O Que São Serviços Essenciais? Como Ter Uma Conta Bancária Sem Tarifas

O Que São Serviços Essenciais? Como Ter Uma Conta Bancária Sem Tarifas

Quando abrimos uma conta corrente, o gerente costuma tentar nos “empurrar” uma cesta de serviços ou um pacote de serviços, que possuem valores mensais a pagar, e esses valores variam de um banco para outro. 

O problema é que, na maioria das vezes, essas cestas possuem serviços que você pode usar muito pouco ou nunca. Dessa forma, você acaba pagando um valor todo mês por um serviço que nem precisa. 

Porém, o que quase ninguém sabe é que, de acordo com determinação do Bacen, os bancos são obrigados a oferecer aos clientes a conta corrente gratuita, com o pacote de serviços essenciais. 

Quais São os Serviços Essenciais? 

Conforme a Resolução 3.919 de 2010, todos os bancos são obrigados a oferecer aos clientes o pacote de Serviços Essenciais gratuito. Para a grande maioria das pessoas, os serviços disponíveis nessa conta são mais que suficientes. Nesse pacote, estão inclusos os serviços abaixo sem a cobrança de nenhuma tarifa: 

  • Duas transferências por mês entre contas da mesma instituição;
  • 1 talão de cheques por mês contendo 10 folhas;
  • 4 saques no caixa eletrônico ou em guichê do caixa por mês;
  • Acesso ao internet banking;
  • 1 extrato anual;
  • 2 extratos por mês nos caixas eletrônicos,
  • Cartão de débito para movimentação da conta, compras e saques.

Todos os bancos são obrigados a oferecer aos seus clientes pessoa física a opção da cesta de serviços essenciais. Além do mais, na tabela de tarifas do banco deve constar o pacote de serviços essenciais. Se desejar, o cliente pode, a qualquer momento, solicitar a migração para a cesta de serviços gratuitos sem a necessidade ter que abrir uma nova conta. 

Como Ter Uma Conta Bancária Sem Tarifas? 

Todo cidadão tem direito a ter uma conta bancária sem tarifa. E, quando se fala em conta corrente, a gente logo pensa nas tarifas e taxas cobradas pela manutenção, movimentação e uso dos serviços disponíveis na conta. No entanto, conforme já informamos, todos os bancos são obrigados a disponibilizar o pacote de serviços essenciais aos clientes. Serviços esses que são o mínimo que o cidadão precisa para movimentar a sua conta corrente. 

Quais as Taxas Que os Bancos Cobram de Correntistas? 

De acordo com o tipo de pacote contratado pelo cliente, o banco cobra uma taxa diferente. Existem várias opções de valores, conforme a quantidade e variedade de serviços contratados na cesta no momento da abertura da conta. 

Seguem abaixo as taxas que os bancos são autorizados a cobrar dos correntistas: 

  • Realização de saques em caixas eletrônicos;
  • Depósitos;
  • Impressão de talão de cheque;
  • Realização de saques na conta corrente;
  • Abertura da conta;
  • Transferências eletrônicas via TED ou DOC,
  • E impressão de extratos bancários.

Os valores podem ser cobrados por serviços executados ou por pacotes de serviços contratados. E cada banco tem autonomia para definir os valores que irá cobrar por cada um dos serviços. 

Ter uma conta corrente gratuita é uma boa opção para os clientes que não usam muitos serviços no mês e nem precisam movimentar muito a sua conta. Agora, para as pessoas que usam mais os serviços e que precisam movimentar com mais frequência a conta, o ideal é contratar um pacote de serviços que atenda bem às suas necessidades. Pois pagar um valor pelos serviços avulsos pode ficar bem mais caro. 

Antes de contratar qualquer pacote de serviços, compare os valores praticados por outros bancos também. E fique sempre atento ao que está informado no contrato. Verifique o que está e o que não está incluso no seu contrato, para não ser cobrado pelo que não contratou. 

 

Posso Abrir Uma Conta Corrente Sem Comprovante de Renda?

Posso Abrir Uma Conta Corrente Sem Comprovante de Renda?

Uma conta corrente permite que o usuário tenha acesso a cartão de crédito, empréstimos, e muito mais. Porém, para conseguir abrir uma conta corrente convencional, é preciso comprovar renda, e nem sempre isso é possível. Quem trabalha como autônomo, por exemplo, tem uma dificuldade maior em conseguir comprovar renda. A grande maioria das instituições financeiras exigem que o cliente apresente um comprovante de renda no ato da abertura da conta. 

Porém, existe uma opção para quem quer ter uma conta corrente e não tem como comprovar renda: abrir uma conta digital. 

Isso mesmo! Se você ainda não conhece, continue lendo que daremos mais detalhes do que é e de como essa conta funciona. 

O Que é Conta Digital? 

A conta digital é uma opção de conta mais indicada para as pessoas que usam poucos serviços oferecidos sobre esse tipo de conta. E que não precisa ir com frequência à agência bancária. Porém, não são todos os bancos que disponibilizam a conta digital.  

