O Que Fazer Quando a Compra no Cartão Não é Aprovada

O Que Fazer Quando a Compra no Cartão Não é Aprovada

Já aconteceu de você estar pagando uma compra no cartão de crédito e, simplesmente, ele ser recusado? Se não aconteceu ainda, você é umaexceção, com certeza. Esse tipo de situação tão desagradável é comum de acontecer. E os motivos podem ser vários. 

A primeira coisa a se fazer nesse caso é manter a calma. Se tiver outra opção de pagamento, ótimo! Se não tiver, procure descobrir a causa da recusa. 

Para te ajudar, separamos algumas situações que podem causar esse tipo de problema, para você estar mais preparado caso aconteça novamente. 

Limite do Cartão 

Uma situação bem comum de acontecer é a compra ser recusada por exceder o valor do limite disponível no cartão. Duas coisas podem acontecer nesse tipo de situação: a compra ser realmente recusada ou a administradora do cartão realizar uma avaliação emergencial de crédito. Nesse caso, a compra passará normalmente no cartão, mas será cobrada uma tarifa por essa avaliação emergencial, que também poderá ser solicitada diretamente ao gerente ao banco ou da instituição financeira, ou pela Central de Atendimento ao Cliente. 

Para ter saldo disponível no cartão, é preciso pagar a fatura ou realizar algum pagamento avulso. Uma outra opção, para quem não está com tanta urgência, é solicitar o aumento do limite do cartão. 

Cartão Recusado Em Viagens 

Como uma medida de segurança, o seu cartão pode ser recusado quando você estiver longe da localidade onde costuma realizar as suas compras, como em viagens para outros estados, por exemplo. Caso vá viajar para outros países, é preciso desbloquear o cartão, somente assim será possível usá-lo. 

Se seu cartão for bloqueado por esses motivos, basta ligar na Central de Atendimento ao Cliente e solicitar o desbloqueio para poder usar em viagens para outros estados e para o exterior. Uma observação é importante é que, para usar o seu cartão em viagens internacionais, o seu cartão precisa ser internacional também. Caso contrário, a compra será recusada novamente. 

Cartão Recusado Por Informações Divergentes 

Na hora de digitar os dados do cartão, principalmente em compras online, é muito comum a gente digitar algum dado incorreto. Se acontecer de alguma informação do cartão ou do nome do titular estiver errado, o cartão será recusado. Por isso, é muito importante conferir mais de uma vez todas as informações digitadas. 

Cartão Recusado Por Causa da Bandeira 

A grande maioria das máquinas de cartão de crédito aceitam a maior parte das bandeiras. Porém, ainda tem algumas máquinas que não aceitam certas bandeiras. É preciso confirmar essa informação antes de tentar realizar o pagamento. 

Para liberar o cartão, o lojista precisa usar uma máquina que aceite a sua bandeira, ou então você deve usar um outro cartão que seja de uma bandeira aceita pela máquina. 

Cartão Recusado Por Data de Vencimento 

A data de vencimento do cartão vem impressa bem na frente do cartão, no formato XX/YY. Onde o XX corresponde ao mês de vencimento, e o YY se refere ao ano. Normalmente, os novos cartões chegam para o cliente antes mesmo de o antigo vencer. Se não chegar, o cliente precisa entrar em contato com a Central de Atendimento do Cartão, ou procurar o gerente do banco ou da instituição financeira e solicitar um novo cartão. 

Cartão Recusado Pelos Motivos 5, 51 e 57 

Esses erros são muito comuns de acontecer. E, em geral, não significam nada de grave.  Para conseguir liberar o cartão, basta que o cliente ligue na Central de Atendimento ao Cliente e peça a liberação. Pode ser também que o lojista precise entrar em contato com a empresa que administra a máquina de cartão e peça a sua liberação também. 

Cartão Carrefour Vale a Pena? Tem Anuidade?

Cartão Carrefour Vale a Pena? Tem Anuidade? 

O Carrefour oferece um cartão de crédito para os seus clientes. Aqueles que costumam fazer suas compras com frequência no estabelecimento podem se beneficiar bastante com esse cartão, pois ele oferece muitos benefícios e descontos bem atrativos para quem o possui. Além do mais, como as bandeiras do cartão Carrefour são Visa e Mastercard, o cliente ainda poderá usá-lo para fazer compras sem inúmeros outros lugares. 

Quais as Tarifas e o Valor da Anuidade do Cartão Carrefour? 

Os valores das tarifas variam conforme o cartão escolhido. Confira abaixo: 

• Cartão Carrefour Básico: esse cartão pode ser usado apenas no supermercado, e não serve como um cartão de crédito. O valor da anuidade é de R$ 3,99 ao mês. 

• Cartão Carrefour Visa/Mastercard Nacional: o valor da anuidade é de R$ 4,99 ao mês. 

