Como Fazer Transferências Internacionais

Hoje em dia, realizar ou receber transferências em moedas estrangeiras já faz parte da vida de grande parte dos brasileiros. 

A grande maioria dos bancos já oferece para os seus clientes o serviço que permite que eles façam transferências internacionais. Mas, com certeza, esse serviço envolve custos que devem ser avaliados com antecedência. Dessa forma, por meio da conta bancária, o cliente consegue tanto enviar dinheiro para o exterior, quanto receber. 

Além dos custos, também é necessário verificar quais documentos são necessários para que a transação possa ser efetuada. Para ajudar quem precisa realizar uma transferência internacional, separamos as informações abaixo. Acompanhe: 

Custos de Uma Transferência Bancária Internacional 

Avaliar os custos envolvidos em uma transferência bancária internacional é muito importante. Os valores praticados variam muito de um banco ou instituição bancária para outro. Confira abaixo os valores de alguns dos principais bancos: 

  • Provedor: TransferWise

Taxa de emissão de remessa: R$ 23,60 

Taxa de câmbio: câmbio comercial – sem margem de lucro 

Custo total: R$ 23,60 (IOF já incluso) 

  • Provedor: Santander

Taxa de emissão de remessa: R$ 90,00 

Taxa de câmbio: com margem de lucro 

Custo total: R$ 90,00 + IOF (0,38%) + margem de lucro no câmbio + potenciais custos do beneficiário  

  • Provedor: Itaú

Taxa de emissão de remessa: R$ 130,00  

Taxa de câmbio: com margem de lucro 

Custo total: R$ 130,00 + IOF (0,38%) + margem de lucro no câmbio + potenciais custos do beneficiário 

  • Provedor: Banco do Brasil

Taxa de emissão de remessa: R$ 110,00 

Taxa de câmbio: com margem de lucro 

Custo total: R$ 110,00 + IOF (0,38%) + margem de lucro no câmbio + despesas externas (com tarifa na ordem dos U$$ 100,00 – dólares) 

  • Provedor: Caixa Econômica Federal

Taxa de emissão de remessa: USD$30,00 (dólares) 

Taxa de câmbio: com margem de lucro 

Custo total: USD$30 (dólares) + margem de lucro do câmbio + IOF (0,38%) + despesas SWIFT + potenciais custos do beneficiário 

  • Provedor: Citibank

Taxa de emissão de remessa: 

Taxa de câmbio: com margem de lucro 

Custo total: R$ 150,00 + margem de lucro do câmbio + IOF (0,38%) + potenciais custos do beneficiário 

  • Provedor: Bradesco

Taxa de emissão de remessa: USD$100,00 (dólares) 

Taxa de câmbio: taxa de câmbio com margem de lucro 

Custo total: USD$100 (dólares) + IOF (0,38%) + margem de lucro no câmbio + despesas potenciais do beneficiário 

Os valores podem sofrem alterações caso os bancos façam acordos específicos. Por isso, antes de decidir qual instituição escolher, verifique antes o valor que está sendo cobrado naquela momento. 

O primeiro serviço que informamos é a Transferwise, que é um serviço online para enviar valores a uma taxa bem pequena, quando comparada às taxas cobradas pelas demais instituições. Em média, o valor cobrado pela Transferwise chega a ser até 8x menor do que o valor dos serviços tradicionais. 

Como Realizar Transferência Internacional 

No momento em que vamos fazer uma transferência bancária internacional em um banco, algumas informações sobre o beneficiário serão solicitadas. São elas: 

  • O nome completo do beneficiário
  • O número da conta do beneficiário ou IBAN
  • O motivo da transferência
  • O nome do banco do beneficiário
  • O código SWIFT

Conforme o valor que será transferido, o banco pode solicitar até mesmo a declaração do imposto de renda ou algum documento que comprove o recurso. 

Em alguns bancos, o cliente pode ir pessoalmente à agência para realizar a transação. Outros, porém, costumam exigir que o cliente compareça na agência, ao menos na primeira vez em que for realizar a transferência. 

Alguns bancos permitem que essa transação seja feita até mesmo por telefone, como é o caso do Bradesco e do Santander, dependendo do valor a ser transferido. 

E, como não poderia faltar, também é possível transferir recursos pela internet dependendo do valor, usando o aplicativo mobile ou acessando o internet banking. 

 

Como Fazer Uma TED Pela Caixa: Conta Corrente ou Poupança

Os bancos estão criando muitos métodos para facilitar a vida dos usuários, aumentar a segurança e tornar os processos mais rápidos e práticos. 

