Como Funciona o Cheque Especial: Tem Como Cancelar?

 Todas as vezes que uma pessoa tem a necessidade de usar mais dinheiro do que ela tem disponível em sua conta, e acaba ficando com saldo negativo, ela está usando o cheque especial. Esse termo se refere ao crédito que o banco deixa pré-aprovado para o cliente em sua conta. E que ele pode usar sempre que precisar. 

No entanto, como não poderia deixar de ser, esse crédito não sai de graça. Pelo contrário, ele tem um custo bem elevado. Ele possui uma das maiores taxas de juros praticadas entre os empréstimos. 

Quando precisamos contratar um empréstimo, o banco irá analisar minuciosamente para, somente depois, decidir se empresta ou não o valor solicitado. Só que com o cheque especial é diferente. O valor fica disponível em sua conta e você não precisa pedir emprestado. Você somente retira. E, quando fizer algum depósito em sua conta, ele vai para o pagamento do empréstimo que fez. Como o banco não sabe quando você pagará tudo o que pegou, ele eleva as taxas de juros. É comum alguns bancos darem 10 dias grátis sem cobrar nenhuma taxa, para que o cliente faça o pagamento. Sendo assim, se precisar entrar no cheque especial, verifique bem esse prazo, para não pagar juros desnecessários. 

Outra observação importante é sobre o saldo disponível na conta. Os bancos costumam somar o limite do cheque especial ao saldo que o cliente tem disponível na sua conta. E, com isso, as pessoas acreditam ter um valor maior do que realmente têm. No extrato, vem a informação do que é o limite e do que é o saldo. Por isso, preste bastante atenção, para não retirar o limite do cheque especial sem querer. 

Se a pessoa conseguir usar o cheque especial dentro dos 10 dias grátis que o banco oferece, ele pode ser uma boa alternativa para uma situação de emergência. 

Posso Cancelar o Cheque Especial? 

O cliente tem a opção tanto de cancelar o limite do cheque especial. Para isso, basta entrar em contato com o banco e realizar a solicitação. É importante sempre solicitar o documento de solicitação protocolado. Nesse documento, é preciso estar a assinatura do funcionário que atendeu a sua solicitação, carimbada e datada. 

Para evitar problemas futuros, também é importante manter o guardado extrato bancário que comprova o cancelamento do serviço por, no mínimo, 5 anos. 

Como Sair do Cheque Especial? 

Algo que costuma acontecer com muita frequência é o indivíduo entrar no cheque especial, e não conseguir sair, pois não consegue quitar a dívida e ela vai se tornando cada vez maior. Para ajudar a sair de uma situação como essa, separamos algumas dicas abaixo. Confira: 

• Negocie com o banco: uma dica é procurar o gerente do banco e tentar negociar a dívida. Como o objetivo do banco é que o cliente pague o que deve, ele pode oferecer taxas de juros bem mais atrativas. Vale a pena tentar. 

 Diminua o limite do cheque especial: o cliente pode solicitar uma redução do seu limite de cheque especial. Principalmente se ele não consegue se controlar e vive precisando desse crédito. 

 Parcelamento: se o valor devido for alto, uma alternativa é solicitar o parcelamento. Dessa forma, o cliente terá um valor fixo a pagar todos os meses. Porém, é muito importante avaliar as taxas cobradas no parcelamento. E o valor final que a dívida ficará. 

 Controle os seus gastos: evite gastar de forma compulsiva. Compre somente o que realmente precisar e evite contratar qualquer tipo de empréstimo. Tenha sempre uma reserva financeira para casos de emergência. 

Deixe um comentário