• Cartão Carrefour Visa/Mastercard Internacional: o valor da anuidade é R$ 5,99 ao mês. 

• Cartão Adicional: para todas as três opções acima, o cartão adicional terá isenção de 100% do valor da anuidade. E também não será cobrado nenhum valor adicional pelo uso do cartão dentro do mês. 

Como Fazer o Cartão Carrefour? 

Quem deseja ter um cartão Carrefour, saiba que é possível fazer a solicitação pelo próprio site do supermercado. Lá, a pessoa encontrará um formulário, onde deverá preencher com os seus dados pessoais, profissionais e residenciais. Após o preenchimento, a solicitação passará por avaliação dos administradores da empresa. Se for aceita, o cliente receberá o seu cartão e até 1 mês no endereço informado e já poderá começar a usá-lo. 

Vantagens do Cartão Carrefour 

Confira abaixo as principais vantagens que o cartão Carrefour oferece: 

• Até 40 dias para o pagamento da fatura;  

 O cliente tem várias opções na hora de pagar a sua fatura, como agências bancárias, internet e até mesmo no próprio supermercado; 

 As compras feitas no cartão Carrefour, em outros estabelecimentos, se transformam em bônus e o cliente pode trocá-los no supermercado; 

• Crédito pessoal, e o dinheiro estará disponível na sua conta em até 72 horas; 

• Possibilidade de parcelar a sua fatura em até 24 vezes; 

 O cartão ainda permite saques em terminais 24 Horas; 

• SMS Controle Total: o cliente pode controlar as suas transações feitas no cartão por SMS; 

 Quem tem esse cartão ganha descontos especiais e a possibilidade de parcelar as suas compras no supermercado, 

 Além de também serem oferecidos serviços de seguro. 

Desvantagens do Cartão Carrefour 

Quem tiver esse cartão, precisa ficar atento às tarifas cobradas. Para realizar saques em terminas 24 Horas, por exemplo, será cobrado ovalor de R$ 5,90 por cada saque realizado. Além do mais, também haverá a cobrança de R$ 1,99 pelo pagamento de conta com esse cartão. 

A recomendação é que a pessoa só faça esse cartão se realmente for um cliente assíduo do Carrefour, pois poderá aproveitar melhor os benefícios que somente quem tem esse cartão pode. Se não for tão assíduo assim, não solicite esse cartão, devido às cobranças das taxas.O pagamento desse tipo de taxa não compensa. O ideal mesmo é ter outro cartão tenha esse tipo de cobrança.  

Hoje em dia, podemos encontrar inúmeros cartões que não cobram nenhuma anuidade. Essa é uma taxa que não tem nenhuma utilidade. Por isso, fuja dela. Além do mais, pagar uma tarifa pelas compras feitas no cartão é coisa do passado. Evite cartões que cobram esse tipo de taxa também.  

Todo cartão de crédito deve ser usado somente quando for muito necessário. E por quem tem responsabilidade e consciência para arcarem com a sua dívida. 

Quais os Prazos de Compensação de Pagamentos e Depósitos?

Quais os Prazos de Compensação de Pagamentos e Depósitos? 

Os depósitos e os pagamentos precisam de um prazo para serem compensados. Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre esses assuntos. Veremos agora como esses prazos funcionam na prática. 

Para começar, vamos entender melhor o que é o prazo de compensação bancária. 

Compensação bancária é o processo pelo qual os bancos e as instituições financeiras conferem todos os valores e as informações para a transferência de recursos e a liquidação. Toda e qualquer transação feita dentro do Sistema Financeiro Brasileiro precisa passar por esse processo. Quem regula o SFB é o Sistema de Pagamentos Brasileiro, ou SPB, e o Banco central do Brasil. 

Significados dos Prazos e das Siglas 

Existe uma terminologia padrão usada pelo SPB, e que deve adotada por todas as instituições financeiras. Essa terminologia tem como objetivo principal facilitar o entendimento dos consumidores sobre como se dão as compensações. 

É muito comum vermos as siglas D+n, em que substituímos o n por algum número (0, 1, 2, e etc.). As instituições financeiras usam essa terminologia para indicar os prazos de compensação de uma dada transação. A letra D significa o dia atual, e os números 0, 1, 2, 3… indicam quantos dias serão necessários para que a transação seja finalizada, e os recursos possam, enfim, serem disponibilizados. Cadatipo de transação pode ter os próprios prazos de compensação. 

Como São os Prazos de Compensação de Depósitos? 

Confira abaixo os prazos para os depósitos que fazemos na boca do caixa: 

Depósito em dinheiro feito em envelope: quando depositamos ante das 16 horas de dias úteis, o dinheiro estará disponível na conta até o fim do dia útil, em D+0. 

Depósito em dinheiro feito em envelope: se o depósito for feito após as 16 horas de dias úteis, o valor estará disponível na conta até o fim do próximo dia útil, ou seja, em D+1. 