Diferenças Entre a Conta Digital e a Conta Corrente Convencional 

Na conta digital, não há a cobrança de pacotes de serviços mensais como em uma conta corrente comum. Em certos bancos, é possível ter uma conta digital sem precisar pagar nenhuma tarifa, além de usufruir de serviços ilimitados, desde que realizados pela internet, pelo celular ou pelos caixas eletrônicos.  

Vantagens da Conta Digital 

Ao escolher uma conta corrente digital, o usuário terá à sua disposição diversos benefícios. Dentre eles, estão: 

• Transferências ilimitadas para as contas do mesmo banco; 

• Consulta de saldo e extrato sem precisar pagar nenhuma tarifa; 

• Saques na rede Banco24Horas ilimitados; 

• Transferências via DOC ou TED (para outros bancos; da mesma titularidade ou diferente) 

• Cartão de débito para compras e saques; 

• Pagamento de contas e de boletos sem nenhum custo adicional, 

• Transações ilimitadas pela internet, caixas eletrônicos e celular sem nenhum custo. 

Desvantagens da Conta Digital 

A conta digital também tem algumas desvantagens. São elas: 

• Não disponibiliza talão de cheque: por ser eletrônica, a conta corrente digital não disponibiliza talão de cheque. O cliente até pode solicitar ao banco, se desejar, mas terá que pagar uma tarifa, que varia de um banco para outro. 

• Todas as transações só podem ser realizadas por meios eletrônicos e digitais: todas as transações são gratuitas e ilimitadas, desde realizadas pela internet, celular ou caixas eletrônicos. Se precisar de atendimento pessoal, será cobrada uma tarifa. 

Principais Contas Digitais 

Confira abaixo uma relação com as principais contas digitais e o que elas oferecem: 

• Conta Fácil – Banco do Brasil: são duas as modalidades, uma paga e a outra gratuita. Na opção de conta gratuita, o cliente tem direito a um cartão de débito, transferências ilimitadas entre contas BB, 4 saques mensais, além de um limite de pagamento de R$ 800,00 por dia, e de transferência de R$ 5.000,00 por mês. 

• Next – Bradesco: a ideia do Banco Next era atender, mais especificamente, aos jovens que estão conectados. A conta mais simples oferecida é gratuita e disponibiliza um cartão de crédito internacional. O banco oferece 4 opções de plano de conta digital, que leva em consideração à realidade do usuário. 

• Nubank: disponibiliza apenas o cartão de crédito e oferece ao usuário o direito à conta para pagamentos em que o saldo pode render a uma taxa que se aproxima da taxa Selic. 

• Banco Inter: a conta não tem tarifa. No entanto, é preciso se atentar para as taxas cobradas pelas movimentações. São três os modelos de contas: MEI, Pessoa Física e Pessoa Jurídica. Ao abrir a conta, o cliente receberá um cartão com a bandeira Mastercard de débito, que ele pode usar para realizar compras e saques no Banco24Horas.

Como Fazer o Upgrade da Conta Fácil do Brasil?

Como Fazer o Upgrade da Conta Fácil do Brasil?

O Banco do Brasil vem oferecendo uma novidade para os usuários. Trata-se da Conta Fácil, em que é possível abrir pelo celular. Essa conta é diferente do Pacote Digital e da Conta Eletrônica. 

A intensão do banco ao criar essa conta é migrar uma boa parte dos serviços que antes eram realizados somente nas agências bancárias, para que possam ser feitos de forma online, usando somente o celular. Desde a abertura até a movimentação pode ser feita pelo smartphone. 

O público que abrirá a Conta Fácil já é pré-definido. A renda dos clientes aos quais se destina é de até R$ 4.000,00. Também é preciso que a pessoa seja maior de idade e não pode ter outra conta no Banco do Brasil. 

Fora isso, ainda existem algumas outras limitações nessa conta. O limite mensal de movimentação, por exemplo, é de até R$ 5.000,00. Esse é o limite máximo. O cartão disponibilizado é somente de débito, na bandeira ELO. 

Existem duas opções de conta, que são:  

• Conta Fácil Gratuita: nessa conta, não há a cobrança de tarifas 

 Conta Fácil Bônus: essa conta oferece mais opções de serviços. Um exemplo é que ela oferece uma quantidade maior de saque e de extrato por mês. Na conta Bônus, são cobrados R$ 9,90 por mês, e o cliente ainda pode usar como bônus em celular e pré-pago. 

Como Abrir Uma Conta Fácil Pelo Celular? 

É muito simples. Você abre o aplicativo do Banco do Brasil. Já na tela inicial, você encontra a opção “Quero abrir uma conta”. Clique nela. Depois, algumas informações pessoais serão solicitadas. O cliente terá que cadastrar uma senha e escolher uma agência de relacionamento. O ideal é que você tenha acesso fácil à agência. 

Como Dar Um Up Grade na Conta Fácil do BB? 

