quais as Diferenças de Conta Corrente e Conta de Pagamento?

Ter uma conta hoje em dia é uma comodidade muito grande. E se tornou uma necessidade. Uma conta corrente pode ser aberta tanto em um banco comercial, como em bancos cooperativos. É um tipo de conta que permite ao cliente depositar e sacar dinheiro a qualquer momento. Também permite que sejam feitos pagamentos usando cartões de débito, de crédito, talões de cheques e transferências bancárias. Além do mais, se desejar, o cliente pode até contratar empréstimo e financiamento por meio da conta corrente. Uma conta corrente permite a movimentação do dinheiro de forma mais fácil. 

Quais os Benefícios de Uma Conta Corrente? 

Uma conta corrente abre um leque de benefícios para o cliente. Dentre eles, estão o cheque especial, cartão de crédito e de débito, empréstimos e financiamentos com taxas de juros mais baixas e liberação mais fácil do dinheirotransferências eletrônicas, talões de cheque, facilidade de receber pagamentos, o cliente pode consultar o saldo da sua conta a qualquer momento pelo internet banking, sem nenhum custo adicional, e muito mais. O cartão de crédito e o talão de cheques permite que o cliente parcele as suas compras. Em muitos casos, até sem a cobrança de juros. 

Quais as desvantagens de Uma Conta Corrente? 

Como nem tudo são flores, uma conta corrente também suas desvantagens. Para que o cliente possa usufruir de todos os serviços e dos produtos bancários que o banco oferece, será necessário contratar um pacote de serviços do seu banco. E, para isso, o cliente deve pagar um valor determinado todo mês. Se não quiser pagar esse pacote, o cliente pode ter uma conta de serviços essenciais. Mas deve saber que não terá acesso aos benefícios que uma conta corrente oferece. Quem tem uma conta corrente sabe quantas tarifas precisa pagar. Dependendo da situação, esses valores podem acabar pesando no bolso. 

O Que é Uma Conta de Pagamento? 

Trata-se de uma plataforma administrada por empresas que prestam serviços financeiros. Sendo que o diferencial dessas empresas é a tecnologia. 

O nome mais comum dessas empresas é Subadquirentes. Elas trabalham como intermediadoras, realizando pagamentos entre as empresas como aCielo, por exemplo, que são as adquirintes, com as bandeiras de cartão, como Visa, por exemplo e os clientes 

Usando essas Subadquirentes, as empresas podem receber dinheiro e proceder com o pagamento de contas. Essas empresas oferecem aos clientes vários serviços, como geração de boletos, saques, transferências entre contas, recarga de celular, entre várias outras coisas. E a grande vantagem está na isenção de tarifas de manutenção da conta. Além do mais, quem tem uma conta pagamento tem o acesso facilitado a diversos outros serviços, como: 

• Acesso a máquina de cartão de crédito sem aluguel; 

• Permite abertura da conta pelo computador, pelo smartphone ou pelo tablet; 

• O cliente não precisa pagar nenhuma taxa de manutenção e nem mensalidade para ter a sua conta; 

• Envio de mensagens de vários tipos para os clientes pelo SMS; 

• Paga e recebe por meio de depósitos e transferências; 

• Permite movimentar a conta, consultar e gerir o fluxo de caixa em uma única plataforma; 

• Paga contas da empresa e também boletos bancários pelo celular e pela internet; 

• Permite a emissão de coletos de cobrança de maneira bem simples; 

• Acesso a cartão de débito – pré-pago – para a realização de pagamentos e de saques em bancos 24h; 

• Recebe por meio de cartão de crédito, dando a opção de recebimento à vista ou parcelado, mantendo as mesmas condições de venda, 

 Realiza recarga de celular usando o saldo da conta. 

O que é Conta Privativa? Como Resolver?

O que é Conta Privativa? Como Resolver?

Em algum momento, quando você for sacar o seu salário, pode ser que apareça uma mensagem dizendo “conta privativa”, e você não consiga realizar nenhuma operação na sua conta, nem transferências, nem pagamentos, nem saques, nada. Esse tipo de erro é comum de acontecer em contas do Banco do Brasil, quando os clientes tentam usar os serviços do banco em caixas eletrônicos ou em pela internet. É um tipo de situação muito constrangedora e sempre desagradável. 

Em geral, tentar resolver os problemas com os bancos sempre causam muito desgaste. Seja pela demora na solução, seja pela impossibilidade de realizar as suas transações normalmente. 