Depósito em dinheiro feito na boca do caixa: o dinheiro fica disponível na mesma hora, ou seja, em D+0. 

Depósito em cheque na boca do caixa: o valor fica disponível considerando o dia do depósito, mais 72 horas úteis (D+3 ou D+4). 

Depósito em cheque feito em envelope: quando o depósito é feito antes das 16 horas, o valor ficará disponível considerando o dia do depósito + 72 horas úteis, ou seja, D+3 ou D+4. 

Depósito em cheque feito em envelope: quando depositado após as 16 horas, o valor cairá na conta no dia útil seguinte + 72 horas úteis, ou seja, D+4 ou D+5. 

• Prazo de Compensação de boleto bancário: o prazo é de 72 horas úteis, ou seja, D+3. 

• Prazo de compensação de transferências: em uma transferência entre contas da mesma instituição, a compensação é imediata (D+0). Para transferências entre contas de bancos diferentes, por meio do DOC, a compensação será em D+1. E nas transferências entre contas de bancos diferentes, por meio da TED, a compensação é imediata (D+0). 

• Prazo de Compensação de Cartão de Créditopode acontecer imediatamente (D+0), ou em até 24 horas (D+1). 

O consumidor precisa conhecer esses prazos de compensação bancária para a evitar problemas na hora de pagar as contas, por exemplo. Suponha que você tenha colocado sua fatura do cartão de crédito no débito automático. E que não tenha recursos que quitá-la. E resolva depositar um cheque hoje, para pagar o boleto que vence manhã. Isso não será possível, pois, como vimos o prazo de compensação de cheque não acontece de um dia para o outro. 

E assim pode acontecer com diversas outras situações. É o caso de investimentos, por exemplo. O prazo de liquidação de investimentos não é imediato. Por isso, ao resgatar um valor que estava investido, terá que esperar alguns dias, conforme o tipo de investimento que possuía. 

O Que Fazer Com Fatura do Cartão Que Não Chegou?

Que Fazer Com Fatura do Cartão Que Não Chegou?

Várias pessoas já receberam a sua fatura com atraso, depois da data em que deveria ter sido paga. Quando isso acontece e a fatura é paga depois do vencimento, o consumidor acaba pagando multa e juros sem ter nenhuma culpa pelo atraso. 

A grande maioria das pessoas estão recebendo as suas faturas por e-mail e usando a internet também para pagá-las, ou colocando no débito automático. Mas o problema é que nem todas as pessoas têm acesso a esse tipo de conveniência. Por isso, separamos algumas informações muito úteis, que poderão ajudar as pessoas quando sua fatura não chegar até a data de vencimento. Pois todos os bancos e instituições financeiras disponibilizam vários canais de atendimento ao cliente para ajudar em situações como essa. 

Internet Banking 

Essa opção é, sem dúvida, a mais prática para ter acesso à sua fatura e poder efetuar o pagamento. Para isso, basta acessar o site do seu banco ou instituição financeira, se cadastrar e acessar a página exclusivo do cliente, usando o login e senha criados no momento do cadastro. 

Para quem ainda não acesso a esse canal, mas gostaria de te, saiba que pelo próprio site do seu banco é possível realizar todo o procedimento. Quase todos os bancos permitem que o processo seja feito totalmente online.  

Ao acessar o site do banco, geralmente é solicitado ao cliente o número do seu CPF, os dados da sua conta e o seu endereço. Em seguida, será criada uma senha de acesso ao portal.  

Em alguns bancos, é preciso que o cliente se dirija a uma agência para ativar o acesso ao internet banking, como uma maneira de aumentar a segurança do usuário. 

A outra forma de conseguir uma senha de acesso do telefone de atendimento do banco. Em algumas situações, pode ser preciso possuir a senha da central de atendimento para que o cliente consiga acessar a sua conta. Ao ligar, espere a opção “Desbloqueio de Computador/Senha”. 

O acesso ao internet banking também poderá ser autorizado pelo Caixa Eletrônico ou usando o celular. 

A outra maneira de conseguir esse acesso é procurando o gerente do banco. Ele poderá te dar as senhas de todos os canais de acesso ao banco. 

Central de Atendimento 

Todos os bancos e instituições financeiras oferecem o serviço de Central de Atendimento do Cliente. Ao ligar no número, que geralmente vem impresso na parte traseira do cartão, o cliente aguarda a opção “Cartão de Crédito”. Nessa opção, o cliente poderá não só solicitar a segunda via da sua fatura, como o código de barras e demais informações que precisar. 

Site do Banco ou da Instituição Financeira 

Mesmo que você ainda não tenha acesso ao internet banking, você poderá ter acesso à sua fatura pelo site do seu banco ou da instituição. Em alguns, eles disponibilizam esse serviço para os clientes. Muitas vezes, a pessoa nem precisa ser cliente do banco e nem da instituição financeira para ter acesso a esse serviço. Basta acessar o site e procurar pelas opções disponíveis sobre a fatura do cartão de crédito. 

