O Que Fazer Se o Dinheiro Não Sai do Caixa Eletrônico?

O Que Fazer Se o Dinheiro Não Sai do Caixa Eletrônico?

Os caixas eletrônicos são grandes aliados dos usuários. Por meio deles, é possível realizar uma grande variedade de serviços bancários sem que, para isso, seja preciso enfrentar as enormes filas que se formam dentro das agências bancárias. Alguns desses serviços são depósitos, saques, transferência, pagamentos de contas, e etc. Não que nos caixas eletrônicos não haja filas. Mas elas são bem menores, normalmente. 

Em geral, esses equipamentos são bem seguros, e não costumam causar problemas para os usuários. Porém, por se tratar de uma máquina, eles também não estão totalmente isentos de falhas. 

Uma dessas falhas é quando alguém vai realizar um saque e o dinheiro sacado não sai do caixa. A gente fica sem saber o que fazer nessa situação. 

Esse tipo de problema costuma acontecer por algum tipo de falha no equipamento ou por não estar abastecido com cédulas. 

O primeiro passo é conferir se o dinheiro foi ou não descontado da sua conta. Isso pode ser feito do próprio caixa eletrônico onde está, de outro ou pelo celular. Caso o valor não tenha sido descontado, basta realizar novamente a transação, usando outro caixa eletrônico. 

Agora, se o valor tiver sido descontado da sua conta, mas não saiu no caixa eletrônico, você precisará formalizar uma reclamação. 

Se esse problema acontecer dentro de uma agência bancária e durante o horário de funcionamento, você tem como procurar um funcionário do banco e explicar o que aconteceu. Normalmente, eles sabem o que fazer nesses casos. 

Se o problema acontecer fora do horário de atendimento do banco ou o caixa não estiver dentro da agência bancária, você precisará ligar no 0800 do banco no mesmo instante e formalizar uma reclamação. Normalmente, o número do telefone do banco está escrito no próprio caixa eletrônico e impresso no verso do seu cartão. 

Assim que conseguir falar com o atendente, não se esqueça de anotar o seu e também o número do protocolo de atendimento. Há ainda uma outra opção para o caso de não conseguir entrar em contato com o banco, que é ligar diretamente no Banco Central e realizar a reclamação, pelo telefone 0800 979 2345. 

Se, no entanto, nenhuma dessas opções funcionar, é preciso então se dirigir à uma delegacia e registrar um boletim de ocorrência. Para isso, junte todos os documentos possíveis, como o comprovante de saque, o nome do atendente, o número do protocolo, data e horário das vezes em que ligou, ainda que ninguém tenha atendido. 

Conforme decreto, os bancos possuem um prazo de, no máximo, 5 dias úteis para resolverem o problema e conseguirem ressarcir o cliente do valor. Se o problema não for solucionado dentro desse prazo, então será preciso procurar pelo Procon da cidade, de posse de todos os documentos. 

Cuidados Ao Usar Caixas Eletrônicos 

Confira abaixo alguns cuidados quando for usar o caixa eletrônico: 

• Se precisar de ajuda, procure um funcionário do banco que esteja identificado. Os golpistas ficam atentos àquelas pessoas que precisam de ajuda. 

• Cuidado com a senha do seu cartão. Ao digitá-la, tome cuidado para quem ninguém veja. 

• Dê preferência para os caixas eletrônicos instalados em locais com maior circulação de pessoas. Evite sacar dinheiro em caixas que ficam em locais isolados. 

• Em caso de furto ou de roubo do seu cartão, comunique ao banco imediatamente para evitar que ele seja usado de forma indevida. 

• Em nenhuma hipótese, você deve emprestar o seu cartão magnético para estranhos. Cuidado com esbarrões nos bancos que pareçam ser acidentais, e que te façam perder o seu cartão de vista temporariamente. Permaneça na agência até se certificar de que o cartão é mesmo o seu.

Quais as Tarifas Por Usar o Banco 24 Horas? Onde Encontrar Um?

Quais as Tarifas Por Usar o Banco 24 Horas? Onde Encontrar Um?

Hoje em dia, nós podemos encontrar caixas eletrônicos do Banco24Horas em praticamente todas as cidades do Brasil. Nesses caixas, nós podemos realizar somente alguns serviços bancários básicos como, consulta de saldo, extrato e saques em dinheiro. 

Uma dúvida que surge é sobre o valor das tarifas cobradas por quem precisa usar o Banco24Horas. 

Em geral, quando abrimos uma conta corrente, o banco nos oferece, ou deveria oferecer, um pacote de serviços gratuitos, em que podemos realizar as principais transações a custo zero. Nesse caso, se usar os caixas do Banco24Horas, também não pagará nada por isso.  