Mas o Que é Uma Conta Privativa? 

Esse tipo de situação acontece quando existe alguma irregularidade bloqueando o acesso do cliente à sua conta corrente. No momento em que o cliente vai realizar um saque ou alguma transferência usando o caixa eletrônico, algo acontece e não é possível concluir a transação. Com isso, o cliente se vê obrigado a se dirigir a uma agência para verificar o que está acontecendo. 

Muitas pessoas que já passaram pela mesma situação dizem que eles só conseguiram sacar o dinheiro na boca do caixa. E que os atendentes nem sempre sabem explicar o que aconteceu, o que está causando esse tipo de problema. E nem mesmo como resolver a questão. 

O problema de conta privativa é um tanto complicado de se entender, uma vez que não há informações do Banco do Brasil sobre o motivo para esse tipo de problema, que pode acontecer em conta corrente, conta poupança e até conta universitária. 

De acordo com informações, esse problema costuma acontecer quando o cliente tem alguma restrição no seu CPF devido a problemas com a Receita Federal. Isso pode causar o bloqueio da conta, e o cliente ter que ir pessoalmente até uma agência para resolver, além de ter que regularizar o seu CPF também. 

No entanto, em outros relatos, algumas pessoas afirmam que, mesmo após solucionarem a questão do CPF, a suas contas permaneceram bloqueadas por vários dias.  

O banco também costuma informar ao cliente que existem problemas cadastrais que precisam ser resolvidos pelo cliente pessoalmente na agência bancária. 

Como Resolver Esse Problema? 

A resposta para essa questão não é tão simples. O ideal é sempre ir até uma agência para relatar o acontecido e tentar buscar uma solução. 

Quando se trata de problemas com a Receita Federal, o cliente deve regularizar a situação do seu CPF e entrar em contato com o banco novamente para solicitar o desbloqueio. 

O Banco do Brasil sugere aos clientes que quando esse problema de conta privativa acontecer, o cliente pode acessar o canal do Facebook e enviar mensagens no link: www.facebook.com/messages/bancodobrasil. É fundamental que o cliente informe os seus dados para que o atendimento possa ser feito, como CPF, o número da agência e o número da conta. 

É possível que usando esses canais de atendimento, o cliente tenha mais chances de solucionar a questão, que pode ser direcionada para uma pessoa que tenha o conhecimento necessário sobre o assunto para resolvê-la. Persistindo o problema, o mais indicado seria o cliente ir até uma agência bancária para e conversar com o gerente da sua conta. 

Certamente o problema será resolvido, mas é bem possível que o cliente enfrente muita dor de cabeça antes disso. Porém, uma coisa é certa: o salário do cliente ou seus benefícios, como aposentadoria ou pensão não podem ser retidos sem que o cliente seja informado previamente. 

Se o problema for alguma irregularidade no CPF, o cliente deve resolver o problema e levar os documentos que comprovem a regularidade até a sua agência bancária. 

Banco 24 Horas Tem Limite de Saque? Como Descobrir?

Banco 24 Horas Tem Limite de Saque? Como Descobrir?

Como uma medida de segurança, todos os bancos possuem um limite pré-definido na quantidade de saques que podem ser realizados no Banco 24 horas e em Caixas Eletrônicos. O objetivo tentar impedir que o titular da conta sofra assaltos relâmpagos, fraudes, ou para casos em que a pessoa é pega como refém e forçada a sacar valores em sua conta. Assim, o valor permitido é bem limitado. 

Em quase todas as localidades do Brasil podemos encontrar terminais do Banco 24 Horas. É mais fácil encontrá-los do que as próprias agências bancárias. Por meio deles, podemos realizar alguns serviços básicos, como saques, extratos e saldos. Eles ajudam muito aquelas pessoas que não têm fácil acesso à uma agência bancária. 

Como Faço Para Saber o Limite de Saque no Banco 24 Horas? 

Não existe um valor mínimo estabelecido para saques. Isso vai variar de um banco para outro. De acordo com o pacote de serviços contratados pelo correntista, a quantidade de saques permitidos em Bancos 24 Horas seguirá algumas regras. Veja abaixo as opções disponíveis para conseguir identificar os limites de saque do seu banco: 

• Caixas eletrônicos: vá até um caixa eletrônico e procure por “limites” e “limites de saque”. Lá, estarão discriminados todos os valores. 