Um desses métodos é a transferência eletrônica. Ela permite que o usuário possa transferir dinheiro de uma conta para outra no mesmo banco, de bancos diferentes, da mesma titularidade ou de titularidades diferentes também. E tudo isso sem sair de casa. Somente acessando o internet banking do seu banco. 

Existem duas modalidades de transferência eletrônica: a TED e o DOC. Na TED, não há limite mínimo e nem máximo para ser transferido, a partir de R$ 0,01 é possível transferir qualquer valor. E o dinheiro fica disponível na conta do beneficiário em alguns minutos. Já o DOC, ele também não possui limite mínimo, somente limite máximo, que é de R$ 4.999,99.  Nesse caso, o valor pode demorar um pouco mais para cair na conta de destino. Costuma cair somente no dia seguinte.

Como Fazer Uma TED Pela Caixa Em Conta Corrente ou Poupança? 

Na Caixa Econômica, o correntista pode fazer tanto a TED quanto o DOC na maioria dos casos. Em alguns, no entanto, somente o DOC está disponível, principalmente para quem tem conta poupança. 

A TED poderá não estar disponível para ser feita em caixas eletrônicos. No entanto, o usuário poderá fazer a transferência usando um aplicativo para celular, ou acessando o internet banking para o caso de usuários com conta corrente. Conforme o pacote de serviços contratados pelo cliente, pode não haver cobrança de tarifas. Em média, em janeiro de 2018, a tarifa cobrada para a realização da TED nesses canais era de R$ 9,50. No caso de o cliente optar por realizar a transferência em uma agência bancária, o valor cobrado gira em torno de R$ 17,50. 

Como Fazer Uma TED Pelo o Internet Banking da Caixa? 

Para começar, é preciso que o usuário tenha acesso ao internet banking da Caixa. É necessário cadastrar uma assinatura eletrônica e também instalar o Módulo Adicional de Segurança. A assinatura eletrônica não dá acesso à sua conta. Ela serve para confirmar as transações. Para dar início à autenticação no sistema, é preciso acessar a página https://internetbanking.caixa.gov.br/. Depois, para ter acesso à página do cliente, será preciso cadastrar um usuário e senha. 

Após acessar a página do cliente, você terá acesso à várias opções. Clique em “Transferências” e depois em “TED – Transferência no mesmo dia”. A TED é para realizar uma transferência para uma conta diferente da Caixa. 

Após selecionar a opção “TED”, uma nova página se abrirá, onde os dados do destinatário deverão ser preenchidos. É muito importante preencher os dados com muita atenção, para que não ocorra nenhum erro. Serão solicitados dados como o banco de destino, a agência, o tipo de conta, tipo de pessoa, o nome completo do favorecido, CPF o CNPJ, valor a ser transferido e a finalidade da transferência. 

Depois de preenchidos todos os campos, é preciso clicar em “confirmar”. Nesse momento, será solicitada a assinatura eletrônica. Antes de finalizar a transferência, confirme se todos os dados foram preenchidos corretamente. Caso haja algum erro, o banco de destino poderá estornar o valor transferido para a sua conta novamente. 

transferência via TED é automática. Em poucos minutos, o valor está disponível na conta de destino. É uma das formas mais usadas para transferir dinheiro. Além da segurança que o serviço oferece para o usuário, também não há limite de valores. 

Os valores cobrados para a realização de uma TED variam de um banco para outro. Antes de efetuar a operação, é muito importante conferir antes os valores, até mesmo para se certificar de que terá saldo suficiente na conta para concluir, pois o valor transferido é debitado da conta automaticamente no momento da transferência. 

O Que é Um TEF? Como Funciona e Quais os Prazos?

O que a gente percebe nos dias de hoje é o crescente aumento das pessoas que usam o cartão de crédito para pagar as suas compras. O talão de cheque, o crediário e até mesmo o dinheiro vivo estão, aos poucos, ficando para trás. Seja pela segurança, pelo crescimento exagerado da criminalidade, seja comodidade, em não precisar carregar mais que um cartão na bolsa como forma de pagamento, o cartão de crédito vem ganhando muito espaço no mercado. 

Dessa forma, se o comerciante não trabalha com cartão de crédito em seu estabelecimento, não aceita essa forma de pagamento, ele perderá muita venda, com toda certeza. Nos dias de hoje, aceitar cartão de crédito é uma maneira de alavancar as vendas e de se manter no mercado. Como dissemos, quase não se usa mais outra forma de pagamento. E quase todo mundo tem um cartão de crédito hoje. 

A TEF, ou Transferência Eletrônica de Fundos, é um sistema que possibilita que transações financeiras eletrônicas possam ser realizadas. A TEF é responsável pela comunicação que acontece entre a administradora de cartão e o estabelecimento comercial. Somente com essa comunicação é possível realizar vendas em cartão de crédito e de débito, e também em várias outras modalidades de pagamento eletrônico. 

