O Que é Cadastro Positivo? Vale a Pena Fazer?

O Que é Cadastro Positivo? Vale a Pena Fazer?

Algumas pessoas ainda não conhecem o termo cadastro positivo. Outras, porém, já ouviram falar, mas ainda têm algumas dúvidas sobre as suas vantagens. Por isso, portanto, daremos mais informações sobre ele, como funciona, se vale mesmo a pena fazer.

O Que é o Cadastro Positivo e Como Funciona?

O Cadastro Positivo foi lançado em 2013 com o intuito de ressaltar os pontos positivos do histórico de crédito do consumidor. Ele é um banco de dados que contém o histórico de pagamentos, podendo ser muito útil no momento da concessão de um financiamento, de um crediário, etc. Quando alguém tem o nome no SPC ou na Serasa, qualquer empresa pode consultar e atestar se a pessoa é ou não uma boa pagadora. A Serasa Experian é a gestora do Cadastro Positivo, e o mesmo é regulamentado pelo Banco Central.

O Cadastro Positivo é uma ferramenta gratuita, e o consumidor não adere ao serviço se não desejar. A partir da adesão, as empresas podem visualizar não só as dívidas pendentes, mas também aquelas que foram pagas em dia. Todo o histórico de pagamento é considerado. Dessa forma, é mais fácil obter crédito em estabelecimentos comerciais.

Como Aderir ao Cadastro Positivo?

Para se cadastrar, basta acessar o site do Cadastro Positivo e fazer a sua adesão de forma gratuita. No entanto, é preciso aceitar a autorização de disponibilização de dados, onde as empresas com as quais o consumidor tenha relação comercial, possam ter acesso à todas as suas informações de crédito.

A recomendação é que, antes de aderir ao cadastro, o consumidor leia com muita atenção para ter ciência de quais são as exigências do Termo de Adesão.

Dando continuidade ao cadastro, o consumidor pode entregar o Termo preenchido em uma das agências da Serasa Experian. Se preferir, pode enviar pelos Correios, ou usar o usar também o Certificado Digital em substituição à assinatura.

Quais Informações Constam no Cadastro Positivo?

Conforme a Resolução do Conselho Monetário Nacional, o Cadastro Positivo pode conter as seguintes informações:

  • A data em que foi concedido o empréstimo ou o financiamento. Ou a data em que foi assumida a obrigação de pagar.
  • Valores das prestações do financiamento ou do empréstimo contratado, do compromisso ou da obrigação.
  • Valor total do empréstimo ou do financiamento concedido. Do compromisso ou da obrigação assumida.
  • Valores pagos, total ou parcialmente, de prestações, de empréstimos ou de financiamentos. Ou ainda as parcelas a pagar e as datas de pagamento.

As informações pessoais do consumidor, como endereço, número de documentos, não constam no Cadastro Positivo.

Vale a Pena Aderir ao Cadastro Positivo?

Existe um problema que impede a avaliação total do cadastro. Para ter certeza da sua eficácia, seria preciso que mais pessoas e mais empresas se cadastrassem.

Seguem abaixo algumas vantagens do Cadastro Positivo:

  • Avaliação de crédito mais justa.
  • Permite que o consumidor consiga melhores taxas de juros e condições de pagamentos.
  • Facilita a concessão de crédito, pois cria um histórico positivo dos pagamentos do consumidor.
  • As empresas têm acesso histórico de pagamentos em dia do consumidor, e não só das contas que não foram pagas.
  • Mesmo quem tem o nome sujo pode se cadastrar. E isso contribui para que as empresas façam uma avaliação mais positiva na hora de conceder um crédito.
  • O Cadastro Positivo pode ajudar a aumentar a pontuação do Score de Crédito.
  • Diminuição da inadimplência, pois a empresa terá acesso aos hábitos de pagamento.

No Brasil, o Cadastro Positivo ainda é desconhecido por grande parte das pessoas. Porém, em outros países, como Inglaterra, México, Estados Unidos, etc, ele já é conhecido e muito utilizado, e considerado um grande aliado para o mercado financeiro.

 

Deixe um comentário