• Internet banking: acesse o internet banking e procure por “limites”. Essa opção costuma aparecer em “conta corrente” ou em “outras opções”. 

• Aplicativos móveis: o seu banco com certeza tem aplicativos para smartphone ou tablet. Acesse e procure pelas opções “limites” ou “limites de saque”. 

• Central de Atendimento ao Cliente: por meio desse canal, o cliente pode conhecer todos os limites. Aguarde as opções e aperta a teclaque corresponda à opção que você desejar. 

Se em nenhuma dessas opções você encontrar a que informa sobre os limites, ainda pode se dirigir à uma agência do seu banco e perguntar ao gerente ou um caixa da instituição. 

Quantos Saques Gratuitos Posso Realizar? 

Todos os correntistas têm uma quantidade de saques gratuitos no mês. O mínimo possível é de 2 saques em conta poupança e 4 saques em conta corrente. Essas quantidades são válidas para as pessoas que possuem uma conta corrente com serviços essenciais ou que tenham outro tipo qualquer de pacote de serviços. São as quantidades mínimas permitidas. 

Mas nada impede que o correntista tenha mais saques gratuitos permitidos. Para saber a quantidade exata, basta acessar o site do seu banco, verificar em uma tabela que o banco sempre disponibiliza nas agências ou ainda verificar no seu extrato. 

Posso Continuar Sacando Após Usar Todos os Saques Gratuitos? 

Se o correntista usar todo o seu limite de saques gratuitos no mês, ele poderá continuar sacando no Banco 24 Horas, ou em Caixas Eletrônicos. Porém, terá que saber que precisa pagar um valor a mais por isso. 

Quando realizamos os saques, eles são contabilizados tanto para a quantidade gratuita por mês, quanto para o nosso limite diário também.Independentemente de onde é realizado. 

Imagine que você tenha 4 saques gratuitos para realizar todo mês. Independe de como sejam feitos esses 4 saques, no momento em que eles acabarem, o quinto saque será cobrado. E o valor será baseado no seu pacote de serviços contratado. E o valor dos saques devem ainda estar dentro do limite permitido pelo seu banco. 

Posso Alterar os Limites de Saque? 

O cliente tem a possibilidade de alterar a quantidade de saques. Para isso, ele pode acessar o internet banking, ligar na Central de Atendimento ao Cliente, nos caixas eletrônicos, conversando com o seu gerente ou ainda pelos aplicativos móveis. 

Como Funciona o Bloqueio de Conta Corrente

Como Funciona o Bloqueio de Conta Corrente

O bloqueio judicial de uma conta acontece de acordo com a exigência do Poder Judiciário. E nada tem a ver com a instituição financeira ou com o banco. Para que aconteça o bloqueio, é enviada uma ordem judicial para o Banco Central. Quando isso acontece, o Banco Central, após receber o pedido, o envia para a instituição financeira ou banco e solicita o bloqueio da conta até que o juiz decida o que acontecerá com os valores que foram bloqueados. Mas é importante ressaltar que o bloqueio será realizado apenas em último caso, como uma forma de garantir que a pessoa não deixe de cumprir com suas obrigações processuais. 

Por Que Acontece o Bloqueio de Uma Conta? 

O bloqueio de uma conta acontece, normalmente, como uma medida de segurança, usada para impedir que uma empresa ou um indivíduo disponham de recursos financeiros para pagar indenizações ou custas processuais, uma vez eu elas podem ser pagas ao fim do processo. 

Se a pessoa ainda não sabe o motivo do bloqueio da sua conta, poderá ir ao próprio banco e solicitar a informação. Além de poder se inteirar também da origem da ordem, do número do processo, Vara/Juízo, além do protocolo da ordem. Outras maneiras de saber o motivo da ordem também são através de um advogado ou por meio do Fórum da cidade. Após saber o motivo, a pessoa poderá tomar as medidas necessárias para desbloquear a sua conta. 

Após o recebimento da ordem, os recursos da conta são bloqueados em até 1 dia útil, pois o processo é automático e informatizado.  

E Se o Banco Bloquear Um Valor Maior Do Que o Juiz Determinou? 

Essa é uma situação que pode sim acontecer. Geralmente, é quando a pessoa tem mais de uma conta. Todos os bancos procederão com o bloqueio dos recursos até alcançar o limite estipulado pelo juiz. Mas o sistema do Banco Central costuma impedir que essas situações aconteçam. Para resolver, o titular da conta pode contatar um advogado para solicitar que valores sejam desbloqueados. 