A TEF está disponível também em terminais de autoatendimento, internet banking e caixa do banco. Se uma pessoa for realizar uma transferência entre contas de um mesmo banco, o valor é creditado na mesma hora na conta da pessoa favorecida. 

O tipo de TEF varia conforme o ramo de atividade e o porte da empresa. Confira abaixo os principais tipos de TEF existentes hoje em dia: 

• TEF discado: esse tipo de TEF usa PinPads e computadores conectados à uma linha telefônica. 

 POS: esse tipo se conecta via linha telefônica e são terminais de ponto de venda de cartões que não dependem de computadores. 

 TEF dedicado: esse tipo usa computadores e PinPads, que usam conexão X-25, oferecidos pelas operadoras de telefonia, para se conectarem. 

 TEF IP: usa computadores e PinPads que se conectam usando uma VPN, ou Rede Privada Virtual. 

O tipo de TEF escolhido irá depender, principalmente, do fluxo financeiro que a empresa possui. 

A principal diferença entre os TEFs está na rapidez da resposta da autorização de uso do cartão. Quanto melhor for a performance, maior será a agilidade no atendimento do cliente. Quando comparamos, percebemos que as TEFs IP e Dedicado apresentam maior rapidez na resposta de autorização do uso do cartão, uma vez que, para se comunicarem com a central, não usam a discagem de linha telefônica. Com isso, nós podemos concluir que os tipos que não dependem de uma linha telefônica são os melhores, pois otimizam o atendimento ao cliente. Esses dois tipos são os mais usados pelas empresas que realizam muitas transações durante o dia. Eles são capazes de compartilhar informações de forma mais rápida. 

O Estabelecimento Comercial é Obrigado a Usar TEF? 

A partir do momento em que a empresa passa a usar transação eletrônica, ela é obrigada a usar a solução TEF. A TEF é capaz de registrar todas as saídas de mercadoria da empresa, mantendo um controle da tributação em todas as transações. E essa informação vem impressa no cupom fiscal, oferecendo mais clareza tanto para o cliente, quanto para o comerciante. 

Na hora de contratar o serviço, é sempre recomendado escolher uma empresa séria, que ofereça um serviço de qualidade, uma vez que as informações devem ser repassadas com muito cuidado, para evitar que caiam em mãos erradas. Faça a sua parte para evitar problemas futuros. 

Qual a Tarifa de TED e DOC dos Bancos?

Hoje em dia, a grande maioria das pessoas estão usando o serviço de transferência eletrônica de valores quando precisam enviar dinheiro para uma outra conta do mesmo banco e de bancos diferentes. As duas formas mais conhecidas são a TED (Transferência Eletrônica Disponível) e o DOC (Documento de Crédito). Existem também outras maneiras de realizar transferências, como os cheques comuns, cheques administrativos e saques em dinheiro para depositar na conta de destino. Porém, essas últimas opções de transferência estão sendo cada vez menos usadas, devido ao aumento do número de fraudes. 

Esses serviços proporcionam mais praticidade nas transações, pois não há nenhuma necessidade de o cliente se dirigir até uma agência bancária para realizar a transação e enfrentar filas. É possível fazer tanto DOC quanto TED da nossa casa, usando a internet, ou também pode ser feita pelos caixas eletrônicos. No entanto, o número de pessoas que realizam essas operações pela internet é bem maior. 

Além da praticidade, o custo de realizar as transferências usando meios eletrônicos é bem menor do que se forem feitas de forma pessoal. Isso sem falar na segurança que é para o cliente. Aliás, a segurança é um dos principais motivos de as pessoas realizarem DOC e TEC. Os bancos estão cada vez mais preocupados em aumentar a segurança nas operações.

Qual o Valor das Tarifas Em Cada Banco? 

O valor das tarifas cobradas pelos serviços de transferência eletrônica varia de um banco para o outro. Os serviços de TED e DOC costumam ser isentos de tarifas dependendo do pacote contratado pelo cliente. Confira abaixo os valores cobrados pelos principais bancos: 

                                               DOC                              TED         

Caixa Econômica – Pessoal  Eletrônico     Pessoal  Eletrônico 

                                     17,50     9,50                   17,50      9,50 

Santander                  17,40     9,40                   17,40      9,40 

Bradesco                    17,85     9,50                    17,85      9,50 

Banco do Brasil        18,85     9,70                    18,85      9,70 

Itaú                              17,90     9,75                   17,90      9,75 

 

Na hora de escolher o pacote ideal, que atenda bem às suas necessidades, considera aquele que tenha a quantidade de serviços que você realmente irá usar, e dê preferência para o pacote que ofereça descontos para serviços avulsos. 