Quando fazemos o up grade na conta Fácil, ela se torna a mesma conta que abrimos pessoalmente na agência. É preciso levar o RG, o CPF, o comprovante de residência e comprovante de renda. No momento da abertura, o cliente também escolhe o pacote de serviços mais adequado para a sua necessidade.  

Se o up grade for aprovado, o cliente passa a ter acesso a cartão de crédito, empréstimos e financiamentos, investimentos, pode também solicitar cartão de várias bandeiras, como Mastercard, Visa, Amex e ELO. 

Após receber um cartão da conta, o cliente pode entrar no site do Banco do Brasil e escolher, dentre os cartões disponíveis, qual o cartão que deseja. O limite é compartilhado entre os cartões.  

Na conta corrente, o cliente ainda terá a opção de conta poupança também. 

Se desejar, também é possível baixar o aplicativo de investimento do bando e realizar aplicações no Tesouro Direto, investir em ouro, e etc. Enfim, ter uma conta corrente comum do varejo do Banco do Brasil. 

Após um certo período, também é possível dar um up grade na conta do varejo para exclusiva, por exemplo. 

Se você tiver apenas a Conta Fácil, sem o up grade, ela permanecerá como um conta corrente pré-paga. 

Serviços Disponíveis na Conta Fácil do Banco do Brasil 

Confira abaixo a relação de serviços disponíveis na Conta Fácil do BB: 

• Permite realizar transferências; 

• Realizar depósitos em dinheiro; 

• Contratação de consórcios; 

• Fazer pagamentos; 

• Usar o cartão de débito Ourocard Conta Fácil para realizar compras; 

• Realizar recargas de crédito em telefone celular; 

• Contratação de título de capitalização; 

• Cadastrar a função de débito automático para pagamento de contas, 

• Contratação de seguro para carro, casa, saúde e etc. 

Além de ser maior de 18 anos e ter renda de até R$ 4.000,00, o cliente também precisa ter um número de celular cadastrado em seu nome. Só é permitido o cadastro de um telefone por CPF.

 

Conta Poupança, Salário, de Pagamento Recebem Restituição de IR – Veja Como

Conta Poupança, Salário, de Pagamento Recebem Restituição de IR – Veja Como

Os contribuintes sempre questionam se a restituição do imposto de renda só pode ser creditada em uma conta bancária. E a resposta para essa pergunta é sim. É preciso que o contribuinte tenha uma conta corrente, poupança ou conta conjunta para que o valor da restituição possa ser creditado.  

Não é possível receber esse dinheiro em uma conta salário, pois ela é exclusiva para o recebimento de salário. E somente a empresa é autorizada a creditar valores nessa conta. A partir do momento que algum outro tipo de crédito for feito na conta salário, ela perderá a sua característica de conta salário. O contribuinte que só possui esse tipo de conta deverá seguir um procedimento especial para receber a sua restituição. 

Posso Receber a Restituição do Imposto de Renda em Conta Poupança? 

O contribuinte pode sim receber a restituição em conta poupança e conta corrente, desde que seja de sua titularidade. Pode também receber em conta conjunta. 

É Possível Receber a Restituição Em Contas de Terceiros? 

A restituição do imposto de renda só é creditada em contas de titularidade do contribuinte. Dessa forma, contas de terceiros não podem ser usadas para esse fim. A menos que seja uma conta conjunta. 

Para creditar o valor da restituição, o Banco do Brasil checa as informações e verifica se o CPF do titular da conta é o mesmo do contribuinte recebedor da declaração. No caso de alguma divergência, o valor da restituição não será creditado na conta informada. E será enviado para o Banco do Brasil. Onde o próprio contribuinte deverá sacar. 

Posso Alterar a Conta Indicada Para Receber a Restituição do IR? 

Sim, desde que o contribuinte ainda não tenha sido incluso em alguns dos lotes de restituição. Para alterar a conta, é preciso encaminhar uma declaração retificadora para a Receita Federal. 

O Que Acontece se eu Não Informar Uma Conta na Declaração do IR? 

No caso das pessoas que não informaram nenhuma conta na declaração do IR, será preciso ir a uma agência do Banco do Brasil para sacar o valor, levando consigo um documento de identificação com foto, o recibo da entrega da declaração e o CPF. Se desejar, o contribuinte pode ligar no telefone 4004-0001, do Banco do Brasil, e esclarecer as suas principais dúvidas. A pessoa que não tem conta deve esperar o Banco do Brasil abrir a opção de “Imposto de Renda” no sistema de atendimento telefônico para obter mais detalhes. 

Erros Mais Comuns em Declarações de Imposto de Renda 

Dentre os erros mais comuns que costumam surgir na declaração e fazer com que o contribuinte caia na temida “malha fina” estão os seguintes: 

• Rendimentos tributáveis: o contribuinte precisa declarar todos os rendimentos tributáveis, como salário, aposentadoria, comissão, pró-labore, aluguéis, honorários e outros. Deixar de informar é um erro que pode levar o contribuinte a cair na malha fina. 

