Como Funciona o Limite do Cartão de Crédito: Entenda Tudo

Como Funciona o Limite do Cartão de Crédito: Entenda Tudo

O cartão de crédito, quando bem usado, pode ser de grande ajuda no dia a dia. Seja para as compras mais urgentes, ou para comprar um bem um pouco mais caro. Algumas questões básicas que devem ser observadas, é com relação ao limite do cartão e os juros em caso de atraso das faturas. É muito importante não estourar o limite do cartão. Isso pode gerar muitos problemas, como faturas muito altas e uma grande desordem nas suas finanças.

A questão é que muita gente nem sabe como funciona o limite do cartão de crédito. E acabam gastando sem pensar muito. As pessoas gostam muito de usar o cartão de crédito. O grande problema é não saber como usá-lo corretamente. Para ajudar essas pessoas, nós falaremos tudo sobre o limite do cartão de crédito. Continue lendo.

Como é Feito o Cálculo do Cartão de Crédito?

Para o cálculo do limite do cartão, os bancos e as administradoras de cartões usam muitas variáveis. Uma dessas variáveis é a renda pessoal do consumidor. Dessa forma, é possível fazer um cálculo da capacidade de pagamento e determinar o valor que pode ser gasto no cartão. O valor será uma soma que não comprometa a renda do cliente. Esse valor será o limite do cartão. Lembrando que ele não deve ser ultrapassado.

O cartão de crédito é um dos maiores motivos de endividamento das famílias no Brasil. Ele representa mais da metade no ranking de motivos de endividamento.

Uma dica importante para saber como o seu cartão de crédito funciona é examinar a sua fatura. Nela, constam todos os valores cobrados. Também é importante estar ciente das tarifas que o emissor do seu cartão pode estar te cobrando, como é caso de anuidade, pedido de avaliação emergencial de limite do cartão, emissão de 2ª via do cartão, pagamento de contas. A anuidade é um fator a parte que deve ser observado, pois hoje é possível ter um cartão de crédito sem precisar pagar nenhum valor a título de anuidade.

Veja Como Funciona o Limite do Cartão de Crédito

Vamos dar um exemplo prático: suponhamos que o seu cartão tenha um limite de R$ 500,00. Se você gastar R$ 50,00, você ainda terá R% 450,00 disponíveis no seu cartão. No próximo mês, quando você quitar os R$ 50,00 que devia, você volta a ter R$ 500,00. Cada compra que fazemos reduz o limite, e sempre que pagamos, voltamos ao valor total.

Quando compramos algo parcelado, o que importa é o valor total daquela compra. Se compramos algo que custa R$ 200,00, e dividirmos em 4 vezes, será subtraído do meu cartão o valor total do bem, ou seja, R$ 200,00, e não a parcela de R$ 50,00. Dessa forma, se o meu limite é R$ 500,00 e compra algo de R$ 200,00 ainda que eu divida em parcelas, o saldo do meu cartão de crédito será de R$ 300,00.

Pagar o Valor Parcial da Fatura Impacta no Limite de Crédito

Há situações em que a pessoa não consegue quitar o valor total da fatura do cartão e opta por pagar o valor mínimo. Sobre esse valor, há a incidência de juros rotativos e de multa bem altas. Esses valores serão cobrados na próxima fatura. Isso aumenta muito o valor da fatura, e se torna um problema para o consumidor conseguir quitar a sua dívida.

O acréscimo de juros e de multas também contribuem para reduzir o limite do cartão. Além de se tornar uma verdadeira bola de neve. Esse é um dos maiores motivos de endividamento hoje em dia.

Deixe um comentário