Saí do Emprego – Preciso Fechar a Conta Salário? Vou Pagar Tarifas? 

A grande maioria das empresas prefere realizar o pagamento do salário dos seus funcionários pela conta salário. Isso facilita muito o trabalho, ainda mais de o número de empregados for muito grande. Tanto a empresa quanto os funcionários são beneficiados com essa medida. 

O salário será depositado nessa conta enquanto o empregado estiver trabalhando na empresa. 

Acontece que, quando o empregado sai da empresa, é preciso proceder com o encerramento da conta. Geralmente, esse processo deve ser feito pela empresa, que deve contatar o banco e solicitar o encerramento da conta. Se isso não acontecer, e não houver nenhum depósito nos próximos três meses, o cancelamento da conta será automático. No entanto, é sempre bom conferir se a conta foi encerrada mesmo após esse prazo. 

É muito importante que o funcionário fique atento ao que está estabelecido em seu contrato. Erros podem acontecer. Por exemplo, ao invés de abrir uma conta salário, o banco pode abrir uma conta corrente. Nesse caso, após o desligamento da empresa, é comum as pessoas pensarem que a conta foi encerrada, quando não foi. E as cobranças continuam acontecendo. Em muitos casos, quando a pessoa se dá conta do que aconteceu, já está devendo muito dinheiro no banco. Após um tempo de saldo negativo, o nome do usuário pode ser inserido nos órgãos de proteção ao crédito. 

Por isso, é de extrema importância verificar se a conta foi mesmo encerrada ou não. Só assim é possível evitar uma série de problemas futuros. 

No Caso de Empréstimos e Financiamentos, Como Fica o Encerramento da Conta? 
Se o funcionário se desligou da empresa, mas tem algum empréstimo ou financiamento com o banco, é preciso entrar em contato com o banco e combinar a melhor forma de pagamento, caso seja feito o encerramento da conta. 

Cada banco tem as suas regras em casos como esses. O usuário pode verificar se é possível continuar pagando as prestações na mesma conta sem que haja cobranças, pode tentar quitar o valor total dadívida. Tudo vai depender das regras internas da instituição e também do acordo feito no momento de assinar o contrato. 

De qualquer forma, o encerramento da conta salário não pode fazer com que o usuário se endivide. 

Confira abaixo mais algumas informações úteis sobre a conta salário: 

• Antes de proceder com a abertura da conta salário, esclareça todas as dúvidas que tiver na empresa e no banco. 

• Se o funcionário optar pela portabilidade de salário, não pode haver nenhuma cobrança por esse serviço. E o salário deverá ser transferido de forma automática todos os meses depois de concluída a portabilidade. 

• Não pode haver movimentação na conta por cheque. 

• O funcionário tem direito a 5 saques todo mês e a 2 consultas de saldo. 

• O banco deve oferecer o cartão magnético para a movimentação da conta de forma gratuita. 

Confira abaixo as principais vantagens de uma conta salário: 

• Não há cobrança de taxas.  

• O banco não pode se negar a abrir a conta, uma vez que ela não disponibiliza nenhum tipo de crédito para o empregado. 

• Mesmo que o funcionário esteja com o nome sujo, ele poderá abrir a conta salário. 

• Maior segurança, pois evita que os empregados tenham que sair da empresa levando dinheiro em espécie contigo. 

• Se o empregado desejar, poderá fazer a portabilidade da sua conta salário para o banco da sua preferência. 

• Caso queira, o empregado poderá contratar empréstimos e financiamentos que o banco oferece e o valor poderá ser descontado diretamente no seu salário.

É importante que o funcionário não use a sua conta para outras coisas que não seja o recebimento do seu salário.

Sou Obrigado a Aceitar Descontos no Salário?

Quando trabalhamos com carteira assinada, é comum nos depararmos com os descontos informados em nosso holerite. Geralmente, o valor líquido que recebemos é diferente do valor do nosso salário base, pois recebemos somente após a empresa efetuar todos os descontos necessários, como a Contribuição Previdenciária, o Imposto de Renda Pessoa Física, e vários outros. Esses descontos sempre acontecerão para quem trabalha no regime trabalhista da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). 

No entanto, alguns descontos são obrigatórios e outros são opcionais. E é muito importante saber quais são eles para não ter descontado mais do que deve. 