• Rendimento do cônjuge: deixar de declarar os rendimentos tributáveis do cônjuge no caso de declaração em conjunto. 

• Incluir dependentes em mais de uma declaração: a Receita só autoriza incluir dependente em somente um CPF ou declaração. Por isso, incluir o mesmo dependente em mais de uma declaração é um erro. 

• Pensão alimentícia: é preciso declarar os valores recebidos como pensão alimentícia, pois trata-se de um rendimento tributável. 

• Despesas com educação: a Receita Federal permite apenas gastos com mensalidade escolar relativa ao ensino infantil, fundamental, ensino médio, superior (graduação, mestrado, doutorado e especialização). Não é permitido declarar despesas com educação de outros cursos que não são autorizados pela legislação. 

• Plano de saúde de dependentes: outro erro é declarar como dedutíveis, as despesas realizadas com planos de saúde dos dependentes que não estejam relacionado na declaração. 

Ainda existem vários outros erros. Esses apresentados são apenas alguns dos mais recorrentes.

Como Declarar Sua Conta Bancária Para Restituição de IR

Como Declarar Sua Conta Bancária Para Restituição de IR

O início do ano sempre traz consigo uma boa leva de obrigações para os cidadãos. E uma dessas obrigações é a Declaração do Imposto de Renda. O ideal é sempre organizar a documentação necessária antes da data. Assim, o contribuinte será restituído mais rapidamente. 

É muito comum surgirem dúvidas no momento de criar a declaração e também quanto à sua restituição. Uma das dúvidas mais comuns é como funciona a restituição do imposto de renda, como ela é feita. 

No post de hoje, daremos mais detalhes sobre essas questões. Continue lendo. 

Como Declarar a Conta Bancária Para Receber a Restituição do Imposto de Renda? 

A restituição do IR é creditada na conta do contribuinte. Mas muitos não sabem como informar a sua conta. O contribuinte deve informar corretamente os dados da sua conta, como o número do banco, o nome, os números da conta e da agência, nos campos destinados para esse fim.  

O titular da conta deve ser o próprio contribuinte. Essa é uma informação muito importante. Não é permitido indicar a conta de outra pessoa para receber a restituição por você, a menos que seja uma conta conjunta. Nesse caso, ambos os titulares poderão informá-la para a receber o valor. Antes de pagar os valores da restituição, a Receita Federal faz uma espécie de cruzamento das informações bancárias informadas com o número do CPF do contribuinte. No caso de alguma divergência, o valor não será creditado. 

Onde encontrar o campo para informar os dados bancários? 

Ao abrir a sua declaração, no menu à esquerda, vá em “Resumo da Declaração”. Depois, clique em “Cálculo do Imposto”. Caso exista algum valor a ser restituído, aparecerá uma janela informando qual esse valor e o campo destinado às informações bancárias. 

Eu Consigo Alterar a Conta Informada Para Recebimento da Restituição? 

Uma situação bem comum de acontecer é o contribuinte precisa alterar a conta informada na declaração. Seja por não ter mais aquela conta, ou por outro motivo qualquer. Nesse caso, é sim possível alterar a conta informada, desde que ainda não esteja incluso em algum lote de restituição. Para alterar, é preciso que o contribuinte envie uma declaração retificadora com a alteração da conta, dentro do prazo.  

Eu Consigo Receber a Restituição Mesmo Sem Indicar a Conta Bancária? 

Essa é outra questão que costuma causar dúvidas entre os contribuintes. E a resposta é sim, é possível receber a restituição mesmo sem informar a conta, embora seja mais indicado ter uma conta corrente, poupança ou conjunta. No caso das pessoas que não têm uma conta, elas devem esperar até o Banco do Brasil abra o canal de atendimento que trata exclusivamente de assuntos relacionados ao Imposto de Renda. Isso possibilita que esses contribuintes possam receber o valor diretamente em uma agência do Banco do Brasil. 

Porém, a situação mais recomendada é a abertura da conta, sempre que possível. 

Como Fica a Situação de Contribuinte Brasileiro Que Mora no Exterior e Não Tem Conta no Brasil? 

Outra situação é quando o contribuinte mora no exterior. Se ele tiver conta no Brasil, basta fazer a declaração normalmente e informar os seus dados bancários. 

Agora, se ele não tiver conta bancária no Brasil, será preciso informar um procurador para receber o seu dinheiro. De posse da procuração, a pessoa irá à uma agência do Banco do Brasil e informará uma conta no seu nome para o depósito da restituição. Seja qual for o banco. 

Lembre-se sempre de não deixar para entregar a declaração na última hora, para evitar atraso e pagamento de multa. Também é importante ficar atento às informações prestadas, para não cair na malha fina.

Como Movimentar ou Encerrar Uma Conta Conjunta? Precisa de Todos os Titulares? 

Como Movimentar ou Encerrar Uma Conta Conjunta? Precisa de Todos os Titulares? 