Outra dica de economia é, antes de efetuar a transferência, verificar se não terá que efetuar nenhuma outra para a mesma conta nos próximos dias. Assim, você economiza realizando apenas uma transação. 

Qual a Melhor Opção: TED ou DOC? 

A resposta vai depender de alguns fatores. Se a pessoa estiver com urgência que o dinheiro caia na conta, então a melhor opção é a TED, que não precisa passar por compensação bancária. O valor cai na conta de destino no mesmo dia da transferência. O horário limite para realizar uma TED é até as 17h de dias úteis. E não tem como cancelar a transferência após o envio, pois é automático. Não há limite para uma transferência via TED. 

O DOC possui um limite máximo a ser transferido de R$ 4.999,99. E não cai na conta no mesmo dia. Em geral, costuma cair somente no dia seguinte à transferência. O horário limite para a realização de um DOC é até às 21:59h de dias úteis. Como a sua compensação será feita à noite, é possível cancelar a transferência sem nenhum problema. 

Tanto o DOC quanto a TED podem ser feitas para contas do mesmo titular ou para terceiros, sem custos adicionais. 

Quando as transações são feitas fora da agência, a maioria dos bancos costumam cobrar apenas metade da tarifa tanto do DOC quanto da TED. Por isso, se você ainda não tem acesso ao internet banking, cadastre-se e passe a economizar nessas transações. 

Essas duas modalidades de transferências foram criadas tanto para tornar o dia a dia dos clientes mais prático e os serviços bancários também. Além de aumentar de forma significativa a segurança dos usuários. Pois o número de fraudes vem aumentando de forma assustadora a cada dia. 

O Que é Uma TEV? Como Funciona e Quais os Prazos?

Que é Uma TEV? Como Funciona e Quais os Prazos?

A transferência de dinheiro de uma conta para outra é hoje uma grande facilidade, que vem tornando o nosso dia a dia cada vez mais prático. Seja para receber ou para pagar, os métodos usados para transferência são sempre bem-vindos. E agora com muito mais segurança para o cliente. 

Quando realizamos uma transferência de uma conta para outra, seja do mesmo titular ou de titular diferente, normalmente realizamos um DOC ou uma TED. Essas duas são as formas mais comuns de realizarmos essa transação. 

Hoje, porém, falaremos de uma nova modalidade, que talvez você ainda não conheça ou não se lembre. Trata-se da TEV. Continue lendo que daremos mais informações sobre a respeito. 

O Que é a TEV? 

A TEV, ou Transferência Eletrônica de Valores, é uma outra maneira de transferir dinheiro de uma conta para outra, de diferentes titularidades, com pouco espaço de tempo. Nesse tipo de transação, a  existe uma exigência: que a conta do emitente e do destinatário sejam na mesma instituição. Ou seja, é preciso que os bancos de ambas as contas seja o mesmo. Nesse tipo de transação, o valor transferido é compensado na mesma hora, e cai na conta do beneficiário em até 10 minutos. 

Posso Realizar Uma TEV Em Qualquer Tipo de Conta? 

Sim, desde sejam no mesmo banco. É possível realizar uma TEV entre contas correntes, entre contas poupança e entre uma conta corrente e uma conta poupança. Não há custos envolvidos na transferência de valores entre o mesmo banco. 

Tem Limite Para Realizar Uma TEV? 

O limite vai depender do tipo de conta que o cliente possui, se é pessoa física ou pessoa jurídica, e conforme o seu perfil financeiro, de acordo com a movimentação que o cliente faz normalmente. O limite também varia de um banco para outro. 

Se desejar aumentar o limite, o cliente pode procurar o seu gerente e fazer a solicitação. Para saber qual o limite do seu banco, basta consultar no site do bancono internet banking, nos caixas eletrônicos ou no menu do app do seu banco.  

A TEV pode ser feita em caixas eletrônicos, internet banking ou na boca do caixa. 

Quais as Vantagens de Realizar Uma TEV? 

Assim como as demais formas de transferências, a TEV também tem muitas vantagens. Confira abaixo: 

• O prazo de compensação de uma TEV é muito rápido. Em geral, o valor fica disponível na conta do beneficiário em até 10 minutos. 

 Proporciona muita segurança para ambas as partes, tanto para quem transfere o dinheiro, como para quem o recebe. E evita que as pessoas tenham que andar com o dinheiro na bolsa, correndo o risco de assalto. 

 Pode ser realizada por diferentes tipos de contas: entre contas correntes, entre contas poupança e entre uma conta corrente e uma conta poupança. 