Se você optar por um pacote de serviços pago, a um certo valor, ele irá incluir uma quantidade de serviços que o cliente poderá usar no mês sem ter que pagar mais por isso. Dentre esses serviços, estão inclusos, por exemplo, saques, consultas de saldo e extrato, transferências e outros. Sendo assim, suponhamos que no seu pacote estejam inclusos 5 saques por mês. Nesse caso, você poderá realizar os saques em caixas eletrônicos, nas agências do banco ou no Banco24Horas, sem ter que pagar mais por isso, desde que respeite o limite estabelecido. 

De uma forma resumida, os valores que você deverá pagar pelos saques no Banco24Horas estarão inclusos no seu pacote de serviços. E só pagará mais se ultrapassar o limite estabelecido, da mesma forma que acontece nas agências do banco e nos caixas eletrônicos do mesmo. 

Cada banco cobra um valor pelo pacote de serviços. Além do mais, eles também variam muito conforme a quantidade de serviços contratados. 

Onde Encontrar Um Banco24Horas? 

Os terminais do Banco24Horas são ótimo aliados em vários momentos. Até porque não são todos os lugares que encontramos uma agência bancária. 

Mas, se você não sabe onde encontrar um terminal do Banco24Horas, daremos duas opções: 

• Por meio do app do Banco24Horas, é possível encontrar os terminais mais próximos em tempo real onde estiver, pois eles estão espalhados por quase todas as cidades do Brasil. 

• A outra maneira é pelo site do próprio Banco24Horas. Ao acessar, você tem a opção de procurar pelo estado, pela cidade, pelo bairro, ou pelo CEP do local onde desejar encontrar o terminal mais próximo. 

Dicas de Segurança ao Usar o Caixa Eletrônico 

Listamos abaixo alguns cuidados que devemos ter ao usar os caixas eletrônicos. Confira: 
• Jamais peça ou aceite ajuda de estranhos. Os bandidos costumam se oferecer para ajudar as pessoas e aproveitam para aplicar os golpes. Alguns golpistas também pedem a ajuda da vítima e trocam os cartões. Por isso, não perca o seu cartão de vista. 

• Sempre que possível, evite o saque de valores muito altos em caixas eletrônicos e também nas agências. Use o serviço de transferência eletrônica, que é o mais seguro que temos atualmente. 

• Sempre que for sacar dinheiro, procure ir acompanhado. Especialmente se for idoso. 

• Não conte dinheiro em público. Seja mais discreto para retirar e guardar o dinheiro também. 

• Observe a distância entre você e o próximo usuário. Caso ele esteja muito próximo, cubra a sua senha com a mão. 

• Procure sacar dinheiro nos horários de maior movimento. Evite locais isolados e onde o trânsito de pessoas é pouco. 

• Caso o seu cartão fique retido no caixa eletrônico, informe imediatamente ao banco. Normalmente, os caixas eletrônicos não retêm o cartão do usuário. Isso é comum de acontecer em caixas onde algum dispositivo clandestino foi instalado. Por isso, é muito importante avisar o banco o mais rápido possível sobre o ocorrido. 

São dias simples, mas que podem evitar um grande transtorno. Tenha muito cuidado ao usar terminais de autoatendimento. Os golpistas ficam sempre em volta, observando e escolhendo a sua próxima vítima.

Lotérica Aceita Cheque? Faz Saque Com Cartão?

Lotérica Aceita Cheque? Faz Saque Com Cartão?

É possível encontrar uma casa lotérica em toda parte. Elas estão cada vez mais acessíveis à população, e estão sendo cada vez mais usadas também. Isso se deve ao fato de elas realizarem uma enorme variedade de serviços bancários, funcionarem em horário estendido e ainda estar presente em toda parte. 

Enquanto os bancos ficam em locais mais centralizados, funcionarem em horários bem mais reduzidos, e não funcionar em finais de semana. Além do mais, os bancos costumam ficar bem mais cheios que as casas lotéricas. Fato que também desanima muito as pessoas. 

Posso Depositar Cheque Em Casas Lotéricas? 

As casas lotéricas realizam uma enorme gama de serviços. Em alguns momentos, precisamos realizar algum depósito, seja em dinheiro ou cheque. Os bancos aceitam as duas modalidades de depósitos: cheque ou dinheiro. E também é possível realizar ambos em caixas eletrônicos. Mas a grande questão é: lotérica aceita depósito em cheque? 

Esse, infelizmente, é um tipo de serviço que ainda não podemos realizar na lotérica, pois ela não aceita depósito em cheque. 

Já para depósito em dinheiro, as lotéricas aceitam valores que variam de R$ 5,00 até R$ 1.500,00. Lembrando que existe um limite de 3 transações por dia. Nos finais de semana e nos feriados, se a lotérica funcionar, o limite é reduzido para R$ 500,00. 

É Possível Sacar Com Cartão Em Casas Lotéricas? 

É sim possível sacar com cartão em casas lotéricas para quem possui conta corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil. Além do cartão, é preciso apresentar também um documento de identificação com foto e a senha do cartão magnético. Somente o titular da conta pode realizar o saque. 