Uma conta conjunta é uma única conta em que duas ou mais pessoas são titulares. A abertura segue os mesmos procedimentos de uma conta corrente individual e a documentação a ser apresentada é a mesma. Porém, para a assinatura do contrato, é preciso que todos os titulares estejam presentes. 

Normalmente, os documentos solicitados são: comprovante de renda, documento de identificação (RG, CNH, e etc.) e um comprovante de residência atualizado. 

Uma conta conjunta pode ser aberta por qualquer pessoa maior de 18 anos, com quem desejar, mesmo que não sejam parentes. 

Uma conta conjunta pode ser somente conta poupança, somente conta corrente ou as duas juntas. 

Como Movimentar Uma Conta Conjunta? 

Existem, basicamente, das modalidades de conta conjunta: a solidária e a não-solidária. 

A movimentação de uma conta solidária pode ser feita por qualquer um dos titulares individualmente. Imagine que você tenha uma conta conjunta com alguém com um saldo de R$ 5.000,00. Se você quiser sacar o valor total ou parcial sem a presença do outro titular, você poderá sacar. E vice-versa. 

No caso da conta não-solidária, para movimentá-la, é preciso da concordância de ambas os titulares. Qualquer saque que for feito na conta deverá ser autorizado por todos os titulares. A sua movimentação é por meio de cheque, onde todos os titulares precisam assinar para que o documento tenha validade. 

Quem tem uma conta individual pode, a qualquer momento, transformá-la em conta conjunta. 

A movimentação de uma conta conjunta solidária poderá ser feita por qualquer titular de forma individual, pelo uso de cartões, caixas eletrônicos, cheques, internet e outros. 

Já a movimentação da conta conjunta não-solidária será um pouco diferente, pois precisa da autorização de todos os titulares. As movimentações podem ser feitas mediante cheque assinado por todos os titulares, assinatura de todos na boca do caixa das agências, acesso pelo internet banking mediante a assinatura digital de todos os titulares, e etc. 

Como é a Cobrança de Tarifas em uma Conta Conjunta? 

Seja qual for a quantidade de titulares, será cobrada a tarifa de uma conta apenas. No caso de conta poupança, não há cobrança de tarifas, assim como acontece com a conta poupança individual. 

Como Encerrar Uma Conta Conjunta? 

O primeiro passo para encerrar uma conta conjunta é zerando o saldo da mesma. Depois, todos os titulares terão que comparecer à agência para o encerramento. Alguns bancos permitem que apenas um titular possa comparecer no dia do encerramento. É preciso verificar antes como funciona no seu banco. 

Como Retirar Um dos Titulares da Conta Conjunta? 

Para retirar algum dos titulares de uma conta conjunta, é preciso que todos assinem o contrato. Pode acontecer de não ser possível excluir um titular. Nesse caso, o procedimento é encerrar a conta existente e abrir uma nova conta, retirando o titular. 

Como Fica se Um dos Titulares da Conta Falecer? 

No caso de falecimento de um dos titulares, o banco precisa ser informado para que possa tomar as medidas necessárias. No caso da conta conjunta simples, ela não poderá ser movimentada, pois todos os membros devem concordar com as transações realizadas. A conta deverá, então, ser encerrada. E o saldo será redistribuído conforme e legislação brasileira. 

Já no caso de conta conjunta solidária, como todos os titulares pode movimentar a conta sem a autorização de ninguém, a situação pode ser um pouco mais delicada. Conforme a situação, o saldo da conta deverá ser inventariado. E, dependendo das movimentações,elas poderão ser consideradas ilegais. 

Vantagens e Desvantagens de Uma Conta Conjunta 

Seguem abaixo algumas vantagens em se ter uma conta conjunta: 

• Mais facilidade na hora de organizar as despesas do casal; 

• Fica mais barato investir de dois, 

• Mais claridade nos planos de médio e longo prazo, pois se tem uma melhor visão da dimensão dos gastos no caso de um casal. 

Agora, confira as desvantagens: 

• Não à independência financeira, 

• Quanto mais transparência, mais cobrança.

É Possível Ter Duas Contas Correntes no Mesmo Banco? E na Mesma Agência?

É Possível Ter Duas Contas Correntes no Mesmo Banco? E na Mesma Agência? 

Alguns correntistas costumam se perguntar se é possível ser titular de duas contas correntes no mesmo banco. A questão é que não existe nenhuma lei que proíba essa prática. Porém, o usuário deve avaliar se é realmente necessário possuir dois contratos com a mesma instituição bancária. 

Existem algumas situações que podem levar uma pessoa a querer abrir mais uma conta corrente no mesmo banco, como a necessidade de precisar ter uma conta empresarial, realização de investimentos, abertura de conta salário pela empresa em que trabalha, e etc. 

Uma pessoa que possui apenas a conta salário no banco pode precisar abrir uma outra conta corrente, pois a primeira não permite nenhum tipo de movimentação. Só aceita transferências feitas pela empresa. Caso contrário, ela perderia a sua principal característica de conta salário. Nesse caso, se a pessoa pretende continuar aproveitando das vantagens que aquele banco oferece, pode optar por abrir uma conta corrente comum no mesmo banco. 