Descontos obrigatórios: depois que aconteceu a mudança na lei trabalhista brasileira, somente dois descontos passaram a ser obrigatórios. No caso desses descontos, o empregado não tem como optar ou não. Eles serão feitos de todos os trabalhadores que trabalhem de carteira assinado e que se enquadrem na situação que permita o desconto. No caso do INSS, ele é obrigatório para todos os funcionários. Já o Imposto de Renda leva em consideração o salário do empregado. Existe um valor mínimo de salário para que o desconto possa ser feito, independente da opção do trabalhador. 

• Imposto de Renda (IR): o desconto do imposto de renda deve ser feito após serem subtraídos os valores relativos a cada um dos dependentes que é de R$ 189,59 por pessoa, e o valor relativo ao INSS trabalhador. O valor do desconto do Imposto de Renda varia de acordo com o salário. Ou seja, quanto maior for o salário, maior será o desconto. 

• INSS (Instituto Nacional de Serviço Social): o cálculo do INSS é feito com base na remuneração do trabalhador. O valor pode variar entre 8 e 11% do valor total recebido, considerando o valor máximo de R$B 513,01 ao mês. A empresa é responsável por proceder com o recolhimento do valor. 

Descontos Opcionais: além dos descontos acima, existem outros que também podem ser feitos, que estão relacionados aos benefícios que a empresa oferece aos seus empregados. No entanto, a empresa só pode proceder com esses descontos se eles forem autorizados pelo funcionário, mediante assinatura de contrato. Caso contrário, a cobrança não será legal. Esses descontos podem ser referentes à vale-alimentação, ausências, plano de saúde, vale-transporte, e etc. No caso desses benefícios, o empregado pode optar ou não por tê-los. 

Antes da reforma nas leis trabalhistas, o desconto anual da contribuição sindical, que corresponde a um dia de trabalho do funcionário, era obrigatório. Após a reforma, o desconto passou a ser facultativo. Ou seja, o empregado pode optar ou não pelo desconto. 

No caso do vale-transporte, embora seja um desconto opcional, existe um limite máximo permitido que pode ser descontado do salário, que é de 6% do valor concedido. 

Não há um limite máximo para a quantidade de benefícios. Mas há um limite máximo para os descontos feitos na folha de pagamento. Os descontos salariais devem ser de, no máximo, 70% do salário. Ou seja, quem trabalha de carteira assinada deve receber, no mínimo, 30% do seu salário bruto todos os meses. E o valor do desconto feito no salário não pode ser maior que o valor total do benefício. 

Descontos Indevidos: além dos descontos obrigatórios e dos opcionais, existem alguns outros descontos que são proibidos. A empresa não pode descontar do salário do funcionário materiais de uso obrigatório no desenvolvimento da tarefa na empresa. Dentre esses materiais, estão o uniforme, o crachá e equipamentos de proteção individual e coletiva. Agora, se o funcionário estragar o seu uniforme por mau uso, ou perder o seu crachá e for preciso receber outro, a cobrança poderá ser feita. 

É muito importante ficar atento a todos os descontos feitos no holerite. Se identificar alguma cobrança indevida, procure o setor de Recursos Humanos da sus empresa para esclarecer. 

O Banco Negou a Abrir Conta Salário: E Agora?

Quando uma empresa contrata um novo empregado, na maioria dos casos, ela opta pelo pagamento do salário por meio de uma conta salário. Essa medida facilita o trabalho da empresa, pois é muito mais prática. Além de também ser uma forma aumentar a segurança do empregado contra roubo. 

A conta salário é uma conta exclusiva para o recebimento de salário. A empresa que contrata o funcionário é responsável pela abertura da conta em nome do colaborador e somente ela pode transferir dinheiro para essa conta. Que serve também para aumentar a segurança dos funcionários, que não precisam sair da empresa levando dinheiro em espécie consigo. Também é um método mais prático para as empresas. Especialmente se for de grande porte. 

A conta salário não cobra nenhuma taxa, nem tarifa e nenhum valor a título de manutenção da conta do funcionário. A empresa entrega uma carta para o colaborador, que se dirige até a agência que a empresa escolher para abrir a conta. 