Quais Contas Podem Ser Bloqueadas Judicialmente? 

Antes de darmos sequência, é importante o cidadão saber que, de acordo com a legislação brasileira, alguns bens são considerados como impenhoráveis. Por exemplo: aposentadorias e pensões, salário e conta-salário e os valores depositados na conta poupança que somem até 40 salários mínimos. Se acontecer de algum desse bens for bloqueado, o cidadão pode procurar um advogado que este resolverá a questão sem maiores problemas. O advogado irá solicitar a liberação da verba atingida. 

Quando a Receita Federal foi quem solicitou o bloqueio da conta, a pessoa pode se dirigir à uma Delegacia da Receita Federal para pedir o desbloqueio. Se o bloqueio aconteceu devido a um processo criminal ou civil, provavelmente será preciso procurar a ajuda de um advogado. 

O correntista pode ter muitos problemas, pois não poderá retirar o valor bloqueado para pagar as suas contas. E, quando acontecer o desbloqueio dos recursos, esse pode ser parcial ou total. No caso do bloqueio total, o juiz determina que todo o saldo da conta seja bloqueado. E, se for um bloqueio parcial, o juiz determina que uma certa quantia seja bloqueada. Por exemplo, o bloqueio de apenas R$ 10.000,00 da conta. 

Depois que o correntista pagar a sua obrigação, uma notificação será enviada para o banco, que procederá com o desbloqueio da conta. 

Bloqueio Indevido 

Se a conta for bloqueada indevidamente, o correntista pode pedir indenização ao banco ou instituição financeira. Assim que a conta for bloqueada, o banco precisa informar ao correntista para impedir que ele passe por alguma situação constrangedora, como comprar algo usando o cartão da conta e não ter como pagar. 

Como Funciona o Extrato Bancário

Como Funciona o Extrato Bancário

O extrato bancário é um documento que contém todas as movimentações feitas em uma conta bancária. Onde identificamos a letra “C”, indica que houve um crédito. E onde está a letra “D”, é sinal de que houve um débito. Por meio do extrato, podemos identificar todas as movimentações que aconteceram em determinado período de tempo, o saldo disponível na conta, se o correntista possui de limite e de quanto é esse limite.  

É possível acompanhar ainda todas as transações feitas com o cartão de débito, pois os valores são descontados diretamente na conta do usuário. Em alguns bancos, também é possível acompanhar até mesmo as movimentações do cartão de crédito. Outra coisa muito importante que podemos verificar em nosso extrato bancário são as apresentações de cheques em nossa conta. E, caso haja alguma devolução, é possível saber também quais deles foram devolvidos por não terem fundos. O cliente também poderá ainda verificar todas as taxas cobradas em sua conta por meio do extrato. 

O usuário pode solicitar o seu extrato a qualquer momento. Mas é bom verificar se o seu banco cobra pelo documento em caso de impressão em caixas eletrônicos. É possível retirá-lo também online, pelo internetbanking, em uma agência bancária e pelo telefone. 

Tipos de Extratos Bancários 

Podemos considerar três tipos diferentes e extratos bancários, conforme abaixo: 

 Extrato bancário comum: esse extrato é o resumo das movimentações feitas em uma conta em determinado período de tempo. E pode ser consultado pelo cliente a qualquer momento. Lembrando que é comum os bancos estabelecerem um limite de extratos impressos grátis permitidos ao cliente retirar por mês em caixas eletrônicos. Porém, se forem retirados pela internet, não são cobradas taxas.  

• Extrato mensal consolidado: nesse extrato estão impressas todas as transações que foram realizadas dentro do mês. Se o cliente deseja receber esse extrato todo mês, em alguns casos ele precisará entrar em contato com o gerente. 

Extrato anual consolidado: esse extrato contém todas as movimentações feitas durante o ano na conta do cliente, assinalando todas as taxas cobradas no período. É um extrato que não pode ser cobrado pelo banco, que deve enviar para o cliente sem custos. 

Entendendo o Extrato Bancário 

extrato apresenta as informações em ordem crescente. A transações mais antigas serão as primeiras a serem apresentadas. E as mais recentes poderão ser consultadas na parte inferior do extrato. 