Ao procurar pelo gerente, ele dará mais informações sobre os procedimentos necessários, pois cada banco tem as suas próprias regras para a contratação. 

No caso da abertura da conta salário, o empregado deve ir ao banco, levando consigo um documento fornecido pela empresa, que possibilitará a abertura da conta. 

Quem já possui uma conta como pessoa física, pode também abrir outra conta como pessoa jurídica. Ou vice-versa. Nesse caso, também é preciso consultar o banco para saber quais os documentos necessários. Quando a pessoa já possui cadastro no banco, o processo é mais simples. 

Tarifas de Uma Conta Corrente 

Antes de abrir uma conta corrente, a pessoa precisa verificar a necessidade e a viabilidade. O banco cobra várias tarifas para a manutenção da conta e disponibilização de serviços. Por isso, é preciso comparar os valores praticados por cada banco e a frequência com que irá utilizar os serviços. 

Para quem não sabe, todos os bancos são obrigados a oferecer o pacote de serviços essenciais a todos os clientes que desejam abrir uma conta corrente. Esse pacote possui os serviços básicos que uma pessoa usa e não cobra nenhuma tarifa pelos mesmos. 

O mais indicado é ter apenas uma conta corrente pessoa física. Dessa forma, fica mais fácil para manter um controle financeiro. Além do mais, o cliente também evita o pagamento de mais de um pacote de serviços.  

Uma restrição para a abertura de conta corrente é para quem tem uma conta digital. Nesse caso, não é possível ter mais de uma conta na mesma instituição bancária em que possui a conta digital. 

Lado Poupança da Conta Corrente 

Grande parte dos bancos tradicionais disponibilizam uma conta poupança contendo o mesmo número da conta corrente. E o bom é que não é cobrada nenhuma tarifa de manutenção pela conta poupança. Embora o número seja o mesmo, as transações são separadas. A maioria das pessoas desconhece o lado poupança da conta corrente.  

Os principais bancos, como Caixa Econômica Federal, o Itaú, o Santander, Banco do Brasil, e outros, sempre oferecem a conta poupança vinculada à conta corrente. Dessa forma, o cliente tem a possibilidade de realizar aplicações. 

Uma recomendação é não abrir mais que uma conta em uma mesma agência. O ideal é procurar outra agência, para que você tenha argumentos. Por exemplo: se você tem uma conta corrente perto de casa, procure outra que seja próxima ao seu trabalho. E você ainda não fica preso a apenas uma agência, pois terá mais alternativas, caso precise ir a alguma delas. 

Bom, em resumo, é sim possível abrir mais de uma conta corrente no mesmo banco e na mesma agência, mas é preciso se atentar para os custos e para a real necessidade.

É Possível Abrir Uma Conta Corrente na Internet?

É Possível Abrir Uma Conta Corrente na Internet?

Quando o assunto é banco, a gente logo desanima, dada tamanha burocracia e também ao horário reduzido de atendimento. Às vezes, a gente até precisa ir ao banco para resolver algo, mas acaba deixando para outro dia, para evitar faltar ao serviço ou ter que sair mais cedo. 

Hoje em dia, todo mundo está em busca de praticidade. E, para ajudar na grande maioria das nossas tarefas hoje, hoje em dia nós podemos contar com a internet. Isso mesmo! É possível resolver uma variedade incrível de assuntos sem sair de casa. É uma enorme facilidade para quem não pode ou não quer ter que sair para resolver as coisas. 

Porém, mesmo com toda essa praticidade, a maioria das instituições bancárias ainda exigem que os clientes compareçam pessoalmente à uma agência para realizar a autenticação da contratação do serviço, pois é uma maneira de garantir a segurança nas transações. 

Porém, como é uma tendência, os bancos estão percebendo a necessidade de facilitar as coisas para os usuários e também tendem a reduzir o fluxo de pessoas que vão às agências bancárias. É por isso que, nos dias de hoje, já é sim possível abrir uma conta corrente pela internet. Alguns bancos já aceitam que todo o processo seja feito online. Desde o formulário até o envio dos documentos digitalizados.  

Uma observação muito importante é que o usuário deve ficar atento quando vai abrir a conta pela internet. É preciso verificar se existe a opção de escolher o pacote de serviços que deseja. É comum alguns bancos tentarem “forçar” um determinado pacote para os clientes. Mas ninguém é obrigado a aceitar. Por isso, escolha a opção de pacote que esteja de acordo com o que você precisa. 

Abertura de Conta nos Principais Bancos 

Conheça abaixo as opções de abertura de contas nos principais bancos: 

• Caixa Econômica Federal: a Caixa não oferece a opção de abertura de conta pela internet. Nesse caso, os clientes devem ir à uma agência bancária pessoalmente, levando consigo o RG, CPF,comprovante de residência e comprovante de renda. 