 Oferece muita comodidade para o cliente, pois pode ser feita diretamente na boca do caixa, pelo internet banking ou em caixas eletrônicos. 

 É um tipo de transação que não envolve custos para o emitente. 

 Quem quiser aumentar o seu limite, pode conversar com o seu gerente e fazer uma solicitação. 

 É mais uma opção de transferência para quem precisa transferir dinheiro para outra conta, desde que seja do mesmo banco. 

 É uma forma fácil e rápida de transferir o dinheiro. 

Antes de tentar realizar uma transferência via TEV, o cliente deve verificar o limite permitido pelo seu banco. Depois, é só realizar a transação com muita segurança e com toda a comodidade, sem correr nenhum risco de ser assaltado nas ruas. 

O Que é Uma TED? Como Funciona e Quais os Prazos

O Que é Uma TED? Como Funciona e Quais os Prazos

Ainda é comum a gente encontrar pessoas que realizam as transferências bancárias diretamente em uma agência bancária. Porém, existe uma maneira bem mais simples de transferir dinheiro de uma conta para outra sem precisar sair de casa. Trata-se da TED, ou Transferência Eletrônica Disponível. A TED é uma forma de transferência bancária entre contas do mesmo banco ou entre bancos diferentes. 

Não existe um limite mínimo e nem máximo para o cliente realizar uma TED. Dessa forma, qualquer valor pode ser transferido usando esse tipo de transferência. Pode haver, porém, algum limite estabelecido conforme a forma com que for feita, se pelo internet banking, se nos caixas eletrônicos, por aplicativos de celular, ou pelo atendimento telefônico. Por isso, é sempre recomendado consultar antes os limites estabelecidos pelo seu banco antes de realizar uma TED. Os bancos cobram tarifas para a realização dessa transação, e os valores variam de um banco para outro. 

Quanto Tempo Demora Para Uma TED Cair na Conta? 

A grande vantagem da TED é o seu prazo de compensação, que acontece quase que de forma instantânea. Isso é possível porque a transação não precisa passar pela compensação física. É uma transação totalmente eletrônica. Dessa forma, o dinheiro cai na conta do beneficiário quase no mesmo instante da transferência. Se você precisa transferir ou receber um valor imediatamente, a TED é a melhor forma de transferência para uma situação como essa. 

Para realizar uma TED, é preciso ter em mãos o nome do beneficiário, o CPF ou CNPJ, o número da conta e o número da agência. Recomenda-se ter o máximo de cuidado no momento de digitar os dados da pessoa que receberá o valor, para evitar possíveis erros. Sempre confira antes se todas as informações estão corretas antes de finalizar a transação. 

Como Realizar Uma TED? 

Em quase todos os bancos é possível realizar uma TED pelo internet banking, pelo caixa eletrônico, na própria agência ou até por telefone. Quando o cliente realizar uma TED sem necessitar da intervenção humana, ou seja, pela internet, o custo da transação será bem menor. Existe ainda a possibilidade de o banco oferecer isenção de TED conforme for o pacote de serviços do cliente. 

Dependendo do valor da transação, pode ser necessário que o cliente procure o gerente para poder realizar a transferência. É muito comum os bancos definirem valores máximos para TED feita pela internet como uma forma de aumentar a segurança do cliente. 

Quais as Vantagens de Uma TED? 

A TED oferece muitas vantagens para o cliente. Dentre as principais, estão: 

• O valor transferido cai na conta do beneficiário no mesmo dia, costuma demorar menos de 30 minutos, desde que a transação seja feita até as 17:00h de dias úteis. 

• É considerada uma das formas mais seguras de se transferir dinheiro hoje em dia. 

• É um método muito fácil e prático de realizar transferências. 

• Proporciona muita comodidade para o cliente, pois pode ser feita de casa, usando aplicativos de celular, ou um computador, por meio do internet banking. 

• Não existe limite mínimo e nem máximo de valor a ser transferido. O cliente pode transferir qualquer valor que desejar usando uma TED. 

• Quando feita sem a intervenção humana, o valor da tarifa pode ser bem menor. 

• Alguns bancos oferecem isenção de tarifas para os clientes realizarem TED, conforme o pacote de serviços do mesmo. 

• Só permite a finalização da transação de houver saldo suficiente na conta. 

• Os bancos costumam estipular valores máximos para TEDs realizadas pela internet, como forma de aumentar a segurança dos clientes.  

O Que é Um DOC? Como Funciona e Quais os Prazos?

Que é Um DOC? Como Funciona e Quais os Prazos?

O DOC, ou Documento de Ordem de Crédito, é uma maneira de transferir dinheiro entre contas bancárias do mesmo banco ou de bancos diferentes. Todos os bancos oferecem esse serviço para os seus clientes. É uma modalidade de transferência regulamentada pelo Banco Central. 