Mas e se o banco se negar a abrir a conta? Ele pode fazer isso? O que fazer nesse caso? 

O Banco Pode Se Negar a Abrir a Conta Salário? 

Quando a empresa entrega uma carta para o colaborador se dirigir até o banco, é porque já houve um contato entre o banco e a empresa e ambos já firmaram um contrato, onde estabelecem que todos os funcionários receberão o salário por meio da mesma agência. 

Sendo assim, o banco não pode se negar a abrir a conta salário do empregado que tenha a carta de solicitação da empresa em mãos. 

Se o Funcionário Tiver Dívidas no Banco Ele Pode Descontar da Conta Salário? 

Essa é outra dúvida muito comum: quando o empregado deve exatamente o banco onde a conta salário será aberta. Será que o banco pode descontar a dívida da conta salário do funcionário? 

Essa prática é proibida. O banco não pode descontar dívidas diretamente da conta salário do funcionário. A menos que haja algum acordo entre ambas as partes: banco e empregado. Mas é preciso formalizar o acordo com a assinatura de um contrato para que a cobrança seja legal. 

O Empregado Pode Abrir Uma Conta Salário Mesmo Se Estiver Com o Nome Sujo? 

Mais uma questão muito discutida é sobre o empregado ter restrições em seu nome. Quando a pessoa está com o nome sujo, indica que ele não é um bom pagador e, por algum motivo, não cumpre com as suas obrigações financeiras. 

No entanto, como um direito fundamental e impenhorável, o empregado tem direito a um salário e a usá-lo da forma que julgar melhor. 

Mesmo nesse caso, ainda que o nome esteja sujo, o empregado pode sim abrir uma conta salário, pois essa conta não irá fornecer nenhum crédito para o funcionário. Ela é exclusiva para o recebimento de salário. 

Ela não pode ser usada para outros tipos de depósitos, não permite o uso de cheques, solicitação de empréstimo, nem de cartão de crédito. Dessa forma, o banco está resguardado de problemas quando aceitar abrir uma conta salário para uma pessoa com o nome cadastrado nos órgãos de proteção ao crédito. 

Caso o banco se negue a proceder com a abertura da conta em algumas dessas situações, o funcionário da empresa pode registrar um Boletim de Ocorrência Policial. Em seguida, pode também registrar uma reclamação no site do Banco Central e também no PROCON da sua cidade. 

O banco não pode se negar a abrir a conta salário, mas é preciso que o empregado tenha em mãos a carta de solicitação entregue pela empresa. 

Crédito Pessoal: O Banco Pode Descontar do Salário?

O crédito pessoal é um artifício usado por muitas pessoas para quitar dívidas, principalmente nos dias de hoje com o aumento do custo de vida. 

Para quem não sabe, o crédito pessoal é uma forma de empréstimo que os bancos e as instituições financeiras oferecem sem que haja tantas condições impostas para os clientes. 

Antes de o empréstimo ser autorizado, o cliente passa por uma análise de crédito. Essa análise é feita para que a instituição possa se certificar de que cliente terá condições de pagar o empréstimo. Caso a solicitação seja aceita, o valor será depositado na conta corrente. Pelo fato de ser um tipo de empréstimo mais fácil de ser contratado, ele possui altas taxas de juros, sendo conhecido como um dos mais caros disponíveis no mercado. 

Quem trabalha em empresa pública ou privada pode solicitar o crédito pessoal com desconto da parcela na sua conta salário. O empregado deve se informar no RH da empresa a possibilidade de contratar o empréstimo, que torna necessário um convênio entre a empresa, o sindicato e o banco. 

Vantagens e Desvantagens do Crédito Pessoal 

Confira abaixo as principais vantagens do crédito pessoal: 

• A facilidade e a rapidez que o crédito consignado pode ser obtido são algumas das suas principais vantagens. 

 Muitas das instituições que disponibilizam o crédito pessoal permitem que todo o processo possa ser feito diretamente pela internet. 

 Vários empréstimos pessoais permitem que o montante solicitado possa ser aumentado posteriormente.  

É comum as pessoas se esquecerem dos pontos negativos do crédito pessoal. Agora, confira as desvantagens: 

 A principal desvantagem está na alta taxa de juros. 