Como Evitar Receber Minha Fatura Em Atraso? 

Uma das dicas é sempre atualizar os seus dados no banco, para evitar que sua fatura seja enviada para o endereço errado. Outra forma é se cadastrando para que sua fature chegue por e-mail. Assim, mesmo que os Correios entrem de greve, você não terá nenhum problema. Só não se esqueça de verificar com frequência a pasta spam e lixo eletrônico. 

E uma última sugestão é cadastrar a sua fatura no débito automático. Assim, você não precisará mais se preocupar com o pagamento, só não pode esquecer de agendá-lo para a data posterior ao seu pagamento. 

Telefones 0800 Para Contato dos Cartões Visa, Mastercard, American Express, ELO e Hiper

Telefones 0800 Para Contato dos Cartões Visa, Mastercard, American Express, ELO e Hiper 

Todas as pessoas que usam cartão de crédito, em algum momento, precisaram entrar em contato com a Central de Atendimento. Em geral, os números sempre são impressos na parte de trás do cartão. Mas, se por algum motivo, você não tem o número, nós fizemos uma lista com os principais canais de comunicação e números 0800 das bandeiras de cartões mais usadas.  

As operadoras de cartão de crédito oferecem um número iniciado com 0800 para que seus clientes possam entrar em contato. É um número que recebe ligações gratuitas de todo o país. Quem liga pelo 0800 para sanar as suas dúvidas sobre produtos e serviços, não tem nenhum custo com a ligação.  

É um canal exclusivo para o consumidor que as empresas aderem para facilitar a comunicação com as pessoas. Por eles, os consumidores podem fazer reclamações, tirar dúvidas, solicitar segunda via de boletos, consultar saldo, cancelar algum serviço, e etc. 

Abaixo, separamos os números 0800 das principais empresas de cartões de crédito, para que possa usar sempre que precisar. Confira: 

Suporte Visa Classic, Infinite e Gold: um canal para atendimento e reclamações, SAC e sanar dúvidas de todos os três cartões. Telefone: 0800 891 3679 ou, para mais informações, acesse o site: http://www.visa.com.br. 

Suporte Mastercardos números fornecidos são apenas 0800 dos bancos emissores do cartão. Seguem alguns: 

• Caixa Econômica Federal: 0800 574 0101 

 Banco do Brasil: 0800 2833 100 

 Itaú: 0800 728 4428 

 MasterCard Black: 0800 704 2000 

 MasterCard Cartões Platinum: 0800 016 1463 

 MasterCard Gold, Nacional e Internacional: 0800 777 2828 

Acessando o link http://www.mastercard.com/br/geral/pt/contato/index.html, você tem acesso à lista completa de todos os bancos emissores e os seus respectivos números 0800. 

Suporte American Expresspara cancelamento, reclamações, saldo, SAC, e demais informações, ligue para 0800 726 2639 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800 726 2639 (para as demais localidades), ou acesse o site www.americanexpress.com.br. Para entrar em contato sobe o Platinum Service Center, ligue no telefone 0800 728 7070. O telefone do SAC American Express é 0800 721 1188, a Ouvidoria é 0800 727 9933 e o canal de atendimento para Deficientes Auditivos ou de Fala é 0800 722 0099. 

Suporte ELOé por meio da Caixa, do Banco do Brasil e do Bradesco que o cartão Elo opera. Seguem os telefones de cada banco: 

• SAC Caixa: 0800 7260 0101 

• SAC Banco do Brasil: 0800 729 0722 

• SAC Bradesco: 0800 704 8383 

Suporte Hipercard: confira abaixo a relação completa de telefones: 

• SAC Capitais e regiões metropolitanas: 0800 724 4845 

 Deficientes auditivos e de fala: 0800 724 4838  

 Central de Atendimento Hipercard PF: capitais e regiões metropolitanas: 3003 3030 (o custo da ligação é o custo de uma ligação local) 

• Demais localidades: 0800 720 3030 

• Central de Atendimento Hipercard PJ: capitais e regiões metropolitanas: 3003 00 30 

• Demais localidades: 0800 720 0030 

Todos as informações obtidas foram extraídas dos sites das empresas e dos bancos. Se os números de telefone não atenderem, sugerimos que você contate a empresa diretamente pelo site ou por meio do banco emissor do cartão. 

Todas as vezes que tiver alguma dúvida com relação ao seu cartão, quando precisar resolver algum tipo de problema, como débito indevido, solicitar cancelamento, falar sobre anuidade, endereço de correspondência, senha, fatura, extrato, taxas, limites de crédito, parcelamento de fatura, o consumidor pode entrar em contato pelo número 0800 ou pelo próprio site do banco emissor do cartão, ou da instituição financeira. Por meio desses canais, todos os problemas relativos ao seu cartão tendem a ser solucionados. 