Os bancos podem cobrar uma taxa fixa para esse serviço, incluírem o valor na tarifa mensal cobrada do cliente, ou ainda oferecer uma quantidade de DOC’s gratuitos por mês. O ideal é consultar como funciona no seu banco antes de realizar o serviço. 

Para realizar o DOC, o cliente tem duas opções: pelo internet banking ou indo a uma agência bancária. E cliente não tem nenhum tipo de contato físico com o dinheiro, pois a transferência é feita de forma eletrônica. 

Não há um valor mínimo para se realizar um DOC. Em compensação, há um valor máximo de R$ 4.999,99. Acima desse valor, deve-se realizar uma TED, o que é uma outra forma de transferência. 

O valor transferido via DOC será creditado na conta do destinatário somente no próximo dia útil. Antes, ele precisa passar pelo sistema de compensação do banco. 

Como Realizar Um DOC? 

Antes de transferir o dinheiro, é preciso ter em mãos as informações da pessoa que receberá o dinheiro. Todas as informações são muito importantes para garantir que o dinheiro será enviado para a pessoa certa. Se houver alguma informação incorreta, o valor pode cair na conta de outra pessoa ou a transferência pode não ser realizada. Nesse caso, o valor volta para a conta da pessoa que fez o DOC. Mas, se cair em outra conta, você terá mais trabalho para resolver. Confira abaixo os principais dados para a realização de um DOC: 

• Nome completo, se for pessoa física, e razão social, se for pessoa jurídica. 

 CPF ou CNPJ de quem irá receber o valor. 

 O número da conta. 

 O número do banco. 

 E o número da agência do destinatário. 

Quais as Vantagens do DOC? 

Conheça abaixo as principais vantagens de um DOC: 

• É uma das formas mais seguras de se fazer uma transferência. 

• É um procedimento muito simples e muito rápido de fazer. 

• Tem uma garantia maior de que o valor será enviado para a pessoa certa. 

• Pode ser feito de dentro de casa, usando apenas o celular ou computador com internet. 

• Os bancos costumam oferecer uma quantidade grátis mensal de transferência via DOC. 

• Pode ser feito entre contas de um mesmo banco e também entre contas de bancos diferentes. Sendo que o procedimento para ambos é o mesmo. 

• Não existe um valor mínimo para ser transferido via DOC. Somente o valor máximo, que é de R$ 4.999,99. 

• Dependendo do banco, a tarifa pode ser menor que para realizar uma TED. 

• O valor cai na conta do favorecido no próximo dia útil depois de realizada a transferência. 

• Todos os bancos oferecem esse tipo de serviço.  

• Em dias úteis, pode ser realizado até as 21:59h de dias úteis. 

• Poderá ser cancelado pelo banco, sem nenhum prejuízo para o cliente, se houver algum erro na transferência. Pois só é compensado à noite. 

• Pode ser realizado tanto para contas diferentes do mesmo titular, quanto para conta de outra pessoa. E os custos e procedimento são os mesmos para ambos. 

• Para maior segurança, a transferência via DOC passa pelo sistema de compensação bancária. Por isso é que a compensação acontece somente no dia útil seguinte à transferência. 

• Quando realizado pela internet, os bancos costumam cobrar somente metade da tarifa para o cliente. 

DOC ou TED Errado – Tem Como Consertar?

DOC ou TED Errado – Tem Como Consertar? 

O DOC (Documento de Ordem de Crédito) e a TED (Transferência Eletrônica Disponível) são transações bem comuns para quem quer realizar transferência de dinheiro de uma conta para outra. São transações muito seguras. Basicamente, as duas diferenças entre ambos são com relação aos valores e ao prazo que o dinheiro demora para cair na conta.  

No que se refere aos valores, não há valor mínimo para transferir em nenhuma das duas operações. Porém, quanto ao valor máximo, no DOC só podemos transferir até R$ 4.999,99. Já na TED, também não há limite superior. 

Já com relação ao prazo em que o dinheiro demora para cair na conta, o DOC requer passar antes pelo sistema de compensação bancária. Por esse motivo, ele só cai na conta no dia útil seguinte à realização da transferência. Já a TED é mais rápida. O valor cai na conta no mesmo dia. Podendo cair no mesmo instante da transferência. 

Antes de sair realizando essas transações, é importante consultar quantas transferências você tem direito de realizar no seu pacote. Pode ser que você tenha um número permitido e que já esteja incluso no valor que você já paga por mês. Se já usou o seu limite de DOCs grátis no mês, verifique se pode realizar TED sem precisar pagar. 