O primeiro saldo que aparece no documento é o saldo inicial daquele período. O saldo atual estará no final do extrato. É bom ficar atendo e observar bem as informações. É comum os baixos informarem o saldo do cheque especial no extrato. E isso pode confundir um pouco, e nos fazer pensarmos que temos mais dinheiro do que pensávamos. 

Ainda estarão informados no extrato todas as taxas e os encargos. Assim, o cliente terá como verificar se os valores cobrados estão de acordo com o seu pacote de serviços contratado. 

Entender o seu extrato bancário é muito importante e pode te ajudar a manter um bom controle financeiro. Quem sabe até negociar valores de taxas com o seu gerente. 

Hoje em dia, os clientes contam com a facilidade da internet para acompanharem as movimentações em sua conta sem a necessidade de se dirigirem a uma agência bancária ou caixa eletrônico. Sem contar que, verificando o seu extrato pela internet, não é cobrada nenhuma tarifa, como já dissemos. Basta selecionar o período desejado e conferir tudo o que desejar, como a quantidade de saques feitos e os valores, os depósitos, e demais informações importantes. Tenha em mãos, de forma resumida, tudo o que acontece em sua conta todos os meses. 

Posso Abrir Conta Corrente Com Nome Sujo? Onde?

Posso Abrir Conta Corrente Com Nome Sujo? Onde? 

Estar com o nome negativado, ou sujo, como é popularmente conhecido, é motivo de muitas dúvidas entre as pessoas. Quando o nome está negativado, o consumidor tem o nome inserido no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), ou no SERASA. 

Essas duas instituições têm um papel fundamental para o sistema financeiro brasileiro. Uma vez que elas estão com as informações de quem está inadimplente, elas repassam essas informações para as empresas que, por sua vez, ficam sabendo se o cliente é ou não um bom pagador. 

Com o nome negativado, o consumidor fica com os serviços financeiros restritos, como empréstimos, financiamentos, etc. O serviço do SPC e da SERASA é muito importante, pois evita que pessoas contraiam muitos empréstimos e fiquem devendo cada vez mais.  

É Possível Abrir Uma Conta Corrente Estando Com o Nome Sujo? 

Cabe à instituição financeira decidir se permite ou não a abertura de uma conta corrente estando com o nome sujo. Os bancos cobram taxas para a manutenção de uma conta corrente, assim como para que o correntista tenha acesso aos seus benefícios. Por isso, é de autonomia das mesmas permitir a abertura ou não nesses casos. 

Mas é bom ressaltar que, por envolver a liberação de limite de crédito, vários serviços agregados à conta, além de pagamento de tarifas, são difícil que os bancos permitam a abertura por um negativado. 

Consequências Em Estar Com o Nome Sujo 

O desemprego vem crescendo muito nos últimos anos. E isso vem aumentando muito a inadimplência. Inúmeras pessoas estão tendo o nome negativado por esse motivo. E isso acarreta muitos problemas. É comum as empresas darem um tempo para que o consumidor pague a dívida. Somente após esse prazo é que o nome da pessoa é inserido no cadastro de inadimplentes. Vejamos abaixo quais as consequências em se ter o nome negativado. 

• Problemas em conseguir crediário: esse é o maior obstáculo quando se está com o nome negativado. Alguns dos problemas causados por essa situação são a dificuldade em obter crediário em lojas, financiamento, empréstimo, cartão de crédito e conta corrente. 

 Demais opções de crédito podem ser suspensas também: não são apenas aos problemas citados acima que uma pessoa com o nome sujo está sujeita. Os bancos podem também interromper a entrega de talão de cheque e cancelar o cheque especial. 

• Redução do Score de Crédito: a pontuação do score é muito importante para o consumidor. De acordo com a pontuação, o consumidor pode ter a sua situação ainda mais complicada com o mercado, pois ela indica como anda o relacionamento do consumidor com o mercado financeiro. Se ele é um bom pagador. O score de crédito é consultado por todas as empresas antes de liberarem crédito, financiamento e empréstimo para os consumidores. O nome negativado reduz a pontuação desse indicador. 

Como Faço Para Saber Se Estou Com o Nome Sujo? 

Para saber se o nome está negativado, basta acessar o site do Serasa Consumidor e consultar pelo número do CPF quantas vezes quiser. E a consulta é grátis. 