Limite de Saques 

É importante conhecer os valores para saque. Para clientes da Caixa Econômica, é permitido sacar até R$ 1.500,00 de segunda a sexta, e de R$ 500,00 sábado, domingo e feriado, caso funcionem. No caso dos clientes do Banco do Brasil, o valor para saque é limitado a R$ 500,00 de segunda a sábado. 

Existe também um limite para saques por dia, que é de 3 por dia. Mas a soma dos saques não pode ultrapassar os valores informados acima. Essas medidas servem para aumentar a segurança dos usuários e o uso indevido do cartão. 

Serviços Oferecidos Por Uma Casa Lotérica 

Os serviços mais procurados em casas lotéricas são pagamento de contas e de faturas. E muitas das pessoas que procuram essas unidades para realizar os serviços, costumam não ter muita familiaridade com caixas eletrônicos e com a internet. E acham mais cômodo e fácil i à uma casa lotérica. Confira abaixo a lista com os principais serviços que elas oferecem: 

• Pagamento de faturas de cartão de crédito com o limite de até R$ 2.000,00. 

• Pagamento de contas básicas, como água, luz, telefone, gás e outros. 

• Pagamento de faturas de contas da Caixa com limite de até R$ 2.000,00 por cada transação. 

• Pagamento de contas imobiliárias, no caso de parcelamento financeiro, feitos pela Caixa Econômica Federal, limitado a R$ 2.000,00 por dia. 

• Pagamento de boleto bancário de qualquer banco limitado a R$ 700,00. 

• Pagamento de coleto da Caixa limitado a R$ 2.000,00. 

• FGTS, GRF, GRRF e GRDE. 

• Boleto e cobrança de INSS ou GPS. 

• Pagamento para sindicato limitado a R$ 2.000,00 por transação. 

• Abertura de conta bancária da Caixa. 

• Depósito em contas da Caixa. 

• Saldo e extrato em contas da Caixa. 

• Recarga de celular. 

• Saques em contas da Caixa e do Banco do Brasil. 

• Saque do benefício Bolsa Família. 

• Saque do INSS recebido pela Caixa, do PIS (é preciso estar com o Cartão do Cidadão), saque do seguro desemprego e do FGTS, com limite de até R$ 1.500,00. 

Como Fazer o Upgrade da Conta Fácil do Brasil?

Como Fazer o Upgrade da Conta Fácil do Brasil?

O Banco do Brasil vem oferecendo uma novidade para os usuários. Trata-se da Conta Fácil, em que é possível abrir pelo celular. Essa conta é diferente do Pacote Digital e da Conta Eletrônica. 

A intensão do banco ao criar essa conta é migrar uma boa parte dos serviços que antes eram realizados somente nas agências bancárias, para que possam ser feitos de forma online, usando somente o celular. Desde a abertura até a movimentação pode ser feita pelo smartphone. 

O público que abrirá a Conta Fácil já é pré-definido. A renda dos clientes aos quais se destina é de até R$ 4.000,00. Também é preciso que a pessoa seja maior de idade e não pode ter outra conta no Banco do Brasil. 

Fora isso, ainda existem algumas outras limitações nessa conta. O limite mensal de movimentação, por exemplo, é de até R$ 5.000,00. Esse é o limite máximo. O cartão disponibilizado é somente de débito, na bandeira ELO. 

Existem duas opções de conta, que são:  

• Conta Fácil Gratuita: nessa conta, não há a cobrança de tarifas 

 Conta Fácil Bônus: essa conta oferece mais opções de serviços. Um exemplo é que ela oferece uma quantidade maior de saque e de extrato por mês. Na conta Bônus, são cobrados R$ 9,90 por mês, e o cliente ainda pode usar como bônus em celular e pré-pago. 

Como Abrir Uma Conta Fácil Pelo Celular? 

É muito simples. Você abre o aplicativo do Banco do Brasil. Já na tela inicial, você encontra a opção “Quero abrir uma conta”. Clique nela. Depois, algumas informações pessoais serão solicitadas. O cliente terá que cadastrar uma senha e escolher uma agência de relacionamento. O ideal é que você tenha acesso fácil à agência. 

Como Dar Um Up Grade na Conta Fácil do BB? 

Quando fazemos o up grade na conta Fácil, ela se torna a mesma conta que abrimos pessoalmente na agência. É preciso levar o RG, o CPF, o comprovante de residência e comprovante de renda. No momento da abertura, o cliente também escolhe o pacote de serviços mais adequado para a sua necessidade.  

Se o up grade for aprovado, o cliente passa a ter acesso a cartão de crédito, empréstimos e financiamentos, investimentos, pode também solicitar cartão de várias bandeiras, como Mastercard, Visa, Amex e ELO. 

Após receber um cartão da conta, o cliente pode entrar no site do Banco do Brasil e escolher, dentre os cartões disponíveis, qual o cartão que deseja. O limite é compartilhado entre os cartões.  