Problemas na Hora de Realizar DOC ou TED 

No momento de realizar a transferência via DOC ou TED, são solicitadas várias informações muito importantes para que a transação seja feita corretamente. Alguns desses dados são o CPF do beneficiário ou o CNPJ e a conta corrente do mesmo. Além de várias outras informações. 

Quando alguma das informações solicitadas é informada errada, o DOC ou a TED podem não ser realizados, causando problemas para o beneficiário. 

Se acontecer de o número da conta ser informado errado, e a transferência for para a conta de outra pessoa, é muito importante procurar o banco o mais rápido possível, para que resolvam a situação o quanto antes, sem se esquecer do comprovante de transferência. Caso a pessoa que recebeu o valor gaste a quantia, mesmo sabendo que não lhe pertencia, você poderá registrar um boletim de ocorrência (BO). 

Como o DOC demora um pouco para cair na conta, por ter que passar pelo sistema de compensação bancária, conforme informamos, então fica mais fácil de resolver. Porém, com a TED, a situação é um pouco mais delicada, pois a transferência acontece no mesmo dia ou até instantaneamente. Mas, de ambas as formas, o banco tem como resolver.  

Outra situação mais comum de acontecer é o dinheiro transferido voltar para a conta da pessoa que realizou a transferência. Isso acontece devido a algum erro na digitação dos dados. Ou dados insuficientes para concluir a operação. Nesse caso, o primeiro passo é identificar a causa da devolução. Em seguida, verificar novamente com o beneficiário todos os dados necessários para a transação. Pode ser que a pessoa anotou algum número errado. 

Outra situação possível é você receber uma transferência que não era sua. Nesse caso, o correto a se fazer é não mexer no dinheiro e entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente. Eles tomarão as medidas necessárias. Fazendo isso, você poderá evitar muitos problemas futuros, pois o banco conseguirá identificar que o valor foi para a sua conta. 

Hoje em dia, não é tão comum a ocorrência desses erros. É exatamente por isso que são solicitadas tantas informações importantes antes de concluir a operação. Mas, se ainda assim acontecer algum tipo de erro, o ideal é contatar o banco com o máximo de rapidez.

Posso Fazer Transferência da Poupança? TED ou DOC?

Posso Fazer Transferência da Poupança? TED ou DOC? 

A conta poupança é um tipo de aplicação financeira mais tradicional que existe, embora os rendimentos não sejam muito vantajosos. Em geral, quem investe na caderneta de poupança está mais preocupado em guardar os valores do que com os rendimentos em si, a menos que o valor depositado seja muito alto, para que os juros recebidos compensem a aplicação. 

São vários os benefícios que a conta poupança oferece para o cliente. Mas uma dúvida sempre paira no ar: é possível fazer transferência de uma conta poupança? 

É verdade que existem muito poucos materiais falando de como se faz uma transferência de uma conta poupança para outra. Por isso, resolvemos explicar de forma detalhada como funciona essa transação. 

A primeira coisa que as pessoas costumam perguntar é se é possível realizar transferência de uma conta poupança para outra. E a resposta é sim. É possível transferir de uma conta poupança para outra conta poupança de um mesmo banco ou de banco diferente. Como também é possível transferir de uma conta poupança para uma conta corrente do mesmo banco ou de outro banco. Se a transferência for feita para outros bancos, é possível que haja cobrança de taxas. Por isso, antes de realizar a transação, é fundamental verificar se há cobrança e de quanto é. 

Como dissemos, é possível realizar transferência de uma conta poupança para uma conta corrente também dentro de um mesmo banco. Isso é feito usando o cartão da conta por meio do internet banking. 

Se desejar fazer uma transferência de uma conta poupança para uma conta corrente de outro banco, então deverá realizar um pedido de transferência tipo DOC para a conta que receberá o valor. Em alguns bancos, essa transação pode ser feita diretamente da conta poupança, usando os terminais de autoatendimento, ou pelo internet banking. Já em outros, pode ser preciso se dirigir ao gerente do banco ou a um caixa para realizar a transferência. 

É Possível Realizar Transferência de Uma Conta Salário? 

A conta salário é diferente da conta poupança. Através da conta salário, é possível transferir gratuitamente valores para uma conta de outro banco. O nome dado a essa transação pe “portabilidade do salário”. O salário é transferido de forma integral para a outra conta, sem nenhum custo adicional, e até as 12:00 do mesmo dia em que foi creditada na sua conta salário. A esse tipo de transferência, dá-se o nome de TED. 