Diferenças Entre Limites de Crédito: Disponível, Saque, Crédito, Parcelado e Emergencial 

Diferenças Entre Limites de Crédito: Disponível, Saque, Crédito, Parcelado e Emergencial 

A fatura do nosso cartão de crédito possui tantas informações, que a gente até se confunde. Muitas delas, nós nem sabemos o que significam. Isso pode ser muito perigoso quando vamos realizar algum pagamento, por exemplo. Por isso, separamos algumas informações muito importantes para te ajudar quando se deparar com esses tipos de informações. 

O Que é Limite de Crédito? 

Para começar, vamos falar do limite de crédito. Para quem não sabe, ele é um valor disponível no cartão de crédito para que o consumidor possa usar em suas compras. É o valor máximo disponível. A administradora do cartão envia a fatura contendo todos os seus gastos feitos durante o mês e o valor para pagamento.  

O valor do limite de crédito é estabelecido no momento da confecção do cartão. O banco ou a instituição financeira é que irão analisar o valor mais adequado de limite para cada perfil de clientes. 

A cada compra realizada com o cartão, o valor será descontado do limite. Por exemplo: imagine que você tenha R$ 1.000,00 de limite no seu cartão. E faça uma compra no valor de R$ 500,00, divididos em 5 parcelas de R$ 100,00. Nesse momento, o limite disponível do seu cartão passará a ser de R$ 500,00, pois você comprometeu outros R$ 500,00 em compras. A medida o consumidor for pagando as parcelas, os valores das mesmas serão liberados no limite novamente. Logo, quando a primeira parcela for paga, então o limite disponível do cartão, passará para R$ 600,00. Quando a segunda parcela for paga, o limite disponível será de R$ 700,00, e assim por diante, até que toda a dívida seja paga. 

Limite de Saque 

É comum os cartões disponibilizarem valores em dinheiro para que os clientes possam sacar em caso de uma emergência. Esse valor é, na verdade, um empréstimo. A questão é que os juros cobrados por esse saque são muito altos. Em geral, costumam ser o dobro dos juros cobrados em empréstimos que fazemos no banco.  

Esse limite de saque não é o mesmo valor que o limite do cartão. Em geral, costuma ser muito menor. Sacar esse limite não é recomendado. A menos que a situação seja de extrema urgência e a pessoa não tenha como resolver de outra maneira. De qualquer forma, para evitar cair nessa roubada, planeje bem a sua vida financeira. Pois os juros cobrados para esses saques são tão altos, que você pode acabar se enrolando ainda mais em dívidas. 

Limite Parcelado 

Alguns cartões ainda oferecem limite exclusivo para as compras parceladas. Trata-se do limite complementar para as compras feitas na modalidade de crédito. Assim, as compras que forem divididas não chegam a comprometer o limite do cartão. 

Limite Emergencial 

Quando estamos comprando algo, e o valor excede o valor do limite do cartão, a transação é recusada imediatamente. O limite emergencial é um valor extra que o banco ou a instituição financeira oferecem aos clientes para evitar situações como essa. Para solicitar a contratação desse limite emergencial, o cliente pode usar o internet banking, o telefone ou se dirigir à uma agência bancária pessoalmente. 

Feita a solicitação, a mesma passará por uma avaliação e poderá concedida ou não. 

Mas é importante frisar que o uso descontrolado do cartão de crédito é uma das principais formas de endividamento dos brasileiros. Por isso, ao solicitar um cartão, saiba usá-lo somente em situações que se fizerem realmente necessárias, sem exageros. Evite saques no cartão, evite o uso do crédito emergencial e pague as suas faturas sempre em dia, para você não ser mais um a entrar nas estatísticas de negativados. 

O Que é Uma Promissória? Tem Validade Legal?

O Que é Uma Promissória? Tem Validade Legal? 

Uma nota promissória é considerada um título de câmbio. Ela permite que o emitente assuma a obrigação de pagar o valor nela informado. É uma espécie de “promessa de pagamento”. 

A nota promissória, desde que seja preenchida corretamente, terá sim valor legal. De posse da nota, em caso de não pagamento do valor da nota, o credor poderá protestar a nota em cartório. E se, mesmo assim, o emitente não se manifestar, o credor pode recorrer à justiça, procurando o tribunal de pequenas causas de sua cidade. O talão de nota promissória pode ser encontrado em quase todas as papelarias. 

Uma outra característica da nota promissória é que ela é um título autônomo, ou seja, ela não exige que seja informado o motivo que originou aquela obrigação. Dessa forma, para cobrá-la, o credor não precisa ter nenhuma nota fiscal. 

Ela é emitida pelo próprio devedor. E, desde a sua emissão, ela se torna um título de crédito. Além do mais, a nota promissória pode ser transferida para terceiros por endosso, assim como nela, também é possível a garantia de aval, como acontece nos outros títulos de crédito. 