Na conta corrente, o cliente ainda terá a opção de conta poupança também. 

Se desejar, também é possível baixar o aplicativo de investimento do bando e realizar aplicações no Tesouro Direto, investir em ouro, e etc. Enfim, ter uma conta corrente comum do varejo do Banco do Brasil. 

Após um certo período, também é possível dar um up grade na conta do varejo para exclusiva, por exemplo. 

Se você tiver apenas a Conta Fácil, sem o up grade, ela permanecerá como um conta corrente pré-paga. 

Serviços Disponíveis na Conta Fácil do Banco do Brasil 

Confira abaixo a relação de serviços disponíveis na Conta Fácil do BB: 

• Permite realizar transferências; 

• Realizar depósitos em dinheiro; 

• Contratação de consórcios; 

• Fazer pagamentos; 

• Usar o cartão de débito Ourocard Conta Fácil para realizar compras; 

• Realizar recargas de crédito em telefone celular; 

• Contratação de título de capitalização; 

• Cadastrar a função de débito automático para pagamento de contas, 

• Contratação de seguro para carro, casa, saúde e etc. 

Além de ser maior de 18 anos e ter renda de até R$ 4.000,00, o cliente também precisa ter um número de celular cadastrado em seu nome. Só é permitido o cadastro de um telefone por CPF.

 

Posso Fazer a Portabilidade de Salário Para Caderneta de Poupança?

Posso Fazer a Portabilidade de Salário Para Caderneta de Poupança?

A portabilidade do salário é uma boa opção para os trabalhadores que não desejam se manter presos ao banco que a empresa estipulou. Por meio dela, o empregado pode transferir os recursos do seu salário para uma outra conta que desejar em qualquer instituição financeira em que tenha ou não uma conta. 

O fato é que muitas pessoas desejam fazer a portabilidade do seu salário para uma conta salário, para não precisarem pagar tarifas de conta corrente e ainda fazerem o seu dinheiro render. 

Porém, como nem sempre eles têm informações suficientes, acabam abrindo uma conta corrente mesmo ou até desistindo de fazer a portabilidade. 

Tudo o que a empresa depositar para o empregado a título de salário, proventos, férias, 13ª salário, e etc., pode ser transferido para a conta que o beneficiário escolher, de forma gratuita e sem nenhum desconto. 

O banco não pode se negar a fazer a portabilidade. Ainda que ele crie algum obstáculo, saiba que todo trabalhador tem direito à portabilidade gratuita. 

Para transferir o salário de uma conta para outra, o banco utiliza a TED (Transferência Eletrônica Disponível) ou a TEC (Transferência Especial de Crédito) 

Assim, o empregado pode solicitar a portabilidade para uma conta corrente, conta eletrônica, conta conjunta ou para a caderneta de poupança. 

Porém, no caso da caderneta de poupança, há uma situação a se considerar. Não são todos os bancos que permitem transferência via TED para conta poupança. Pois os bancos não são obrigados a aceitar esse tipo de transferência para esse tipo de conta. 

É por isso que, antes de solicitar a portabilidade para uma conta poupança, verifique antes com o banco se ele aceita essa situação. Caso não aceite, o valor transferido voltará para a conta do banco de origem. 

Quais Vantagens os Bancos Oferecem Para a Portabilidade do Salário? 

Confira abaixo as vantagens oferecidas pelos principais bancos: 

• Caixa Econômica Federal: a Caixa oferece até 2 extratos da movimentação feita nos últimos 30 dias, 2 consultas de saldo mensais, emissão do cartão magnético, 5 saques mensais, não cobra tarifa de transferência automática da conta salário, prazos e taxas diferenciados para casos de financiamento habitacional, condições especiais em linhas de crédito, desconto em tarifas bancárias ou isenção total. 

• Santander: o cliente tem a chance de escolher a conta que mais combina com o seu perfil, e tem acesso às taxas diferenciadas em produtos de crédito e de investimento. 

 Itaú: o cliente ganha desconto que pode chegar a 10% ao contratar o seguro automóvel, 50% de desconto em teatro e cinema e ainda tem um prazo de até 90 dias para que possa pagar a primeira parcela do crédito pessoal. 

• Banco do Brasil: o cliente que desejar fazer a portabilidade para o Banco do Brasil poderá usar o app do banco para poder migrar a sua conta-salário. Além do mais, o banco também oferece taxas bem mais atrativas para muitas formas de crédito. O banco também oferece um pacote de serviços e também anuidade grátis por um ano no cartão Ourocard. 

 Bradesco: no caso desse banco, ele oferece algumas vantagens que, conforme a parceria firmada entre as empresas públicas e privadas, podem variar. Outra coisa que eles também consideram é o perfil de cada cliente. 