 A facilidade em contratar o empréstimo também tem um lado negativo. Uma vez que, devido a essa facilidade, o usuário acaba acumulando dívidas de forma impulsiva. 

 Existe uma enorme competitividade no mercado de créditos pessoais. Por esse motivo, as campanhas publicitárias tornaram-se muito agressivas, levando à indução do consumidor em contratar o empréstimo. 

Como Evitar o Endividamento 

Contratar um empréstimo deve ser sempre a última das últimas alternativas. A gente sabe que o aumento do desemprego acaba forçando uma série de situações que a gente gostaria de evitar, e uma das principais é o endividamento. Mesmo trabalhando, às vezes a pessoa se vê sem condições financeiras para pagar todas as suas dívidas. Nessa hora, o que a maioria das pessoas costuma fazer é contratar um empréstimo. 

Para evitar situações como essa, separamos algumas dicas de como evitar o endividamento. Confira abaixo: 

• Evite gastar toda a sua renda. Sempre reserve uma parte para eventuais imprevistos. O nosso salário não pode ficar todo comprometido com dívidas.

• Reduza tudo o que for supérfluo. Muitas das coisas que nós desejamos, não precisamos de fato. A gente compra muita coisa só por estar na promoção.

• Reúna toda a família e faça um planejamento familiar que envolva a todos. 

• Evite o desperdício e gastos inúteis, como os valores que pagamos de juros quando nos esquecemos de pagar uma conta e temos que arcar com os juros, por exemplo. 

• Não comprometa toda a sua renda com contas. Somente 1/3 da nossa renda pode ficar comprometida. 

• Anote todos os gastos diariamente. Desde o cafezinho até as contas mais caras que pagar no decorrer do dia. 

• Evite o uso descontrolado do cartão de crédito. Pague sempre o valor total da sua fatura. Nunca pague o mínimo e nem parcele a fatura.  

• Não ande com o seu cartão de crédito. A menos que precise realmente usá-lo, deixe-o guardado em casa. 

• Estipule metas para toda a família cumprir. 

• Não faça compras muito caras, mesmo que sejam parceladas. Lembre-se que o seu orçamento ficará comprometido enquanto não quitar a dívida. 

Como Funciona a Portabilidade de Salário

Quando o trabalhador é contratado por uma empresa, geralmente ela abre uma conta salário para que possa depositar o salário do empregado. Acontece que, em alguns casos, o trabalhador não quer continuar com sua conta salário naquele banco e gostaria de transferir o seu pagamento para uma outra instituição. Nesse caso, ele tem a seu favor o direito à portabilidade de salário. É um direito garantido por lei. A conta salário é usada exclusivamente para o pagamento do salário e não aceita pedido de cartão de crédito, cheques e afins. E somente a empresa pode realizar depósitos na conta salário do empregado. 

O objetivo da conta salário é facilitar o pagamento dos empregados, principalmente se for uma empresa de grande porte. Além do mais, ela oferece uma enorme segurança para o trabalhador, que não precisa sair da empresa levando dinheiro. 

Se o funcionário já possui uma conta corrente em outro banco e queira continuar nele, pode solicitar a portabilidade do seu salário para o banco onde já é cliente. O banco não pode negar a solicitação do cliente, pois é um direito que ele tem. 

Como Funciona a Portabilidade e Quando Solicitar? 

Logo que receber o primeiro salário, o funcionário já poderá solicitar a portabilidade. Ainda que tenha dívidas, a portabilidade deve ser feita sem a cobrança dos 30% que as pessoas costumam dizer. 

Após realizar a portabilidade, a empresa que possui contrato com o banco deposita o salário do funcionário. De forma automática, esse banco repassa o valor integral do salário depositado para o banco que o trabalhador escolheu, com exceção apenas se o banco estiver autorizado a descontar algum valor do salário ou se houver algum crédito vinculado ao salário. 

O prazo definido para que a transação seja efetuada pelo banco é de até 12 horas. Dessa forma, o depósito do salário acontece na mesma data de recebimento que a empresa definiu. 

Vale a Pena Fazer a Portabilidade? 

