O Que é Um TEF? Como Funciona e Quais os Prazos?

O que a gente percebe nos dias de hoje é o crescente aumento das pessoas que usam o cartão de crédito para pagar as suas compras. O talão de cheque, o crediário e até mesmo o dinheiro vivo estão, aos poucos, ficando para trás. Seja pela segurança, pelo crescimento exagerado da criminalidade, seja comodidade, em não precisar carregar mais que um cartão na bolsa como forma de pagamento, o cartão de crédito vem ganhando muito espaço no mercado. 

Dessa forma, se o comerciante não trabalha com cartão de crédito em seu estabelecimento, não aceita essa forma de pagamento, ele perderá muita venda, com toda certeza. Nos dias de hoje, aceitar cartão de crédito é uma maneira de alavancar as vendas e de se manter no mercado. Como dissemos, quase não se usa mais outra forma de pagamento. E quase todo mundo tem um cartão de crédito hoje. 

A TEF, ou Transferência Eletrônica de Fundos, é um sistema que possibilita que transações financeiras eletrônicas possam ser realizadas. A TEF é responsável pela comunicação que acontece entre a administradora de cartão e o estabelecimento comercial. Somente com essa comunicação é possível realizar vendas em cartão de crédito e de débito, e também em várias outras modalidades de pagamento eletrônico. 

A TEF está disponível também em terminais de autoatendimento, internet banking e caixa do banco. Se uma pessoa for realizar uma transferência entre contas de um mesmo banco, o valor é creditado na mesma hora na conta da pessoa favorecida. 

O tipo de TEF varia conforme o ramo de atividade e o porte da empresa. Confira abaixo os principais tipos de TEF existentes hoje em dia: 

• TEF discado: esse tipo de TEF usa PinPads e computadores conectados à uma linha telefônica. 

 POS: esse tipo se conecta via linha telefônica e são terminais de ponto de venda de cartões que não dependem de computadores. 

 TEF dedicado: esse tipo usa computadores e PinPads, que usam conexão X-25, oferecidos pelas operadoras de telefonia, para se conectarem. 

 TEF IP: usa computadores e PinPads que se conectam usando uma VPN, ou Rede Privada Virtual. 

O tipo de TEF escolhido irá depender, principalmente, do fluxo financeiro que a empresa possui. 

A principal diferença entre os TEFs está na rapidez da resposta da autorização de uso do cartão. Quanto melhor for a performance, maior será a agilidade no atendimento do cliente. Quando comparamos, percebemos que as TEFs IP e Dedicado apresentam maior rapidez na resposta de autorização do uso do cartão, uma vez que, para se comunicarem com a central, não usam a discagem de linha telefônica. Com isso, nós podemos concluir que os tipos que não dependem de uma linha telefônica são os melhores, pois otimizam o atendimento ao cliente. Esses dois tipos são os mais usados pelas empresas que realizam muitas transações durante o dia. Eles são capazes de compartilhar informações de forma mais rápida. 

O Estabelecimento Comercial é Obrigado a Usar TEF? 

A partir do momento em que a empresa passa a usar transação eletrônica, ela é obrigada a usar a solução TEF. A TEF é capaz de registrar todas as saídas de mercadoria da empresa, mantendo um controle da tributação em todas as transações. E essa informação vem impressa no cupom fiscal, oferecendo mais clareza tanto para o cliente, quanto para o comerciante. 

Na hora de contratar o serviço, é sempre recomendado escolher uma empresa séria, que ofereça um serviço de qualidade, uma vez que as informações devem ser repassadas com muito cuidado, para evitar que caiam em mãos erradas. Faça a sua parte para evitar problemas futuros. 

Deixe um comentário