• Banco Inter: um banco 100% digital e não cobra nada para realizar operações. Oferece conta corrente sem tarifas de manutenção, cartão de crédito internacional isento de tarifas, transferências ilimitadas para qualquer uma conta bancária, depósito via boleto bancário, cartão de crédito internacional isento de tarifas, alerta de compras via SMS (sem custo adicional), pagamento por QR Code por meio de app e depósito de cheque via app.

Posso Fazer a Portabilidade de Salário Devendo ao Banco?

Posso Fazer a Portabilidade de Salário Devendo ao Banco?

Todo trabalhador tem direito à portabilidade do salário. E funciona da seguinte forma: quando o trabalhador é contratado, a empresa abre uma conta salário para que o empregado possa receber o seu salário. Essa conta é isenta de tarifas. E o trabalhador também não é obrigado a ficar vinculado à uma instituição bancária que não deseja. Por isso, caso queira, ele poderá transferir o seu salário para o banco da sua preferência. 

A transferência da conta para outro banco é gratuita. O banco também não pode se negar a seguir com a portabilidade para o cliente. 

Ao transferir a sua conta salário para outro banco, o trabalhador mantêm o mesmo benefício de isenção de tarifas. 

Mesmo Devendo o Banco Eu Posso Fazer a Portabilidade do Salário? 

Como regra geral, o banco não pode se negar a fazer a portabilidade do salário, ainda que o cliente tenha contraído um empréstimo. 

Porém, o banco pode tentar causar uma certa dificuldade para o cliente, fornecer informações que não são coniventes, ou coisas parecidas, para dificultar a transferência. 

De acordo com o Banco Central, se o cliente com conta salário tiver contratado empréstimo ou financiamento em algumas situações peculiares, o banco pode descontar as parcelas do salário, mas isso precisa ser previamente autorizado pelo cliente. Fora isso, não existe qualquer norma que permita que o banco desconte 30% do valor do dinheiro do cliente antes de ele efetuar a portabilidade. 

No caso de haver algum vínculo entre o salário do cliente e o empréstimo, existem algumas regras a serem seguidas. 

Crédito Consignado em Conta Salário 

O crédito consignado é uma opção de empréstimo que existe desde 2003, quando Luís Inácio Lula da Silva implementou em seu primeiro mandato. O seu objetivo era impulsionar o crescimento econômico do Brasil através de empréstimos a taxas de juros bem menores. E cujo desconto seria feito na própria folha de pagamento do empregado. 

Os juros são menores porque as parcelas são debitadas diretamente na conta. Dessa forma, o risco de inadimplência é quase nulo. E os bancos conseguem, também, oferecer mais facilidade na contratação. 

E Como Fica a Dívida Se o Cliente Fizer a Portabilidade do Salário? 

Essa é uma dúvida muito comum entre os cidadãos que contratam o empréstimo. Quando fazemos a portabilidade do salário, o mesmo continua caindo no banco de origem, onde a empresa abriu a conta. E este, por sua vez, é quem transfere o salário para a conta de destino do empregado. Assim, quando ele faz a transferência, o valor já cai descontando o valor do empréstimo. 

Mas isso só é possível, como dissemos, se o contratante do empréstimo tiver autorizado previamente o desconto. 

Como Fica o Empréstimo Em Casos de Demissão? 

Quando é demitido, o empregador precisa solicitar ao banco o encerramento da conta salário. Sendo assim, será preciso buscar novas opções de cobrar o empréstimo do cliente, caso ainda tenha prestações a pagar. 

Em alguns casos, o banco desconta 30% do valor recebido de rescisão, ou até o valor total. Mas ambas situações precisam ser autorizadas previamente pelo cliente. Que pode, também, procurar o banco e tentar negociar outras formas de pagamento. É importante entrar em contato com o banco para decidirem como será feito a partir da demissão. Lembre-se sempre de que, se optar por pagar o restante da dívida à vista, o banco deve reduzir os juros cobrados em cada prestação. 

O crédito consignado é uma boa opção para quem precisa do dinheiro e quer evitar a cobrança de altas taxas de juros, que costumam ser bem atrativas nesse caso. 

De qualquer forma, avalie bem a sua situação e se realmente precisa do empréstimo.

Dados Para Transferência TED e DOC: Banco, Agência, Conta e CPF/CNPJ

Dados Para Transferência TED e DOC: Banco, Agência, Conta e CPF/CNPJ

As transferências via DOC e TED chegaram para facilitar a vida do cidadão que precisa transferir dinheiro entre contas bancárias. É um procedimento muito seguro e prático, pois a pessoa não precisa sair com dinheiro e nem precisa ir ao banco. Tudo pode ser feito de dentro da sua casa, acessando a internet. 

Grande parte dos bancos oferecem os serviços de TED e DOC pelo internet banking e aplicativos de celular. Dessa forma, de onde você estiver, você consegue transferir o dinheiro sem nenhuma burocracia. 