Essa é uma questão um pouco pessoal. Se a pessoa já tem uma conta no banco e está satisfeito com o atendimento que recebe, se tem vantagens que lhe atendem bem, a portabilidade pode sim valer a pena. Se a conta for antiga, pode ser ainda mais vantajoso. 

Agora, se o cliente não tem conta no banco, as vantagens oferecidas podem ser as mesmas. Já a conta salário, as vantagens são as mesmas em qualquer banco. 

Portanto, a opção pela portabilidade deve ser bem avaliada. Se realmente tiver vantagens, então vale a pena solicitar. Caso contrário, não há nenhuma necessidade, uma vez que todos os bancos irão oferecer os mesmos benefícios. Se não fizer muita diferença, não vale a pena fazer a portabilidade, para não ter o trabalho de ter que cancelar a outra conta se acontecer de desistir no futuro. E isso é algo muito comum de acontecer. Por isso, para evitar um trabalho desnecessário, ou até se esquecer de cancelar, pense bem antes de solicitar a portabilidade. 

Posso Cancelar a Portabilidade? 

Algo que costuma acontecer é as pessoas fazerem a portabilidade e depois se arrependerem. E aí surge a dúvida: será que posso cancelar a portabilidade e voltar a receber o salário na conta onde a empresa deposita, no banco de origem? 

Cada banco tem o seu procedimento no que se refere ao cancelamento da conta. Dessa forma, é necessário ir até a uma agência bancária e verificar qual é o procedimento adotado pelo banco. 

Após o cancelamento da portabilidade, é preciso informar ao banco onde o salário é depositado e informar sobre o cancelamento e que o salário deve permanecer na conta que a empresa depositou.

O Que é Uma Conta Salário? Sou Obrigado a Abrir?

A conta salário é uma conta que a empresa abre quando contrata um funcionário. Ela é usada para que a empresa possa realizar o depósito do salário do empregado.  

A empresa contrata um banco e solicita que seja aberta a conta salário. Quem decide qual será o banco é a própria empresa. O funcionário não tem como escolher em qual banco deseja que sua conta salário seja aberta. 

A conta salário é muito benéfica para o trabalhador, que não terá que pagar nenhuma taxa pela manutenção e movimentação da conta.  

Nem toda empresa opta por realizar os pagamentos por uma conta salário, pois não se trata de uma obrigação do empregador. Ela tem a opção de solicitar a abertura da conta salário ou não. 

Quais as Vantagens da Conta Salário? 

Confira as principais vantagens de uma conta salário: 

• Uma das grandes vantagens da conta salário é que não há necessidade de analisar o perfil do cliente. Assim, ainda que ele tenha alguma pendência financeira, a conta poderá ser aberta sem nenhum problema. Isso é possível devido ao fato de a responsabilidade financeira ser da empresa conveniada ao banco, não do empregado beneficiário. São necessários apenas os documentos pessoais do empregado para a abertura da conta. 

• Os usuários recebem um cartão magnético para sacarem o seu salário. 

• É possível consultar saldos e extratos todos os meses em caixas eletrônicos, pelo internet banking ou na boca do caixa. 

• O beneficiário da conta poderá usufruir de até 5 saques mensais e gratuitos por salário. 

• Outra vantagem significativa é a isenção das taxas de uma conta salário. 

• Oferece mais segurança para o trabalhador, que não precisa sair com dinheiro da empresa no dia do pagamento. 

• Se desejar, o beneficiário ainda pode realizar a portabilidade da sua conta para outra conta que desejar, sema conta corrente ou poupança sem ter que pagar nada por isso. Assim, a transferência passa a ser automatizada e o salário será transferido de forma integral pelo banco no mesmo dia que a empresa realizar o pagamento. 

Quais as Desvantagens da Conta Salário? 

• A principal desvantagem são as limitações que uma conta salário possui. Vários serviços disponíveis nos outros tipos de contas não podem ser feitos. A conta salário existe apenas para o empregado receber o seu salário. Se o empregado desejar realizar transferências, pagamentos online, e etc., terá que pagar um valor a mais pelos serviços. 

• Não disponibiliza o uso de cheques. 

• Não rende juros como acontece com a conta poupança. 

• Não permite depósito do próprio titular e nem de terceiros. Somente a empresa pode realizar depósito numa conta salário. 

• Não tem limite de crédito, ainda que tenha o depósito mensal garantido. 