Para evitar tantos transtornos, o ideal é sempre manter o nome limpo. É muito importante quitar as dívidas e evitar que ter o nome sujo. Sabemos o quanto é difícil manter a situação sob controle nos dias atuais. Mas ter o nome sujo causa tantos problemas, que é sempre recomendável se esforçar um pouco mais para manter as contas em dia. Para limpar o nome, uma boa opção é procurar pelo credor e tentar negociar a dívida. Em geral, essa alternativa é bem sucedida e as condições são mais favoráveis para o consumidor. 

 

Como Funciona um Cartão de Débito Com Conta Corrente? Qual a Diferença Para o Crédito?

Como Funciona um Cartão de Débito Com Conta Corrente? Qual a Diferença Para o Crédito? 

Ao abrirmos uma conta corrente, dependendo do tipo de conta, o banco nos oferece inúmeros tipos de cartões. O principal deles e o que o cliente vai precisar para movimentar a sua conta é o cartão de débito. Mas não são todos os cartões de débito que permitem que movimentemos a nossa conta bancária.  

Ao disponibilizar um cartão para o cliente realizar compras e pagar as suas contas, esse não precisará mais ir ao caixa eletrônico com frequência para sacar dinheiro. Também haverá menos custos com reposição de cédulas caixas eletrônicos e menos custos com pessoas atendendo. Em contrapartida, para o cliente também é uma grande vantagem, uma vez que não precisa andar com dinheiro pelas ruas, pode realizar o pagamento das suas contas sem sair de casa, e não precisa se dirigir a uma agência toda vez que que precisar movimentar a sua conta. 

Informações Importantes Sobre o Cartão de Débito 

• Em caso de compras usando o cartão de débito, ela só é aceita se houver saldo disponível na conta. 

• O débito devido a compra realizada será devidamente informado no seu extrato. 

• Não há cobrança de nenhuma taxa extra pelo uso do cartão de débito. 

• Praticamente todas os estabelecimentos aceitam esse cartão. 

• As compras feitas pelo cartão de débito são consideradas compras à vista, uma vez que desconta da sua conta corrente no mesmo momento. 

• É muito mais seguro do que andar com dinheiro. 

Dicas de Segurança  

• Memorize a sua senha e não a escreva em nenhuma parte. 

• Em alguns casos, uma compra pode ser aprovada mesmo que a conta corrente não tenha saldo. Nesse caso, o cheque especial irá cobrir o valor da compra. Evite ao máximo essa situação, pois os juros do cheque especial são abusivos. Certifique-se sempre de que há saldo disponível na sua conta antes de realizar uma compra. 

Cartão de Crédito Para Conta Corrente 

Outro tipo de cartão oferecido aos correntistas pelo banco é o cartão de crédito. São várias as razões que levam os bancos a disponibilizarem essa ferramenta para os seus clientes. Um dos motivos é que a instituição passa a ter informações sobre a vida financeira do cliente, para o caso de este solicitar um empréstimo. 

Outro motivo é que o banco passa a ter uma ferramenta a mais de cobrança. Por exemplo, em casos de empréstimos, o banco pode debitar o valor automaticamente da conta. 

Geralmente, os bancos já oferecem aos clientes o cartão de crédito no momento em que estes estão abrindo a conta. Claro que o tipo de cartão varia de uma pessoa para outra. 

O Que é o Cartão Múltiplo? 

Esse tipo de cartão tem as duas funções: crédito e débito. No momento em que estiver pagando uma compra, o cliente pode optar por pagar no débito, onde o valor será descontado da sua conta no exato momento, ou no crédito. Nesse último caso, o valor a ser pago virá na próxima fatura do cartão. Veja abaixo algumas vantagens e desvantagens do cartão múltiplo: 

Vantagens: 

• A pessoa não precisa sair de casa com vários cartões. Basta levar 1 cartão com as funções de débito e de crédito. 

• É uma opção mais barata para o banco. 

• No momento do descarte, será um lixo a menos para contaminar o meio ambiente 

Desvantagens: 

• Uma vez que o cartão se perder, a pessoa fica sem os dois ao mesmo tempo: débito e crédito. 

• A pessoa corre o risco de usar a função errada na hora de pagar a sua compra. 

• Em caso de perda no exterior, a situação para o titular é ainda mais grave. 