O Que Consta Em Uma Nota Promissória? 

Confira abaixo as principais informações que você encontra em uma nota promissória: 

• Data de pagamento. Se não tiver essa informação, então a data de pagamento considerada será à vista; 

 No texto do título terá a denominação de “nota promissória“; 

 Assinatura do subscritor, ou seja, da pessoa que passa a nota promissória; 

 A promessa de pagamento da quantia descrita; 

 A indicação do lugar do pagamento. Se essa informação não constar na promissória, então será considerado o domicílio do emitente, ou subscritor; 

 Também terá a informação de data em que, e do local onde foi passada a nota promissória. Se não constar essa informação, então será considerado o informado ao lado do nome do emitente; 

 Assinatura, endereço, identidade e/ou CPF de duas testemunhas, 

 E o nome da pessoa a quem, ou a ordem de quem, aquele valor deve ser pago. 

É de extrema importância que não haja nenhuma rasura na nota promissória, caso contrário, ela perderá a validade. Todas essas informações citadas acima são fundamentais para tornar o documento válido. São requisitos mínimos que uma nota promissória deve ter. 

Quando Usar Uma Nota Promissória 

A nota promissória é muito utilizada para documentar as operações comerciais. Pode ser usada para casos de empréstimos entre parentes, amigos, em compras onde se vende fiado. Em situações em que não necessitam de um contrato formal que determine as condições de pagamento daquela dívida. 

Uma observação muito importante é que, embora seja um documento usado em relações mais “informais”, a promissória tem validade legal e resguarda o credor de receber o valor nela informado. 

Quando alguém documenta um acordo usando uma nota promissória, ela está fazendo uma processa de pagamento. O valor não sendo pago, o credor terá o direito de mover uma ação na justiça para que possa receber o valor emprestado. 

Para que se possa usar a nota promissória, a principal condição é que a existência de uma promessa de pagamento entre duas pessoas. Essa promessa passa a ser reconhecida pela justiça, e a promissória torna-se oficialmente um título de crédito. Por meio desse título, o emitente e o credor definirão a data de pagamento e, principalmente, o valor a ser pago. Se a data de pagamento não for informada, será considerada uma data de pagamento à vista. 

Nota Promissória Prescreve? 

Sim. E o prazo de prescrição é de 3 anos do credor contra o subscritor e o respectivo avalista. E de 1 ano, no caso da ação do portador contra o endossante. 

Como Parcelar a Fatura do Cartão de Crédito? Vale a Pena?

Como Parcelar a Fatura do Cartão de Crédito? Vale a Pena?

Quando o consumidor não consegue pagar o valor total da fatura do seu cartão, ele recorre ao parcelamento. Que nada mais é que uma maneira de financiar a dívida do cartão. Embora essa seja uma prática bem comum, ela não é muito recomendada, pois os juros do cartão de crédito são alguns dos juros mais altos do mercado financeiro. 

Quando uma pessoa parcela a sua fatura, além de ter que pagar o valor no próximo mês, o saldo ainda virá com acréscimo de multa e juros, que são exorbitantes. Não é raro acontecer de a pessoa se enrolar tanto em dívidas com cartão de crédito, que chega um momento em que se torna uma bola de neve, e parece que não terá mais fim. 

Como Parcelar a Fatura do Cartão? 

Se você está em uma situação em que se vê obrigado a parcelar a sua fatura, então é bom que você saiba que terá que arcar com juros altíssimos.  

Bom, algo que precisamos dizer é que existem três formas de parcelar a sua fatura. Na verdade, existe o parcelamento, o financiamento e o pagamento do valor mínimo. Veja abaixo como funciona cada um: 

• Parcelamento da fatura: nesse caso, o consumidor irá parcelar somente a fatura daquele mês. Ou seja, o valor da fatura daquele mês será adicionado às parcelas dos meses seguintes. E o banco ou a instituição financeira é quem informará o valor a ser pago para que a fatura possa ser parcelada. Para que você possa parcelar a sua fatura, é necessário pagar o valor exato informado na fatura que corresponde ao parcelamento. A informação de que aquele valor corresponde ao parcelamento vem bem claro na fatura. Não é o valor total da sua fatura, e sim do parcelamento. Caso não encontre o valor descrito, o consumidor pode ligar na Central de Atendimento do Cliente para saber o valor a pagar para parcelar. Suponha que o valor total da sua fatura desse mês seja de R$ 1.000,00. O valor do parcelamento pode ser de 12 parcelas de R$ 100,00, por exemplo. 