A questão é que muitas pessoas não sabem como saber, e ainda têm muitas dúvidas no que se refere a esses tipos de transação. Por isso, separamos algumas informações relevantes do que é preciso para realizar TED e DOC, bem como outras informações interessantes. 

Quais São os Dados Necessários Para Fazer Doc ou TED? 

Antes de mais nada, a primeira coisa que a pessoa precisa para realizar uma TED ou um DOC é uma conta, e com saldo suficiente para transferir. Em seguida, você precisa de algumas informações sobre o beneficiário, a pessoa que irá receber o valor da transferência. Os dados são: 

• Nome completo do beneficiário; 

• Número do CPF ou do CNPJ da pessoa ou da empresa beneficiária; 

• O nome e o número do banco para onde será enviado; 

• O número da agência que receberá o dinheiro,  

• O número da conta bancária do beneficiário. 

Ao realizar uma transferência entre contas pertencentes ao mesmo banco, (TEV, como é chamada), pode não ser preciso informar o número do CPF ou do CNPJ. Fique atento a esse fato. 

Antes de concluir a transferência, confira todas as informações com muita atenção. Se houver alguma informação errada, a transação não será concluída. Porém, o banco cobrará da mesma forma, ainda o dinheiro volte para a sua conta. 

Outra coisa que é preciso se atentar é sobre transferências para uma conta errada, mas que existe. Nesse caso, reaver o dinheiro novamente é bem mais complicado. E nem sempre é possível. 

Contas Digitais 

Uma das novidades hoje em dia são as contas digitais. Por meio delas, o usuário consegue realizar transferências entre contas de bancos diferentes sem ter que pagar nada. As mensalidades são gratuitas para as transações feitas pelo internet banking, aplicativos de celular ou caixas eletrônicos. 

É uma boa alternativa para quem precisa realizar esse tipo de transferência com frequência, mas não quer pagar pelo serviço. 

Se desejar, o usuário pode realizar TED e DOC na boca do caixa também, mas sempre que precisar de atendimento pessoal, ele terá que pagar uma tarifa. A conta digital só é gratuita se você realizar todas as operações pela internet ou caixas eletrônicos. 

Quais as Principais Diferenças Entre TED e DOC? 

A maioria das pessoas já sabe o que difere um tipo de transferência do outro. Mas, para quem ainda não sabe, daremos uma breve explicação:  

TED e DOC são, hoje, algumas das formas mais simples e seguras de se realizar transferência de dinheiro entre contas de banco diferentes. Ambas as opções possuem duas diferenças principais: o limite a ser transferido e o prazo de compensação. 

No caso da TED, não existe limite para realizar a transferência. O usuário pode enviar qualquer valor. Já quanto ao prazo de compensação, esse é quase que automático. Por ser uma transferência eletrônica, o valor cai na conta após poucos minutos que foi transferido. 

No caso do DOC, existe um limite máximo de transferência, que é de R$ 4.999,99. E a compensação costuma demorar um pouco mais para acontecer. Normalmente, o valor cai na conta no próximo dia útil após a transferência.

Como Fazer Transferência no Fim de Semana? Quando Cai o TED e DOC no Sábado, Domingo e Feriado? 

Como Fazer Transferência no Fim de Semana? Quando Cai o TED e DOC no Sábado, Domingo e Feriado? 

Uma dúvida bem recorrente é sobre transferências realizadas fora de dias úteis. Bom, antes de falarmos especificamente sobre essa questão, vamos lembrar como funcionam os prazos de compensação de TED e DOC. 

Quais os Prazos de Compensação de TED e DOC? 

Cada uma das formas acima possui um prazo de compensação diferente. 

A TED, Transferência Eletrônica Disponível, é uma boa opção para as pessoas que precisam transferir valores para contas em bancos diferentes do seu. Mas também pode ser entre contas do mesmo banco. É possível realizar TED pelo internet banking ou pelos caixas eletrônicos. 

O prazo de compensação da TED é um dos seus melhores atrativos. Em geral, o valor transferido caia na conta do destinatário no mesmo dia em que foi enviado. Demora apenas alguns minutos, desde que seja feito em dias úteis e dentro do horário. Para se certificar do horário limite, basta ligar no seu banco.  

O DOC, Documento de Ordem de Crédito, também pode ser usado para transferir dinheiro entre contas de bancos diferentes ou não. As diferenças básicas entre TED e DOC são os limites e o prazo de compensação. No caso da TED, não existe limite para ser transferido. É possível enviar qualquer valor para outras contas. Já o DOC possui um limite máximo de R$ 4.999,99 por dia. E quanto ao prazo de compensação do DOC, ao contrário da TED, não acontece no mesmo dia da transferência. Os valores transferidos costumam cair na conta do favorecido somente no próximo dia útil, desde que enviados em dias úteis e dentro do horário limite. Ou seja, para o DOC, a compensação ocorre em D+1. 