Como Descobrir o Número da Conta, Agência e Operação no Cartão Caixa 

Como Descobrir o Número da Conta, Agência e Operação no Cartão Caixa

Muita gente ainda fica um pouco confuso na hora de identificar os números relativos à sua conta no cartão da Caixa. Afinal de contas, não está discriminado o que cada conjunto de números significa. Isso acontece tanto em conta corrente quanto em conta poupança. Na hora de realizar transferências e depósitos, é importante saber identificar de forma correta quais são esses números no cartão. 

 No cartão, no lado onde está o logotipo da Caixa, o número do cartão e o chip de segurança, são a parte da frente do cartão. Bem embaixo do número do cartão está o nome da pessoa titular do cartão da Caixa. Debaixo do nome do titular, estão vários números. Cada conjunto de números tem uma função ou significado específico. Entre os números, há um espaço que os separa. 

Como Identificar Cada Número do Cartão da Caixa? 

Enfim, como saber identificar o número da agência, da conta e da operação no cartão? É muito simples. Confira abaixo de forma detalhada: 

• Agência: para identificar o número relativo à agência, basta localizar os 4 números que ficam na parte esquerda do cartão. Os números que começam na sequência referem-se ao número da agência relativa a conta associada ao cartão. 

 Operação: identificamos as contas da Caixa por meio do número da operação. Eles são os 3 números no meio. A conta poupança é identificada pelo número 013, e a conta corrente é identificada pelo número 001.  

 Número da conta: o número da conta é representado por 9 números. São os 9 números da direita. Sendo que o último número dessa sequência sempre virá separado por um traço. Ele significa o dígito verificador da conta. 

 Validade do cartão: essa informação também vem expressa na parte da frente. São os 4 números finais, no formato de data (XX/XX). Eles indicam o mês e o ano de validade do cartão separados por uma barra. São os 4 números finais informados na parte da frente do cartão. 

Como vimos, é muito fácil identificar as informações contidas no cartão. Caso ainda tenha ficado com dúvidas, basta entrar em contato com o número de atendimento da Caixa Econômica Federal para se informar melhor. Esse número vem descrito na parte de trás do cartão. Ou ainda, se preferir, o cliente pode se dirigir à uma agência da Caixa pessoalmente, durante o horário comercial, e pedir que um atendente o ajude. Lembrando sempre de procurar pessoas identificadas como funcionários do banco. Nunca solicite ajuda de pessoas estranhas. Essa é a melhor maneira de garantir a sua segurança. 

Tipos de Operações Em Contas da Caixa 

Como informamos acima, o número da operação indica qual o tipo de conta que o cliente possui. Se a conta de pessoa física ou jurídica, se pertence a uma entidade pública, se é uma conta salário e muito mais. Dificilmente temos essas informações gravadas na mente. Por isso, fizemos uma lista com as principais operações usadas pela Caixa Econômica para identificar as suas contas. Acompanhe abaixo: 

• 001 – Conta Corrente de Pessoa Física 

• 002 – Conta Simples de Pessoa Física 

• 003 – Conta Corrente de Pessoa Jurídica  

• 006 – Entidades Pública 

• 007 – Depósitos Instituições Financeiras 

• 013 – Poupança de Pessoa Física 

• 022 – Poupança de Pessoa Jurídica 

• 023 – Conta Caixa Fácil 

• 028 – Poupança de Crédito Imobiliário 

• 032 – Conta Investimento Pessoa Física 

• 034 – Conta Investimento Pessoa Jurídica 

• 037 – Conta Salário 

• 043 – Depósitos Lotéricos 

• 131 – Poupança Integrada 

É fundamental ter todas as informações em mãos no momento de realizar qualquer tipo de transação, principalmente o tipo de conta que o cliente possui. Isso ajuda a evitar problemas durante a transferência que possam impedir que ela seja concluída da forma correta, e evita atrasos também

 

Entenda as Siglas do Extrato Bancário: Resumo

Entenda as Siglas do Extrato Bancário: Resumo 

O extrato bancário é um documento de emissão obrigatória pelos bancos. Ele deve ser enviado para o cliente ou estar disponível nos caixas eletrônicos, para quando o cliente quiser consultarO extrato contém várias informações importantes, como o valor total de depósitos, os débitos, os resgates, saques feitos por cartão de crédito, DOCsTEDs, tarifas cobradas pelo banco, pagamento com cartão de débito e os rendimentos do período, caso o cliente tenha direito. 

Uma forma de simplificar a compreensão das informações ali prestadas é por meio de siglas usadas pelos bancos. 