TED Em Conta Poupança 

TED é uma modalidade de transferência de valores muito usada nos dias de hoje. É uma transação eletrônica, ou seja, não precisa passar pelo sistema de compensação bancária. Dessa forma, o valor cai na conta de destino na mesma hora. Hoje em dia, o limite mínimo para realizar transferência via TED é de R$ 0,01. E não existe limite superior para esse tipo de transferência. Para realizar uma TED, basta que a pessoa possua uma conta poupança ou corrente no banco. No entanto, algumas instituições não permitem que seja realizado TED de uma conta poupança. Por isso, é sempre bom se informar no seu banco. 

DOC Em Conta Poupança 

DOC é uma modalidade de transferência que só pode ser feita por instituições autorizadas pelo Banco Central. O valor só é creditado na conta de destino no próximo dia útil, desde que a transação seja realizada até às 21h59. Caso contrário, será creditada apenas no segundo dia útil. Não há limite mínimo para o DOC ser realizado. Sendo assim, a partir de qualquer valor é possível realizar a transferência. Porém, há um limite máximo para esse tipo de transação, que é de R$ 4.999,99. 

Quantas Horas Uma TED Cai Na Conta? 

Quantas Horas Uma TED Cai Na Conta? 

As Transferências Eletrônicas Disponíveis, ou TED, como são mais conhecidas, são consideradas a forma mais rápida e prática de transferir recursos de um banco para outro. O valor cai na conta no mesmo dia. Normalmente, demora no máximo 30 minutos para que o valor esteja disponível na conta poupança ou conta corrente do destinatário. 

Quando Uma TED Pode Ser Enviado? 

Uma TED deve ser enviado somente em dias úteis, e respeitando o horário de funcionamento da instituição financeira, e que pode variar de uma instituição para a outra. Por isso, é sempre recomendado consultar a instituição antes de realizar a transação. Em certos bancos, o horário de envio de TED é de 06h às 18h. Em outros, porém, é de 09h às 16h. 

Quanto Tempo Demora Para Uma TED Cair Na Conta? 

Se a TED for enviado dentro do horário de funcionamento da instituição financeira, então o valor é creditado na conta do destinatário no mesmo dia. Em geral, não demora mais que 30 minutos. 

Se a transferência for feita após o horário comercial, então a TED será agendada para o próximo dia útil. Em algumas instituições financeiras, elas costumam efetivar as transferências agendadas somente no fim do expediente. Por isso, o ideal mesmo é evitar realizar a transferência fora do horário. 

Por Que Algumas TEDs Demoram Para Cair Na Conta? 

A Transferência Eletrônica Disponível (TED) foi criada com a intensão de ser uma operação quase instantânea. Sendo realizada dentro do horário comercial, em geral ela cai em até 30 minutos na conta do destinatárioEm alguns casos, no entanto, esse prazo pode se estender.  

O que acontece é que a transferência não acontece de forma 100% eletrônica em todos os bancos. Pode acontecer de demorar até 3 horas para que a transferência seja finalizada pois, em algumas instituições financeiras, pode haver a necessidade de validação manual, que é feita pelo departamento segurança do banco. É preciso aguardar a liberação da transferência, que é feita por um funcionário. Isso é feito com a intenção de evitar fraudes. A TED, porém, não leva mais que 30 minutos para ser concluída. 

Porém, mesmo que seja preciso realizar esse procedimento, a TED tem que cair na conta no mesmo dia, desde que seja efetivada dentro do horário comercial. Se não cair, o consumidor pode entrar com uma reclamação no SAC (Serviço de Apoio ao Cliente) ou na Ouvidoria dainstituição em questão. 

Vejamos abaixo os principais motivos que podem levar ao atraso na efetivação da TED:  

• TED precisa passar por validação manual ou por procedimento de segurança: como dissemos acima, nesse caso, a TED é efetivada somente após a análise do setor de segurança da instituição financeira. 

 Dados incorretos: a transferência é devolvida se houve alguma divergência ou erro nos dados da conta do destinatário. Nesse caso, a devolução ocorrerá no mesmo dia, se a transferência tiver ocorrido dentro do horário comercial. Ou no dia útil subsequente. 

 TED enviada fora do horário comercial ou em dia não útil: se isso acontecer, somente no próximo dia útil é que a transferência será realizada. 

 Cliente seleciona DOC ao invés de TEDo DOC não cai na conta no mesmo dia. Por isso, se o cliente selecionar essa opção ao invés de TED, a transferência poderá demorar até 3 dias úteis para ser efetivada.  

 TED agendada para outra data: pode acontecer também de o cliente selecionar outra data para a transferência no momento do agendamento. Nesse caso, a efetivação se dará somente na data agendada. 

São situações comuns e que, com exceção da primeira, dependem somente de atenção. Por isso, no momento de realizar a transação, observe bem e confira com atenção os dados informados.