• No caso de desligamento da empresa, quem deve encerrar a conta é o empregado. 

• Só pode ter um titular. 

Qual a Diferença Entre Conta Corrente e Conta Salário 

A maior diferença entre as duas contas é são as movimentações que podem ser feitas. A conta corrente permite o recebimento de valores de várias fontes, disponibiliza cheques, e etc. Além do mais, conforme o pacote de serviços contratados, o cliente pode ter acesso a várias opções de crédito. A conta corrente cobra diversas tarifas. 

Quanto à conta salário, ela só pode receber valores provenientes da empresa. Na conta salário, não há cobrança de nenhuma tarifa. 

As operações permitidas na conta salário são: 5 saques mensais, 2 consultas de extrato por mês e 2 consultas de saldo. Além do mais, não é permitida nenhuma transação digital na conta salário. 

Não podemos nos esquecer de que a conta salário não deve ser usada para outros fins que não seja o recebimento de salário. Caso contrário, ela deixará de ser uma conta salário.

Posso Receber Salário na Conta Fácil?

O Banco do Brasil está oferecendo um novo serviço: a Conta Fácil. Para que ainda não conhece, daremos mais detalhes no post de hoje. 

A Conta Fácil permite ao usuário titular, após ter realizado o seu cadastro, movimentar conta usando um aplicativo de celular, disponível para Android e iOS. Embora se pareça com os serviços que outros bancos oferecem, a conta Fácil possui um diferencial: o registro pode ser feito sem que, para isso, o usuário precise enviar documentos físicos ou escaneados para a sua identificação. 

É possível abrir a Conta Fácil de forma 100% online, usando apenas o celular. Existem duas modalidades de Conta Fácil: a Conta Fácil Gratuita, em que o usuário não tem nenhum custo. E a Conta Fácil Bônus, onde é preciso pagar uma taxa no valor de R$ 9,90 para usá-la. 

O Que é Possível Fazer Em Uma Conta Fácil? 

Confira abaixo tudo o que uma Conta Fácil permite aos seus usuários: 

• É possível sim receber salário; 

• Também é possível realizar transferências; 

• Realizar deposito de até R$ 5.000,00 na conta; 

• Realizar compras com o cartão de débito da conta, desde que tenha saldo disponível na mesma; 

• Sacar dinheiro da conta usando caixas eletrônicos; 

• Contratar consórcio, previdência privada, título de capitalização e seguro, 

• Cadastrar contas no débito automático também. 

O Que Não é Possível Fazer Em Uma Conta Fácil? 

• Não é possível fazer investimento na Conta Salário, como poupança, CDB, e nenhum outro tipo; 

• Não é permitido depositar cheque na Conta Fácil; 

• Não é possível pegar empréstimo; 

• Realizar mais que 1 saque ou extrato gratuito por mês, a menos que sejam feitos usando o aplicativo do celular; 

• Não é possível depositar mais que R$ 5.000,00 na conta. Ou seja, o saldo total da conta não pode ultrapassar esse valor; 

• Se o total depositado no mês ultrapassar R$ 5.000,00, a conta será bloqueada. 

Situações Que Impedem a Abertura de Uma Conta Fácil 

A Conta Fácil não está disponível para todos os usuários. Confira abaixo as 3 situações que impedem a abertura da conta: 

• Pessoas menores de 18 anos não podem abrir uma Conta Fácil; 

 Pessoas que já tenham uma conta poupança ou uma conta corrente no Banco do Brasil não podem abrir uma Conta Fácil. Essa modalidade só é permitida para não correntistas do banco. 

 Quem estiver com o nome sujo, inserido nos órgãos de proteção ao crédito, pode ter a sua solicitação de abertura de conta negada. O sistema pode não autorizar a abertura. 

Vantagens da Conta Fácil 

Confira agora as principais vantagens de uma Conta Fácil: 

• Não é necessário comprovar renda; 

• É fácil de abrir; 

• Não é preciso apresentar nenhum documento de identificação no ato de abertura; 

• Não é preciso comprovar o endereço, 

•  A conta pode ser aberta usando apenas o celular, sem a necessidade de ter que ir à uma agência bancária. 

Como Abrir Uma Conta Fácil? 