Siglas Usadas Pelos Bancos 

Embora não exista um padrão único que discrimine o extrato bancário no Brasil, algumas siglas são comuns na maioria dos bancos. Para ajudar a esclarecer, vejamos abaixo as siglas usados nos extratos bancários: 

• (+) ou (C): indica que o cliente tem um saldo credor. Que algum valor foi creditado na conta. 

• () ou (D): indica saldo devedor. Demonstra que algum pagamento foi efetuado ou algum custo resultou em um débito na sua conta. 

C/I: serve para indicar que a conta, a que está representada no extrato ou a conta com que o cliente usou para realizar uma transação de débito ou crédito (transferência bancária) é uma Conta Investimento ou Conta Poupança. 

C/Cserve para indicar que a conta, a que está representada no extrato ou a conta com que o cliente usou para realizar uma transação de débito ou crédito (transferência bancária) é uma Conta Corrente. 

DEP. DINH.: indica que um valor em dinheiro foi depositado na conta do cliente. Mesmo que ainda não esteja liberado, devido a necessidade de ser contabilizado pelo banco. 

DEP. CH.: significa que o valor foi depositado em cheque na conta do cliente. Pode ser que o saldo ainda não esteja liberado devido à necessidade de crédito do cheque. 

DEP. ONLINE: nesse caso, pode tanto indicar uma transferência bancária, quanto um depósito por envelope. 

TRANSF. RECURSOS: indica uma transferência bancária com crédito feita em conta da mesma titularidade. 

TB/TED/DOC – PESSOAL/ELETRÔNICO/INTERNET/AGENDADO: indicam transferências bancárias feitas em operações originadas da conta do cliente, ou que sejam destinadas à conta do cliente. 

IOF: significa Imposto Sobre Operações Financeiras. É cobrado sobre operações como uso de cheque especial, empréstimo e transação de câmbio. 

PGTO/PAG/PAGTO/PG COBRANÇA/DA: significam os pagamentos de contas, faturas e boletos pagos no débito direto na conta do cliente. O DA significa as contas que estão no débito automático. 

TRF/TAR: indica a tarifa mensal de pacote de serviços contratos pelo cliente. Em alguns casos, pode estar inclusa também a anuidade do cartão de crédito. 

CADASTRO: alguns bancos costumam cobrar para dar início ao relacionamento.  

ENC: usada quando as tarifas são cobradas com encargos. 

EXCLUSÃO CCF: indica a exclusão do cadastro de emitentes de cheques sem fundos. É cobrado um valor por essa movimentação. 

• 2ª VIA CARTÃO DÉBITO/CARTÃO POUPANÇA/CARTÃO DE CRÉDITO: indica o fornecimento de 2ª via do cartão da poupança, débito ou cartão de crédito. 

SUSTAÇÃO REVOGAÇÃOContra ordem (ou revogação) e oposição (ou sustação) ao pagamento de cheque. 

CHEQUE ADMINISTRATIVO: indica cheque administrativo mesmo. 

FOLHACHEQUE: indica o fornecimento de folhas de cheque. 

CHEQUE VISADO: indica cheque visado. 

SAQUE pessoal/SAQUE terminal/SAQUE correspondente: indica saque de conta de depósito à vista e de poupança pessoal e presencial, correspondente bancário, caixa eletrônico ou terminal. 

EXTRATO mês(P)/EXTRATO mês(E)/EXTRATO mês (C) 

Indica o fornecimento de estrato mensal de conta de depósito à vista, de poupança pessoal ou presencial, caixa eletrônico, terminal, correspondente bancário. 

ADIANT. DEPOSITANTE: indica a concessão de adiantamento a depositante. 

ORDEM PAGAMENTO: indica ordem de pagamento. 

PAGAMENTOCONTAS: pagamento de contas usando o cartão de crédito. 

RETIRADA-País/RETIRADA_Exterior: indica que foi retirado dinheiro usando o cartão de crédito dentro do país ou no exterior. 

AVAL.EMERG CREDITO: indica avaliação emergencial de crédito. 

• COMPRACÂMBIOespécie/COMPRACÂMBIOcheque/COMPRACÂMBIOprépago: indica compra de câmbio em espécie, cartão pré-pago ou cheque de viagem. 

• VENDACÂMBIOespécie/VENDACÂMBIOcheque/VENDACÂMBIOprépagoemi: indica a venda câmbio em espécie, cartão pré-pago ou cheque de viagem.