E Como Ficam as Transferências Feitas na Sexta Feira, em Fins de Semana e Feriado? 

No caso da TED feita na sexta feira, existem duas possibilidades: 

Transferência até as 17 horas: nesse caso, o dinheiro cairá na conta no mesmo dia, após alguns minutos. 

Transferência após as 17 horas: nesse caso, a transferência não poderá ser feita no mesmo dia. Será preciso agendar para o próximo dia útil. Por isso, é preciso ficar atento aos horários, caso precise que o dinheiro cai na conta no mesmo dia. 

Para o DOC também existem dois cenários possíveis: 

• Transferência até as 22 horas: o valor transferido cairá na conta no próximo dia útil após a transferência. No caso, na segunda feira, se não for feriado. 

Transferência após as 22 horas: a compensação não poderá ocorrer no próximo dia útil. Será preciso agendar a transferência para a segunda, se não for feriado. Daí, o valor só cairá na conta no próximo dia útil, ou seja, na terça feira. 

TED Sábado, Domingo e Feriado 

Uma TED feita em finais de semana e feriado será agendada para o próximo dia útil. Assim, o valor cairá na conta no mesmo dia em que for transferido. 

DOC Sábado, Domingo e Feriado 

No caso do DOC, a regra é um pouco mais complicada. Quem precisa realizar um DOC em finais de semana, deve saber que a transferência será agendada para o primeiro dia útil seguinte. E o valor só cairá na conta no dia útil subsequente ao envio. Ou seja, se hoje for sábado ou domingo e você agendar um DOC, ele será transferido na segunda, se não for feriado, e cairá na conta do beneficiário na terça. 

Agora, se a transferência for feita em um feriado, seguirá a mesma regra. Com a diferença de que é preciso considerar o dia da semana em que o feriado caiu. Feriado na quarta-feira, o valor só cairá na conta na sexta. Feriado na quinta, o valor cairá na segunda. Feriado na sexta, a transferência será agendada para segunda, e cairá na conta na terça.

Quais os Horários Para Fazer Um TED e DOC?

Quais os Horários Para Fazer Um TED e DOC?

Uma das enormes facilidades hoje em dia para os cidadãos é a transferência eletrônico. Além de ser bem mais rápido, também é muito mais seguro. 

No entanto, até mesmo esses serviços online existe um horário para a realização da transferência, para que o valor possa cair no mesmo dia. 

Qual o Horário Limite Para Realizar Um Doc? 

O DOC, que é um Documento de Ordem de Crédito, permite a transferência de, no máximo, R$ 4.999,99. O valor transferido é creditado na conta do destinatário no próximo dia útil e há um horário limite para realizar a transação, que é até as 21:59 de dias úteis. 

Qual o Horário Limite Para Realizar Uma TED? 

A TED, Transferência Eletrônica Disponível, é um tipo de transferência que pode ser feita para contas de diferentes instituições financeiras, e permite que o valor seja creditado na conta do destinatário no mesmo dia da transferência. Em apenas alguns minutos o valor cai na conta. 

A TED permite transferir qualquer valor, não existe limite mínimo e nem máximo. Assim como o DOC, também há um limite de horário para realizar uma TED, que é das 07:00 às 17:00 horas de dias úteis. 

As transferências feitas após os horários limite serão agendadas para o próximo dia útil.

No entanto, é possível que alguns bancos possuem um horário diferenciado tanto para o DOC quanto para a TED. Por isso, é sempre com conferir antes de realizar a transação. 

Como Evitar Problemas em Transferências Bancárias? 

Antes de realizar uma transferência bancária, é importante conferir todos os dados informados bem atentamente. No caso do DOC, que a compensação acontece, geralmente, no próximo dia útil após a transferência, é mais fácil cancelar a operação. Porém, no caso da TED, se você enviar para a conta errada, será bem difícil conseguir recuperar o dinheiro de volta. 

O Que é Preciso Para Realizar TED e DOC? 

No momento de realizar DOC e TED, é preciso informar alguns dados do beneficiário. Se informar algo errado e o dinheiro voltar para a sua conta, o banco cobrará a taxa pelo serviço da mesma forma. Por isso, fique bem atento às informações digitadas. Confira abaixo o que é preciso informar para realizar a transação: 

• O nome completo do beneficiário da transação; 

• O número do CPF ou CNPJ do beneficiário, 

• Os dados bancários de quem receberá a transferência (número da agência, da conta, o nome e o número do banco).  

É Possível Agendar Uma Transferência Via DOC ou TED? 

A grande maioria dos bancos permite agendar esses serviços. Para saber se o seu banco permite, basta acessar o internet banking, aplicativo do banco ou ligar na central de atendimento. 

Qual a Melhor Opção de Transferência: TED ou DOC? 