 Financiamento da fatura: nesse caso, soma-se o valor total da fatura daquele mês, com o total a ser pago nas demais faturas. Ou seja, tudo o que você deve no cartão de crédito será financiado. Suponhamos que sua fatura desse mês seja de R$ 200,00. E que você ainda tenha o total de R$ 1.000,00 para pagar em seu cartão, somando-se todas as compras futuras. Dessa forma, o valor total devido é de R$ 1.200,00. O banco ou instituição financeira irá financiar em X parcelas, acrescidas de juros. Para solicitar o financiamento, o consumidor deve ligar na Central de Atendimento ao Cliente, acessar o internet banking, procurar pessoalmente o gerente do banco ou se dirigir à um caixa eletrônico. 

 Pagamento mínimo do cartão: pagar o mínimo da fatura significa que você irá transferir a maior parte do saldo da sua fatura para pagar no próximo mês. Por exemplo: suponha que o valor da sua fatura desse mês seja de R$ 500,00, e que a parcela mínima seja de R$ 45,00. Pagando o mínimo, você transfere os outros R$ 455,00 para pagar no mês seguinte, com o acréscimo de juros. O grande problema é que essa opção, que na verdade nãose trata de um parcelamento, gera altos custos para o cliente. Os juros cobrados pelo pagamento mínimo são ainda maiores do que no caso de parcelamento e de financiamento da fatura do cartão. E deve ser evitado a todo custo. 

Aliás, o uso do cartão de crédito deve ser feito com muita responsabilidade, para evitar que o consumidor precise recorrer a alguma dessas três opções. 

Vale a Pena Usar Biometria? Como Cancelar?

Vale a Pena Usar Biometria? Como Cancelar? 

Antes de mais nada, vamos entender melhor o que é a biometria e quais as suas vantagens. 

A biometria é hoje, uma das formas de segura de identificar uma pessoa por meio das suas características únicas. E tem sido inserida na vida das pessoas aos poucos. Já é possível usar esse serviço em bancos, aeroportos, urnas eletrônicas e parques temáticos. 

O significado do termo biometria é medição biológica. Ele é capaz de estudas tanto as características físicas quanto comportamentais de alguém. 

Essa técnica se tornou mais famosa a pouco tempo. Porém, o reconhecimento das principais características de uma pessoa já era usado no ano 800 d.C., na China. Naquela época, os comerciantes usavam a impressão digital dos seus clientes usando as suas impressões digitais em tábuas de barro. 

Como Funciona a Biometria? 

É preciso ter alguns equipamentos para o funcionamento correto da biometria, como um computador melhor, um sensor ou scanner e um software que analise as imagens captadas pelo sensor ou scanner. 

Quando acionamos o scanner, ele capta imagens nítidas e de alta resolução daquilo que estamos analisando, seja a íris do olho, as digitais, as expressões faciais, a geometria da mão ou a retina. Em seguida, a imagem captada pelo scanner será analisada pelo software biométrico. Nesse momentoas características mais importantes serão extraídas da imagem projetada. 

Tipos de Biometria 

São dois os tipos de biometria existentes: a biometria física e a biometria comportamental. Conheça abaixo as principais características de cada uma delas. 

Biometria Física 

Impressão digital: essa é a maneira mais comum de biometria, mas a sua confiabilidade é bem menor. É o método rápido e o que necessita de menos custos para funcionar. 

Veias das mãoso seu custo também é considerado relativamente baixo. É uma forma confiável de reconhecer as pessoas, é um método quase impossível de ser falsificado e também é imutável. 

Írisoutro método muito confiável, imutável com o passar do tempo e praticamente impossível de ser falsificado. O seu custo é mais alto também. 

Reconhecimento facial: possui um alto custo e baixa confiabilidade. O que o torna um método não tão vantajoso. É um dos métodos menos utilizado. 

Biometria Comportamental 

Pesquisadores trabalham para conseguir sistemas profissionais capazes de identificar a pessoa pelas suas características comportamentais, como a forma de andar, como se comportam diante das situações, etc.  

Como Cancelar a Biometria no Banco? 

Se o seu banco ou instituição financeira usam esse método para identificar os seus clientes saiba que é possível solicitar o cancelamento. Basta ligar na Central de Atendimento ao Cliente ou procurar o gerente pessoalmente. 

Vantagens da Biometria 

Confira abaixo as principais vantagens do uso da biometria: 

• Oferece mais segurança. Pois, a partir do perfil biométrico de alguém, o processo se torna mais seguro e confiável. 

• Redução de custos e contenção de gastos tecnológicos; 

• Conveniência. Torna desnecessário carregar chaves em casos de usar a biometria para abrir portas. 

• Privacidade; 

• Controle para empresas. Pelo advento desse método, as empresas conseguem saber ao certo quanto tempo o funcionário trabalhou efetivamente, e quanto tempo gastou com distrações. 

• Mais agilidade para resolver processos. 

• Mobilidade: por meio da biometria, documentos podem ser assinados, analisados em toda parte, apenas com o uso de dispositivos móveis, como smartphones, tablets ou SMS. 