O acesso aos serviços bancários já não é mais tão burocrático como foi um tempo atrás. A tecnologia vem tornando os processos cada vez mais práticos.

É muito fácil abrir uma Conta Fácil. Para isso, basta acessar o aplicativo do banco no celular e clicar em “Quero Abrir Uma Conta”. Depois, clique em “Para Você”. Na tela que se abrirá, clique novamente em “Quero Abrir Minha Conta”. Em seguida, informe o CPF, o nome e o número do celular. O próximo passo é escolher a agência de relacionamento. Agora é preciso aceitar o Termo de Abertura e Condições de Uso da Conta e cadastrar duas senhas. O usuário escolhe então entre a Conta Fácil Bônus e a Conta Fácil Gratuita. Envia uma selfie e uma cópia do seu RG. Pronto! Já é possível movimentar a conta. 

Posso Fazer Portabilidade Para Conta Digital?

Pouquíssimas pessoas sabem o que é uma conta digital. No post de hoje, explicaremos como funciona esse tipo de conta e você poderá escolher a que melhor combina como seu você. 

Uma conta digital é praticamente igual a uma conta corrente. O que difere as duas é que na conta digital, as transações são gratuitas e ilimitadas se forem realizadas através de meios eletrônicos, ou seja, usando a internet, pelo celular, caixas eletrônicos e tablet. 

Resumindo, a conta digital é igual a uma conta corrente convencional, com a diferença que de que ela oferece todos os serviços gratuitos se o usuário os realizar pela internet ou caixas eletrônicos. 

Esse tipo de conta é ideal para quem não vai com frequência à uma agência bancária e está acostumado a realizar as suas transações bancárias pela internet. 

Quais as Vantagens de Uma Conta Digital? 

Se ainda ficou em dúvida, confira abaixo as principais vantagens que uma conta salário possui: 

• Possui cartão de débito para compras e saques; 

• Emissão e consulta de saldo e extrato ilimitados pela internet e pelo celular; 

• Possui saques ilimitados em caixas eletrônicos; 

• Não possui cesta de serviços, tarifa de manutenção e nem mensalidade; 

• Pagamento de contas e de boletos usando a internet, caixas eletrônicos e o celular sem custo adicional, 

• Serviço ilimitado de transferência via DOC e TED para todos os bancos. 

A conta digital só não oferece cheque. Se o cliente desejar, terá que pagar pelas folhas solicitadas. Mas, hoje em dia, praticamente ninguém usa mais o cheque. Especialmente após o surgimento das transferências eletrônicas. 

É Possível Receber o Salário na Conta Digital? 

Algumas pessoas recebem salário pelo banco, na conta salário que a empresa abre quando contrata o funcionário. No entanto, é comum o usuário solicitar a portabilidade do seu salário para alguma outra conta que já possua. Uma dúvida comum é sobre a possibilidade de solicitar a portabilidade para a conta digital. 

E a resposta é sim. Quem quiser, pode passar a receber o seu salário na conta digital. Para isso, é preciso informar o nome e o número do banco, o número da agência e da conta corrente. Para que o usuário possa receber seu salário pela conta digital, é importante que ela aceite transferência via DOC ou via TED no CPF do usuário.  

Como Solicitar a Portabilidade do Salário Para a Conta Digital? 

Para solicitar a portabilidade, o usuário tem duas alternativas: 

• Se a pessoa já tiver uma conta salário, é preciso ir ao banco atual e pedir que seja feita a portabilidade. Será preciso preencher um formulário do banco, informando os dados da conta que deseja receber a partir de então. 

• O funcionário pode também informar os dados da sua conta à empresa onde trabalha e solicitar que ela faça um DOC ou um TED para a mesma. 

A portabilidade é gratuita. O funcionário não precisa pagar nenhum valor para ela seja feita. 

Confira abaixo alguns dos bancos que oferecem uma conta bancarizada, ou seja, que recebem transferência via DOC ou TED na titularidade do correntista: 

• Conta Digital Agipag (Banco Agiplan) 

• Superdigital do Santander (ex Conta Super 

• Banco Neon 

• Banco Inter 

• Banco Original 

O Banco Original é o único que oferece um programa de benefícios para aquelas pessoas que recebem o salário pela conta digital. Solicitando a portabilidade, o cliente pode ganhar até 50% de desconto na taxa de juros de cheque especial e empréstimos da conta. 