Ambas as formas de transferência eletrônica são vantajosas, e escolher a melhor opção vai depender da necessidade de cada pessoa, pois os valores cobrados por ambos os serviços não divergem tanto. Se você precisa que um valor caia na conta do destinatário no mesmo dia da transferência, então a TED é a melhor opção. Em contrapartida, ela não permite cancelamento, a menos que seja agendada. Pois a compensação acontece no mesmo dia da transferência. Em geral, em poucos minutos após ser transferido. 

Já o DOC só cai na conta no próximo dia útil. O que não é tão vantajoso para quem precisa do dinheiro com urgência. Mas permite o cancelamento com maior facilidade, pois a compensação demora mais. 

A TED não possui limite de transferência. O usuário pode transferir qualquer valor de uma conta para outra. 

Já o DOC possui um limite máximo de R$ 4.999,99. Não é permitido transferir mais que esse valor. 

Enfim, escolher a melhor opção dependerá da necessidade de cada pessoa. Mas ambas possuem duas enormes vantagens em comum: a praticidade e a segurança.

Conta Poupança, Salário, de Pagamento Recebem Restituição de IR – Veja Como

Conta Poupança, Salário, de Pagamento Recebem Restituição de IR – Veja Como

Os contribuintes sempre questionam se a restituição do imposto de renda só pode ser creditada em uma conta bancária. E a resposta para essa pergunta é sim. É preciso que o contribuinte tenha uma conta corrente, poupança ou conta conjunta para que o valor da restituição possa ser creditado.  

Não é possível receber esse dinheiro em uma conta salário, pois ela é exclusiva para o recebimento de salário. E somente a empresa é autorizada a creditar valores nessa conta. A partir do momento que algum outro tipo de crédito for feito na conta salário, ela perderá a sua característica de conta salário. O contribuinte que só possui esse tipo de conta deverá seguir um procedimento especial para receber a sua restituição. 

Posso Receber a Restituição do Imposto de Renda em Conta Poupança? 

O contribuinte pode sim receber a restituição em conta poupança e conta corrente, desde que seja de sua titularidade. Pode também receber em conta conjunta. 

É Possível Receber a Restituição Em Contas de Terceiros? 

A restituição do imposto de renda só é creditada em contas de titularidade do contribuinte. Dessa forma, contas de terceiros não podem ser usadas para esse fim. A menos que seja uma conta conjunta. 

Para creditar o valor da restituição, o Banco do Brasil checa as informações e verifica se o CPF do titular da conta é o mesmo do contribuinte recebedor da declaração. No caso de alguma divergência, o valor da restituição não será creditado na conta informada. E será enviado para o Banco do Brasil. Onde o próprio contribuinte deverá sacar. 

Posso Alterar a Conta Indicada Para Receber a Restituição do IR? 

Sim, desde que o contribuinte ainda não tenha sido incluso em alguns dos lotes de restituição. Para alterar a conta, é preciso encaminhar uma declaração retificadora para a Receita Federal. 

O Que Acontece se eu Não Informar Uma Conta na Declaração do IR? 

No caso das pessoas que não informaram nenhuma conta na declaração do IR, será preciso ir a uma agência do Banco do Brasil para sacar o valor, levando consigo um documento de identificação com foto, o recibo da entrega da declaração e o CPF. Se desejar, o contribuinte pode ligar no telefone 4004-0001, do Banco do Brasil, e esclarecer as suas principais dúvidas. A pessoa que não tem conta deve esperar o Banco do Brasil abrir a opção de “Imposto de Renda” no sistema de atendimento telefônico para obter mais detalhes. 

Erros Mais Comuns em Declarações de Imposto de Renda 

Dentre os erros mais comuns que costumam surgir na declaração e fazer com que o contribuinte caia na temida “malha fina” estão os seguintes: 

• Rendimentos tributáveis: o contribuinte precisa declarar todos os rendimentos tributáveis, como salário, aposentadoria, comissão, pró-labore, aluguéis, honorários e outros. Deixar de informar é um erro que pode levar o contribuinte a cair na malha fina. 

• Rendimento do cônjuge: deixar de declarar os rendimentos tributáveis do cônjuge no caso de declaração em conjunto. 

• Incluir dependentes em mais de uma declaração: a Receita só autoriza incluir dependente em somente um CPF ou declaração. Por isso, incluir o mesmo dependente em mais de uma declaração é um erro. 

• Pensão alimentícia: é preciso declarar os valores recebidos como pensão alimentícia, pois trata-se de um rendimento tributável. 

• Despesas com educação: a Receita Federal permite apenas gastos com mensalidade escolar relativa ao ensino infantil, fundamental, ensino médio, superior (graduação, mestrado, doutorado e especialização). Não é permitido declarar despesas com educação de outros cursos que não são autorizados pela legislação. 

• Plano de saúde de dependentes: outro erro é declarar como dedutíveis, as despesas realizadas com planos de saúde dos dependentes que não estejam relacionado na declaração. 

Ainda existem vários outros erros. Esses apresentados são apenas alguns dos mais recorrentes.