• Responsabilidade social: uma questão que tem preocupado todo o planeta é com relação ao meio ambiente. Com a biometria, torna-se possível reduzir a impressão de papéis, pois os documentos podem transitar facilmente pela web, tendo sua segurança garantida, por meio da inovação tecnológica. Além de tonar o dia a dia das pessoas ainda mais prático. 

Como Funciona Uma Máquina de Cartão? Quais as Taxas e Tarifas?

Como Funciona Uma Máquina de Cartão? Quais as Taxas e Tarifas? 

Uma máquina de cartão é, nos dias de hoje, uma ferramenta imprescindível para a manutenção de um negócio. Quase ninguém anda mais com dinheiro em espécie na bolsa. O número de assaltos vem crescendo desordenadamente e assustando a todos. Com isso, o uso do cartão de crédito vem aumentando muito a cada dia, facilitando a vida tanto do cliente, quanto do lojista.  

É uma forma fácil e prática de pagar as compras, além da possibilidade de parcelamento sem juros que a maioria das lojas oferecem. No caso do lojista, ele tem a possibilidade de atender uma quantidade maior de clientes, ainda mais se ele trabalhar várias formas de pagamento e com várias bandeiras diferentes de cartão. 

A máquina de cartão serve para contatar a administradora do cartão e registrar os dados da compra, do cliente e a forma de pagamento. Tudo muito rápido. 

No mercado, podemos encontrar uma grande variedade de máquina de cartão, cada uma as suas peculiaridades. 

Quais os Tipos de Máquinas de Cartão de Crédito e de Débito? 

Trabalhar com cartão de crédito, conforme o valor do faturamento, pode ser muito lucrativo para o estabelecimento comercial. São vários os tipos de máquina disponíveis. Dentre elas, temos as principais, que são: TEF, POS e Mobile. É preciso conhecer cada uma para escolher a que mais atende às suas necessidades no dia a dia. 

• TEF: possui um leitor e deve estar conectada a um computador por meio de um cabo. O seu funcionamento é integrado ao sistema de emissão de notas fiscais e de vendas da loja. 

• POS: para funcionar, esse tipo de máquina deve estar conectado a uma linha telefônica. É o mais conhecido dos três tipos de máquinas. 

• Mobile: esses modelos são bem práticos de usar. Essas máquinas devem ser conectadas em um Smartphone por um cabo ou pelo Bluetooth. Em seguida, eles se tornam leitores de cartão de crédito. Existem alguns modelos que funcionam apenas com um chip de celular. 

Quais as Taxas e Tarifas de Uma Máquina de Cartão de Crédito? 

Quando um lojista contrata máquina de cartão, ele precisa pagar algumas taxas para a empresa que fornece a máquina. Para as compras feitas no cartão de débito, essas taxas costumam ser um pouco menores. Se forem feitas no cartão de crédito e parceladas, é comum as operadoras acrescentarem uma taxa em cada parcela. E o custo pode ser ainda maior se a máquina de cartão for alugada. Por isso, para escolher qual a máquina mais adequada para o seu estabelecimento, é preciso comparar todas as opções disponíveis.  

Separamos abaixo as características de algumas máquinas de cartão para você aprender como comprar as informações. Confira: 

Moderninha Pag Seguro 

• Conta com conexão Wi-fi, Bluetooth e rede de celular (chip); 

• Não possui mensalidade; 

• Taxa cobrada para venda no crédito: 3,19%; 

• Taxa cobrada para venda no débito: 2,39%; 

• Taxa cobrada para parcelamento: 3,79% com acréscimo de 2,99% ao mês; 

• O saldo cai em 1 dia útil para compras no débito e em 30 dias para compras no crédito, 

• Aceita as bandeiras Mastercard, Banri Compras e Visa para as compras no débito. E as bandeiras Elo, Hiper, Hipercard, Cabal, American Express e Diners Club para compras no crédito. 

Máquina de Cartão Cielo 

 Conta com conexão banda larga, rede de celular, conexão discada e banda larga; 

 Taxa cobrada para venda no débito: 2%; 

 Taxa cobrada para venda no crédito: 2,50%; 

 Taxa cobrada sobre parcelamento: 3,25%; 

 Mensalidade: Móvel a partir de R$ 169,90; Fixa (conexão banda larga) a partir de R$ 144,90; Fixa (conexão linha discada) a partir de R$ 119,90; Cielo Mobile (com leitor de cartão) R$ 9,90 (válido nos três primeiros meses), 

 Aceita as bandeiras Visa, Elo, Mastercard, Diners Club Internacional, American Expressa, Alelo, Hipercard, Banerscard, VR Benefícios,SodexoVerochequePolicardDiscoverGreencardGoodCardPolicardRede Compra, Ticket, CredzMaxVan, JCB, Aura, Mais! E Sorocred. 

Existem várias outras máquinas disponíveis no mercado. Pesquise e descubra qual mais vantajosa para o seu negócio.