A conta digital é uma excelente alternativa, pois permite saques e transferências ilimitados e sem cobrar nenhum valor. É muito recomendada para as pessoas que desejam movimentar a sua conta somente pela internet e caixas eletrônicos. E que não precise de cheque. 

Bloqueio Judicial Incide Sobre a Conta Salário?

A conta salário é uma conta que o empregador abre exclusivamente para depositar o salário do funcionário. De acordo com o Banco Central, esse tipo de conta deve receber apenas depósito de salário. Exatamente por isso não pode haver nenhuma cobrança de tarifa. A conta salário é gratuita para o empregado. Ela também não deve ser usada para movimentações como ocorre com os tipos de contas. 

A empresa firma um acordo com um banco para que seus funcionários possam receber seu salário por meio dele. No momento da contratação de um empregado, a empresa entrega para o funcionário uma carta de solicitação e o mesmo deve ir até a agência informada para proceder com a abertura da conta. Alguns outros documentos são necessários, mas a empresa informa ao empregado com antecedência. 

O Que é o Bloqueio Judicial e Como Funciona? 

O bloqueio judicial de uma conta bancária é uma ferramenta que o sistema financeiro usa para atender exigências do Poder Judiciário. O bloqueio judicial serve como uma medida preventiva que garante que o cidadão não tenha recursos disponíveis para pagar custos processuais e indenizações cujo pagamento possa ser feito após o fim do processo. 

Quando ocorre o bloqueio judicial de uma conta, é importante frisar que o banco ou a instituiçãofinanceira não têm nenhuma responsabilidade sobre o mesmo. Esse tipo de bloqueio pode acontecer tanto em uma conta corrente quanto em conta poupança. 

Para que ocorra o bloqueio, o Banco Central recebe uma ordem judicial e a envia para o banco para que seja feito o bloqueio de todo tipo de movimentação em determinada conta, até que seja decido pelo juiz o que fazer com os valores constantes nela. 

Valores de Uma Conta Salário Podem Ser Bloqueados Judicialmente? 

O salário do cidadão é um bem impenhorável. Sendo assim, ele não pode ser bloqueado judicialmente. Da mesma forma, a conta usada exclusivamente para o recebimento de salário também não pode ser bloqueada. Mas é muito importante lembrar que, se o usuário realizar outros tipos de depósitos na conta salário, ela será descaracterizada como uma conta exclusiva para o recebimento de salário. 

Se, por ventura, ocorrer o bloqueio da conta salário, o usuário deverá procurar um advogado, para que este faça o pedido judicial de desbloqueio da conta.  

Quais Contas Podem Ser Bloqueadas Judicialmente? 


O cidadão possui alguns bens que são considerados impenhoráveis, como o seu salário, conta salário, sua aposentadoria, pensões e os seus recursos depositados em contas poupança que somem até salários mínimos. Se acontecer o bloqueio de algum desses recursos, um advogado poderá solicitar o desbloqueio sem muita dificuldade. 

O Que Fazer se a Conta Corrente ou Poupança For Bloqueada Judicialmente? 

Após o bloqueio judicial, não será mais possível realizar transferências, pagamentos, saques, mudança de conta, e nenhuma transação financeira durante todo o período em que a conta permanecer bloqueada. Quando é feito o bloqueio de uma conta, significa que o processo já está em uma fase mais avançada. E o cidadão que teve a conta bloqueada já estava ciente de que esse procedimento poderia ocorrer. Inclusive, antes do bloqueio, o titular da conta sempre é informado. 

Se for solicitado junto com o pedido de bloqueio judicial, a todo o histórico da conta poderá ser analisado por advogados e pelo juiz. E tudo passa pela intermediação do Bacen Jud, sistema judicial do Banco do Brasil. Sendo assim, o banco ou a instituição financeira não têm como impedir e nem mesmo limitar o acesso às informações. 

Para solicitar o desbloqueio da sua conta, será preciso contratar um advogado e solicitar judicialmente o desbloqueio. Outra forma de conseguir o desbloqueio é quitar as obrigações financeiras pendentes.