• Bradesco: esse banco oferece um sistema que agiliza o processo de abertura da conta. Acessando https://banco.bradesco/html/classic/produtos-servicos/tipos-de-conta/abra-sua-conta.shtm, o usuário verá várias opções, como Click Conta, DigiConta, e etc. E aí é só escolher a opção que deseja, digitar o seu CPF e depois escolher a agência mais próxima. Em seguida, será preciso preencher o formulário e se dirigir à agência escolhida para entregar a documentação solicitada. 

• Banco do Brasil: clientes do Banco do Brasil têm a opção de contratar a conta Fácil, que é um tipo de conta corrente que, embora possua algumas limitações, o usuário tem a opção de realizar tudo pela internet. A Conta Fácil não oferece cartão de crédito, opções de empréstimos, possui um limite reduzido de movimentações, oferece o cartão de débito e permite um saldo máximo de R$ 5.000,00. 

Caso queira abrir uma conta corrente comum ou poupança, o usuário terá que ir à uma agência bancária pessoalmente. 

• Santander: o banco Santander oferece a opção de abertura de conta pelo link https://abrasuaconta.santander.com.br/#/. Após preencher o formulário e enviar online, um gerente do banco, em até 5 após o envio das informações, entrará em contato com cliente para formalizar a contratação da conta corrente. 

• Banco Itaú: outro banco que também disponibiliza em seu site um formulário de abertura de conta. Basta acessar https://www.itau.com.br/mobile/conta-corrente/abreconta/ e preencher as etapas com as informações solicitadas. Dentro de 1 dia, o banco entrará em contato para confirmar o pedido. Após a confirmação, o usuário deverá comparecer pessoalmente a uma agência do banco para finalizar a abertura da conta. Além disso, o Itaú também oferece o AbreConta, que é um aplicativo que permite a abertura da conta de forma online, sem que o cliente tenha que ir à uma agência.

Posso Fazer Estorno de Um Débito? Como?

Posso Fazer Estorno de UDébito? Como?

Usar o cartão de crédito para pagar as compras é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum nos dias de hoje. E não só o cartão de crédito, como também o cartão de débito é muito usado para esse fim. 

Ele aumenta a segurança do consumidor, que não precisa andar com dinheiro em espécie pelas ruas. 

Ao pagar compras no cartão de débito, o consumidor não paga nenhuma taxa por isso. O valor do produto é descontado diretamente na conta do titular, e nenhuma outra taxa é cobrada. E o pagamento funciona da mesma forma como se estivéssemos retirando o valor na conta e pagando pela mercadoria. 

Confira abaixo algumas particularidades das compras pagas no cartão de débito: 

• Não tem fatura; 

• O valor da compra é descontado automaticamente na conta do titular do cartão; 

• Não aceita parcelamento, 

• Não existe a cobrança de juros. 

Diferente do que acontece com as compras feitas no cartão de crédito que: 

• Possui fatura mensal, que chega para o titular do cartão por e-mail ou em papel, no endereço informado; 

• O valor não é descontado na conta do titular; 

• É possível realizar o estorno das compras; 

• Aceita parcelamentos em várias vezes, dependendo do estabelecimento e do valor da compra, 

• E pode cobrar juros, conforma a política de cada loja ou da administradora do cartão. 

É Possível Estornar Compras Feitas no Cartão de Débito? 

Embora o uso do cartão de débito seja mais seguro e prático, alguns problemas podem acontecer, como o valor debitado ser maior do que do produto comprado. E a pessoa não perceber na hora de digitar a senha. Essa não é uma situação difícil de acontecer. Seja pela pressa, pela falta de atenção, as pessoas podem se distrair e não olhar o valor que estão pagando. 

Nesse caso, é possível estornar o valor pago no cartão de débito? Como resolver essa situação? 

Nesse tipo de situação, é possível solicitar o estorno do valor pago, que é a restituição do valor que foi debitado de forma indevida. Para isso, é preciso que o dono do cartão informe ao lojista no mesmo instante. Assim, ele passará o cartão do cliente mais uma vez na mesma máquina, para efetuar o estorno. Em seguida, será impresso o comprovante da transação, que o cliente deverá guardar bem, pois é a sua garantia que o procedimento para a devolução do seu dinheiro foi feito. 

O valor do estorno não cairá imediatamente na conta do cliente. Em geral, costuma demorar até 30 dias. Por isso é que é tão importante guardar o comprovante e acompanhar a movimentação da conta com frequência, para se certificar se o valor caiu ou não. 

Nenhum lojista pode se recusar a realizar o estorno, pois se trata de um erro, e o consumidor está protegido por lei. No entanto, se ele não conseguir efetuar a devolução do valor, o consumidor deverá ir ao banco para que o procedimento possa ser feito. 

Fique sempre atento ao usar o cartão de débito e também de crédito. Confira sempre o valor digitado antes de digitar a senha.  

Se perceber que há alguma compra indevida no seu cartão de crédito ou de débito, ligueimediatamente para a operadora do mesmo e solicite o estorno do valor. Se o problema não for resolvido, procure o Órgão de Defesa do Consumidor e registre uma queixa. E se mesmo assim não conseguir solucionar a questão, faça um Boletim de Ocorrência e procure um advogado. Pois você está sendo vítima de um crime e deve procurar reparação. O estorno é uma forma de garantir a segurança do consumidor.

Conta Caixa Fácil x Poupança Caixa Fácil: Qual a Diferença?

Conta Caixa Fácil x Poupança Caixa Fácil: Qual a Diferença?

A conta Caixa Fácil é um tipo de conta destinado a grande maioria dos brasileiros. A abertura é bem simples, sem nenhuma burocracia. O cliente sequer precisa comprovar renda. Basta apresentar um documento de identidade e o CPF.

Para realizar depósitos na conta Caixa Fácil, existem duas possibilidades: depósitos em dinheiro e depósitos em cheque. No caso de dinheiro, é possível realizar o depósito em qualquer agência da Caixa e também nos correspondentes bancários. Já no caso de cheques, é possível depositar somente nas agências da Caixa.

Uma peculiaridade desse tipo de conta é que ela não permite um ao usuário ter um saldo superior a R$ 3.000,00 na conta, a qualquer tempo. Não podem haver nem mesmo depósitos que, somados totalizem esse valor.

Existe Cobrança de Tarifas na Conta Caixa Fácil?

Essa é outra vantagem da conta Caixa Fácil: não há cobrança de tarifa nem de abertura, nem de manutenção da conta e nem de consulta de saldo, desde que não ultrapasse 4 consultas dentro do mês. Após o quinto saque, a Caixa já cobra o valor da tarifa vigente.

Quais as Vantagens da Conta Caixa Fácil?

Quem tem esse tipo de conta, possui muitas vantagens. Dentre elas, podemos citar:

• Facilidade: todas as movimentações da conta podem ser feitas usando apenas o cartão magnético;

• Comodidade: o cartão magnético da conta poderá ser usado para compras e para o pagamento de contas na modalidade de débito, em estabelecimentos credenciados.

• Economia: a Caixa não cobra nenhuma tarifa para o usuário manter a sua conta,

• Praticidade: é possível realizar consultas na conta Caixa Fácil usando apenas o Internet Banking ou mesmo o celular.

Como Fazer a Conta Caixa Fácil?

É muito simples. Basta levar um documento de identidade e o CPF a um correspondente Caixa Aqui, em uma agência da Caixa ou a uma unidade lotérica. Dentro de poucos dias, o cartão magnético da conta chegará no endereço informado.

Condições Especiais Para Ser Titular de Uma Conta Caixa Fácil

Existem algumas condições para quem deseja ter essa conta.

• Para ser titular de uma conta Caixa Fácil, é preciso ser pessoa física e maior de 16 anos. No caso de titulares de idades entre 16 e 18 anos, é preciso ter um representante legal no momento da abertura da conta.

• Somente nas agências da Caixa é possível realizar a abertura da conta para menores de idade entre 16 e 18 anos.

• Não é permitido abrir uma conta Caixa Fácil, se a pessoa já for titular de outra conta corrente, poupança, Conta Caixa Fácil, ou Poupança Caixa Fácil, seja na Caixa ou em qualquer outro banco.

Poupança Caixa Fácil

A Poupança Caixa Fácil é bem parecida com a Conta Caixa Fácil. Ambas possuem o mesmo limite para depósito e movimentação mensal máxima de R$ 3.000,00. Podem abrir esse tipo de conta pessoas físicas, que sejam brasileiras natas ou domiciliadas no Brasil, maiores de 18 anos e alfabetizadas.

Regras Para a Remuneração da Poupança

A remuneração dos depósitos na conta poupança seguem duas regras:

• remuneração de acordo com a Taxa Referencial – TR;

• remuneração adicional, que corresponde a 0,5% ao mês, desde que a meta da taxa Selic ao ano seja superior a 8,5% ou a remuneração de 70% da meta da taxa Selic ao ano, por mês, que esteja vigorando no início do período de rendimento, para taxa Selic igual ou inferior a 8,5%.

Assim como a Conta Caixa Fácil, a conta Poupança Caixa Fácil não possui nenhum custo de manutenção e de consulta de saldo, desde que sejam feitas, no máximo, 4 consultas dentro do mês.

Além do mais, quem quiser, pode transformar a sua conta Poupança Caixa Fácil em uma Poupança Comum a qualquer momento. Basta se dirigir a uma agência vinculada a sua conta, levando consigo os documentos pessoais e um comprovante de residência e pedir que a conta seja alterada para poupança comum.

Quem recebe o benefício do Bolsa Família, no momento em que transformar a sua conta Poupança Caixa Fácil em Poupança Comum, o valor do benefício deixará de ser creditado na conta e passará a ser disponibilizado apenas por meio do cartão do Bolsa Família.